terça-feira , 7 abril 2020
Você está aqui: Capa | Saae

Arquivo da categoria: Saae

Assinatura dos Feeds

Informações relacionadas ao tratamento de água de Itabira

Novo coronavírus – Saae suspende cortes de água para beneficiários da tarifa social

Devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira foi autorizado nesta quinta-feira (25), em caráter de urgência, a suspender imediatamente os cortes no abastecimento de água por inadimplência. Também não haverá, nesse período de 60 dias, incidência de juros e multas por atraso de pagamento.

As medidas solicitadas pelo Município, e autorizadas pela Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário (Arsae) do Estado de Minas Gerais, são válidas para os beneficiários da tarifa social, hospitais públicos e unidades básicas de saúde.

Dessa forma, o prefeito Ronaldo Magalhães consegue garantir, principalmente para os estabelecimentos da área de saúde, condições de trabalho neste momento de crise, em que a água é essencial para inibir a disseminação da covid-19”, explicou Leonardo Ferreira Lopes, diretor-presidente do Saae. Além disso, segundo ele, os recursos que os hospitais e postos de saúde destinariam às despesas de água, poderão ser investidos em itens para combater a pandemia.

Já os beneficiários da tarifa social, também cobertos pela decisão da Arsae, não ficarão sem abastecimento de água nos próximos dois meses. “Esse pedido do prefeito Ronaldo (Magalhães) protegerá cerca de cinco mil famílias, que, normalmente, ficam mais expostas à pandemia. No momento, a água é fundamental nessa guerra contra o novo coronavírus”, garantiu Leonardo Lopes.

310 mil litros de água – Saae realiza operação de guerra para normalizar abastecimento em Itabira

Desde ontem (21), equipes do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira trabalham para abastecer a população dos bairros atendidos pela Estação de Tratamento de Água (ETA) Rio de Peixe.

Em uma operação de guerra – 24 horas por dia – a autarquia, com o apoio da Vale, utiliza cerca de 16 caminhões-pipa para normalizar o nível de água dos reservatórios abastecidos pela ETA Rio de Peixe, que, desde a semana passada, sofre com questões relacionadas à falta de energia elétrica, além dos problemas internos da mineradora que impedem – até agora – o fornecimento de água.

De acordo com o Saae, a situação dos bairros Santa Ruth, Santa Marta, Monsenhor José Lopes, Valença, Fênix, Belvedere e João XXIII continua crítica. A Vale segue com os trabalhos de correção e o Saae com o abastecimento manual na estação.

WhatsApp Image 2020-03-22 at 13.24.46

Dados

A ETA Rio de Peixe fornece 30 litros de água por segundo (l/s) para o sistema municipal de abastecimento. Para suprir esta baixa temporária, o Saae encaminha, diariamente, 14 caminhões-pipa (280 mil litros) – carregados com água proveniente de poços artesianos profundos da Vale – à estação Rio Peixe para ser tratada e depois distribuída à população. São enviados, também, dois caminhões com 30 mil litros de água potável.

Segundo o diretor-presidente do Saae, Leonardo Ferreira Lopes, a autarquia planeja, “caso necessário”, para as próximas horas desse domingo (22), mais 12 caminhões-pipa na força-tarefa para normalizar a ETA Rio de Peixe.

Utilidade Pública – Estações de água Rio de Peixe e Pureza interrompem fornecimento

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira informa que, por falta de energia elétrica, a Estação de Tratamento de Água (ETA) Pureza está parada desde às 4h30 da madrugada de hoje (21).

De imediato, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) foi acionada e informou que um acidente envolvendo uma carreta danificou três postes. No momento, técnicos da concessionária trabalham para solucionar o problema.

Na ETA Rio de Peixe, que não funciona desde às 5h30 deste sábado, a produção está paralisada devido à interrupção do fornecimento pela empresa Vale, causados por problemas internos. A mineradora já iniciou os trabalhos de correção.

É importante ressaltar, entretanto, a crítica condição que se encontram os bairros abastecidos pela ETA Rio de Peixe, já que na última quinta-feira (19), a estação ficou sem energia elétrica por aproximadamente 20 horas.

WhatsApp Image 2020-03-21 at 11.17.31

Atenção!

Os moradores dos bairros Santa Ruth, Santa Marta, Monsenhor José Lopes, Valença, Fênix, Belvedere e João XXIII, abastecidos pela ETA Rio de Peixe, bem como os dos bairros Abóboras, Água Fresca, Amazonas, Areão, Bálsamos, Bálsamos II, Barreiro, Bethânia, CDI, CDI II, Colina da Praia, Conceição de Cima, Conceição de Baixo, Cônego Guilhermino, Esplanada da Estação, Fênix, Gabiroba, Hamilton, Hamilton II, Jardim dos Ipês, João XXIII, Juca Batista, Juca Rosa, Machado, Madre Maria de Jesus, Major Lage de Baixo, Major Lage de Cima, Monsenhor José Lopes, Novo Amazonas, Panorama, Posto Agropecuário, Praia, Ribeira de Baixo, Ribeira de Cima, Santa Marta, Santa Ruth, Santa Tereza, São Bento, São Cristóvão, São Marcos, Valença, Vila Piedade, Vila Piedade, Vila Prudêncio, Vila Salica, Vila São Geraldo e Vista Alegre, que dependem da ETA Pureza, devem fazer uso consciente da água para minimizar os transtornos.

Utilidade Pública – Falta de luz compromete funcionamento da ETA Rio de Peixe

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira informa que, por falta de energia elétrica, a Estação de Tratamento de Água (ETA) Rio de Peixe está parada desde às 21 horas de ontem (18/3).

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) foi acionada e já trabalha no local. Após o retorno da energia, a distribuição de água será normalizada ao longo do dia. A ETA Rio de Peixe abastece os bairros Santa Ruth, Santa Marta, Monsenhor José Lopes, Valença, Fênix, Belvedere e João XXIII.

Utilidade Pública – Rompimento de adutoras da ETA Gatos compromete abastecimento

Na madrugada desta quinta-feira (12), técnicos do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira verificaram rompimento de duas adutoras – em pontos distintos – da Estação de Tratamento de Água (ETA) Gatos.

A equipe trabalhou nos locais das 6 horas de ontem até a madrugada desta sexta-feira (13), quando o problema foi solucionado e a ETA religada às 4 horas. Portanto, a autarquia informa que o abastecimento de água será normalizado ao longo do dia.

Falta d’água

A ETA Gatos abastece os bairros Campestre, Bela Vista, Nova Vista, Nossa Senhora das Oliveiras, Eldorado, São Francisco, Pedreira, Penha, Santo Antônio, São Pedro, Vila Cisne, Vila Paciência, Cento e Cinco, Cidade Nova e Santa Inês.

Emprego – Saae contrata técnico de segurança do trabalho

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira contrata técnico de segurança do trabalho, com no mínimo cinco anos de experiência, para dar suporte à gestão de segurança, saúde e meio ambiente da autarquia, pelo período de seis meses.

A contratação, por modalidade de dispensa, é uma determinação da Justiça (processo nº 0010087-51.2018.5.03.0171) e os interessados podem enviar currículo – até amanhã (6) – pelo e-mail: mbatista@saaeitabira.com.br ou entregar na sede da empresa – rua Senhora do Carmo, nº 148, no bairro Pará – das 7h30 às 10h30 e das 13 às 16 horas.

A seleção do currículo acontecerá na próxima segunda-feira (9) e o resultado será publicado no Diário de Itabira e no site do Saae – www.saaeitabira.com.br.

Urgente – Deslizamento de terra rompe adutora da ETA Gatos

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Itabira informa que o abastecimento na Estação de Tratamento de Água (ETA) Gatos será interrompido, de forma emergencial, das 12 às 17 horas.

O motivo da interrupção é um deslizamento de talude, por volta das 10 horas desta sexta-feira (21), que provocou o rompimento parcial de uma adutora. Técnicos do Saae já iniciaram os procedimentos para reverter a situação.

A ETA Gatos abastece os bairros Campestre, Bela Vista, Nova Vista, Nossa Senhora das Oliveiras, Eldorado, São Francisco, Pedreira, Penha, Santo Antônio, São Pedro, Vila Cisne, Vila Paciência, Cento e Cinco, Cidade Nova e Santa Inês.

Taxas de água e esgoto – Procon explica como é feita a cobrança na conta do Saae

Desde 2012, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira trabalha com um sistema de tarifação composto por taxas fixa e variável. Este modelo, considerado o mais justo do país, abrange o consumo real e a infraestrutura dos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário.

De acordo com Fabrício Chaves, secretário-executivo do órgão de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Itabira, não existem tarifas distintas para o mesmo serviço. “O que acontece é que temos a taxa fixa de água e de esgoto e a taxa variável de água e esgoto. Parecem e se confundem como se fossem a mesma coisa, mas não são. A taxa fixa é destinada à infraestrutura: reservatórios, manutenção e todo o aparato do Saae para tratar a água e o esgoto. Já a tarifa variável de água e esgoto é referente ao consumo real”, explicou.

Além disso, segundo o secretário, este sistema tarifário foi implantado conforme resolução nº 40 da Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais (Arsae) e da lei nº 11.445/07. Ambas estabelecem condições gerais para prestação e utilização dos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário. “É importante deixar bem claro que não há nenhuma ilegalidade nas tarifas do Saae”, ressaltou Fabrício Chaves.

O sistema tarifário, conforme a Lei Federal de Saneamento Básico, é definido exclusivamente pela Arsae e é adotado em mais de 90% dos municípios mineiros. “Para ampliar o uso desse modelo de cobrança, temos que lembrar que é idêntico ao utilizado pela Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais)”, concluiu o secretário-executivo do Procon.

Dúvidas

No dia 21 de janeiro desse ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) determinou arquivamento da reclamação nº 387217092019-2 que questionava possível abuso nos valores cobrados na tarifa de água e esgoto do Saae.

Conforme entendimento do MPMG, os valores que constam na cobrança da autarquia são apresentados de forma discriminada e não cobram pelo mesmo serviço, mas sim, pela disponibilização da água e da infraestrutura necessária para alcançar qualidade no serviço prestado.

Slide1

Estragos da chuva – Saae conclui obras de recuperação na rede de esgoto

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira concluiu, na semana passada, a recuperação do principal emissário da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Laboreaux, rompido durante às fortes chuvas no final de janeiro. O acidente foi provocado por deslizamentos de terra impulsionados pelo aumento do volume de água no Rio de Peixe.

De acordo com Leonardo Ferreira Lopes, diretor-presidente do Saae, o emissário se rompeu em dois locais, com 100 metros de distância entre eles. O primeiro, em uma estrada vicinal à avenida Prefeito Li Guerra e, o segundo, na ponte de concreto do condomínio Village da Lagoa. “Levando em consideração que a capacidade da ETE Laboreaux é de 170 litros por segundo (l/s), este braço do emissário que recuperamos corresponde há mais de 100 l/s no horário de pico”, explicou o diretor-presidente.

A identificação dos estragos ocorreu após a inspeção de quilômetros de emissários, quando, no dia 3/2, funcionários da autarquia constataram a redução de vazão na ETE, além de transtornos (vazamentos) no final da via. “Foi uma obra grande, que exigiu muito esforço do Saae para ser executada com segurança e rapidez”, ressaltou Leonardo Lopes.

A conclusão dos serviços aconteceu no sábado (8/2), quando o segundo muro de gabião foi finalizado para sustentar o emissário rompido e as pistas da avenida Prefeito Li Guerra passaram pelo processo de lavagem.

primeiro_ponto

Antes: primeiro ponto do rompimento

WhatsApp Image 2020-02-10 at 11.57.39

Depois: recuperação concluída

Anel Hidráulico – Prefeitura interdita acesso ao bairro Pará pela 105

Devido às obras de implantação do anel hidráulico, a partir desta segunda-feira (10), a Prefeitura interditará o acesso ao bairro Pará pela Estrada 105. A mudança ficará ativa por 20 dias.

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Obras, Transportes e Trânsito (SMOTT), essa etapa de execução do anel – que já atingiu 80% de conclusão – corresponde à implantação das caixas de derivação e dos blocos de ancoragem, que servirão para interligar as redes de água. As equipes trabalham, atualmente, em dois pontos: nos bairros Areão (próximo à praça do Minerador) e Campestre (Valeriodoce).

Novo sistema

O anel hidráulico é a implantação de seis quilômetros de rede para conectar os sistemas Gatos, Pureza, Três Fontes, Areão e Rio de Peixe. Com ele finalizado, o novo reservatório construído no bairro Campestre será ligado à adutora do Areão, já interligada aos reservatórios dos bairros Juca Batista e Fênix. Assim, o sistema itabirano de abastecimento de água será unificado, permitindo melhores distribuição e gestão hídrica.

Scroll To Top