Você está aqui: Capa | Saúde | Imunização

Arquivo da categoria: Imunização

Assinatura dos Feeds

Prefeitura realiza dia D da Campanha Nacional de Multivacinação neste fim de semana

Neste sábado (16), às 8 horas, o prefeito Ronaldo Magalhães acompanha a mobilização nacional – dia D – da campanha de multivacinação, na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Vila Santa Rosa – rua Marajó, s/nº.

A campanha começou na última segunda-feira (11), em todas as unidades de saúde do município, com exceção das unidades dos bairros Bela Vista, Nova Vista e Santa Ruth, que não possuem sala de vacinação e, até o dia 22/9, das 8 às 17 horas, todos os postos estarão preparados para imunizar a população.

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a multivacinação é uma estratégia adotada pelo Ministério da Saúde, com o objetivo de atualizar a caderneta de vacinação de crianças, adolescentes, adultos e idosos e, consequentemente, melhorar a cobertura vacinal do município. A SMS solicita ainda, a apresentação da caderneta de vacinação para que os agentes de saúde avaliem a necessidade de atualização vacinal.

Campanha de multivacinação começa nesta segunda-feira

A Campanha Nacional de Multivacinação começa nesta segunda-feira (11), das 8 às 17 horas, na Policlínica Municipal e em todas as unidades básicas de saúde (UBS) do município, com exceção das unidades dos bairros Bela Vista, Nova Vista e Santa Ruth, que não possuem sala de vacinação.

No sábado (16), a Prefeitura acompanha a mobilização nacional da campanha e realiza o dia D para a multivacinação em todas as unidades de saúde, no mesmo horário. A campanha termina no dia 22/9.

De acordo com Thereza Cristina Oliveira Andrade, superintendente de Vigilância em Saúde da Prefeitura de Itabira, a multivacinação é uma estratégia adotada pelo Ministério da Saúde, com o objetivo de atualizar a caderneta de vacinação das crianças e dos adolescentes menores de 15 anos. “Nesta campanha, são oferecidas as vacinas de rotina com a finalidade de melhorar a cobertura vacinal do município”.

Ainda segundo ela, o atual Calendário Nacional de Vacinação dispõe de 14 vacinas para as crianças e cinco para os adolescentes, “tendo em vista essa complexidade, é fundamental que a população apresente a caderneta de vacinação para os agentes de saúde, para que eles possam avaliar quais as vacinas são necessárias, se falta alguma dose ou mesmo para dizer que a caderneta está atualizada”, finalizou Thereza Andrade.

Prefeitura vacina adolescentes contra HPV e meningite

Até o dia 31 de agosto, a Prefeitura de Itabira irá vacinar crianças e adolescentes, entre 9 e 14 anos, contra a meningite (Meningo C) e, ainda, quatro tipos de HPV.

As vacinas estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), inclusive nas unidades que atendem a zona rural, para as todas as crianças e adolescentes. No entanto, segundo Thereza Cristina Oliveira Andrade, superintendente de Vigilância em Saúde, uma intensificação vacinal começou no último dia 14, por meio do Programa Saúde na Escola (PSE), desenvolvido pelas escolas municipais Américo Giannetti, Alice Martins Fontes, Antonina Moreira, José Gomes Vieira, Pedreira do Instituto, Professora Didi Andrade, Água Fresca, Marina Bragança de Mendonça e Antônio Camilo Alvim, em meninas de nove a 14 anos e, meninos, de 11 a 14 anos.

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a proposta desta ação é prevenir o câncer do colo do útero – quarta maior causa de morte de mulheres por câncer no país – e a meningite que, segundo o Ministério da Saúde, é considerada uma doença endêmica, com possíveis ocorrências de surtos e epidemias ocasionais.

Intensificação

O público-alvo do PSE, de acordo com Natália Franco Barbosa Andrade, diretora de Vigilância Epidemiológica, é de 1.250 adolescentes. “Desse total, apenas 299 estudantes foram autorizados pelos pais a tomarem as vacinas”, ressaltou a diretora.

Para serem vacinados, é necessário que os alunos apresentem uma autorização dos pais ou responsável por escrito. “Podem receber as doses somente quem apresenta este documento”, explicou Natália Andrade, que ressaltou a resistência dos pais com as vacinas. “Queremos que os pais saibam que essas vacinas são seguras e eficazes, além de terem um custo elevado na rede particular. Portanto, vacinar agora é pensar na proteção futura dos nossos filhos”. Além da prevenção, o objetivo, segundo Thereza Andrade, é facilitar o acesso às vacinas, “já que tradicionalmente, é muito baixo o número de meninas e meninos que são imunizados”.

Meningite

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a meningite é um processo inflamatório das meninges – membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Pode ser causada por diversos agentes infecciosos, como bactérias, vírus, parasitas e fungos, ou também, por processos não infecciosos. As meningites bacterianas e virais são as mais importantes do ponto de vista da saúde pública, devido sua magnitude, capacidade de ocasionar surtos, e no caso da meningite bacteriana, a gravidade dos casos.

Prefeitura intensificará vacinação contra hepatites virais para público-alvo

Até sexta-feira (21), a Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), irá cadastrar o público-alvo para a campanha de intensificação contra as hepatites virais, que acontecerá na próxima segunda-feira (24/7), das 9 às 16 horas, no Centro Estadual de Atenção Especializada (Ceae) – antigo Viva Vida – localizado na avenida João Pinheiro, nº 791.

De acordo com Thereza Cristina Oliveira Andrade, superintendente de Vigilância em Saúde, fazem parte do grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde, tatuadores, manicures, pedicures e podólogos. “Esses profissionais devem se cadastrar na secretaria, pelo telefone 3839-2600, das 9 às 17 horas e, no dia 24, poderão se vacinar no Ceae. É importante levar o cartão de vacinação, caso tenha”, explicou Thereza. A superintendente esclareceu ainda que, além da via sexual, a transmissão das hepatites ocorre pela transfusão sanguínea, agulhas contaminadas, gestação e alicates de remoção de cutículas contaminados, “por isso que esses profissionais são prioritários na campanha de vacinação”.

Campanha

A imunização do dia 24 faz parte das atividades que antecedem o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais (28/7). Segundo informações da SMS, as hepatites virais são doenças que provocam inflamação do fígado e, dependendo da intensidade e tempo de duração, pode levar a cirrose e câncer de fígado.Na maioria das vezes, os sintomas não aparecem e as hepatites passam despercebidas. Em alguns casos, ocorrem cansaço, falta de apetite, enjoo, vômito, urina escura, pele e olhos amarelados (icterícia), além de fezes esbranquiçadas”, explicou a superintendente Thereza Andrade. A vacina contra a Hepatite B, segundo ela, é oferecida gratuitamente nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e, para assegurar a imunização, devem ser ministradas três doses.

Campanha de vacinação contra a gripe continua para grupo prioritário

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza (H1N1) termina nesta sexta-feira (9) e continua imunizando apenas o público prioritário – crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes e mulheres no período até 45 dias após o parto – neste caso, mediante apresentação de certidão de nascimento do filho, cartão da gestante ou documento do hospital que comprove o parto; trabalhador da Saúde – públicos e privados; povos indígenas; indivíduos com 60 anos ou mais; adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos de idade que estejam sob medidas socioeducativas; detentos e funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade – em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) com sala de vacinação.

Apesar de o Ministério da Saúde ter recomendado, na semana passada, que toda a população fosse vacinada independente do público-alvo, a Prefeitura de Itabira foi informada pela Gerência Regional de Saúde (GRS) que 14 estados brasileiros, incluindo Minas Gerais, devem continuar imunizando apenas o grupo prioritário até amanhã (9). Segundo Thereza Cristina Oliveira Andrade, superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o município não conta com doses suficientes para imunizar o restante da população. “Já atingimos 90% de cobertura no público-alvo e as doses ainda disponíveis são para gestantes e referentes à segunda dose”, concluiu a superintendente.

Para vacinar

A população pode se vacinar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Água Fresca/Juca Batista, Amazonas/Areão, Barreiro, Campestre, Chapada, Clóvis Alvim, Eldorado, Fênix, Gabiroba de Baixo e de Cima, João XXIII/Machado, Juca Rosa, Pará, Pedreira, Santa Ruth/Santa Marta, Praia, Nossa Senhora das Oliveiras, Policlínica, além dos distritos Ipoema e Senhora do Carmo, das 9 às 16 horas.

Campanha Nacional de Vacinação termina nesta sexta-feira

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza – H1N1 – que está em vigor desde o dia 18 de abril, encerra os trabalhos na próxima sexta-feira (26) e a cobertura vacinal alcançada encontra-se em pouco mais de 60%.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) a meta da campanha é imunizar 90% do público-alvo, cerca de 55 a 60 mil pessoas, mas até sexta-feira passada (19) – dia de atualização dos dados – o índice de cobertura era é de apenas 59,57%.

A superintendente de Vigilância em Saúde, Thereza Cristina Oliveira Andrade, ressaltou o baixo índice de vacinação em Itabira e reforçou o chamado à população. “A vacinação está acontecendo em todas as unidades de saúde que possuem sala de vacinas e na Policlínica e ainda estamos muito abaixo da meta. É importante se lembrar da vacina, para se proteger da gripe e das complicações que ela pode causar”.

Prioridade

De acordo com o Ministério da Saúde, os grupos prioritários são: crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes e mulheres no período até 45 dias após o parto – neste caso, mediante apresentação de certidão de nascimento do filho, cartão da gestante ou documento do hospital que comprove o parto; trabalhador da Saúde – públicos e privados; povos indígenas; indivíduos com 60 anos ou mais; adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos de idade que estejam sob medidas socioeducativas; detentos e funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade.

A população pode se vacinar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Água Fresca/Juca Batista, Amazonas/Areão, Barreiro, Campestre, Chapada, Clóvis Alvim, Eldorado, Fênix, Gabiroba de Baixo e de Cima, João XXIII/Machado, Juca Rosa, Pará, Pedreira, Santa Ruth/Santa Marta, Praia, Nossa Senhora das Oliveiras, Policlínica, além dos distritos Ipoema e Senhora do Carmo, das 9 às 16 horas.

Scroll To Top