domingo , 17 dezembro 2017
Você está aqui: Capa | Destaques | Prefeitura e Vale oficializam entrega de obras e anunciam novos projetos
Prefeitura e Vale oficializam entrega de obras e anunciam novos projetos

Prefeitura e Vale oficializam entrega de obras e anunciam novos projetos

A Prefeitura de Itabira, por meio do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), e a empresa Vale oficializaram na tarde de hoje (20/02), no auditório do Saae, a entrega das obras nos pontos de captação de água do Rio de Peixe.

Devido às denúncias da população dos bairros Fênix, Santa Marta, Belvedere, João XXIII, Valência e outras localidades dessa região, de que a água não estava adequada para uso doméstico – fato constatado pela seção de vigilância epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde – em agosto do ano passado (2016), a Prefeitura de Itabira, por meio do Saae, e a empresa Vale assinaram um convênio de cooperação técnica para substituir a captação de água – sessenta litros por segundo (60l/s) – que eram retirados da barragem Rio de Peixe para abastecer a Estação de Tratamento de Água Rio de Peixe (ETA) por três novos pontos de captação.

De acordo com Fernando Carneiro, gerente de operações da mineradora Vale, “em função das nossas operações de dragagem no Rio de Peixe, tivemos a elevação de turbidez e essa água captada pela ETA Rio de Peixe apresentou desvio dos parâmetros de tratamento”, explicou. O gerente de operações explicou também que, após medidas provisórias para a captação de água não contaminada por substâncias oriundas do rejeito de minério, a Vale interligou parte do fornecimento – 10l/s via ETA Três Fontes e 20l/s via ETA Areão – e, concluiu no final do mês passado, a captação de 30l/s. “No dia 27 de janeiro, concluímos a interligação de mais 30l/s de água vinda da mina de Conceição. Então, definitivamente, nós distribuímos os 60l/s, que antes eram captados diretamente do reservatório, por 60l/s de água da mina, ligados direto na tubulação da ETA”, finalizou Fernando Caneiro.

Segundo Leonardo Lopes, diretor-presidente do Saae, “essa nova oferta de água nos permite fornecer à população dessa região que depende da ETA Rio de Peixe, uma água de qualidade, em abundância e contínua”, revelou o presidente do Saae. Ainda segundo ele, no final do mês passado, moradores da região afirmaram que “há anos” não contavam com água constante e de qualidade durante os finais de semana. “Isso é proveniente do tratamento da ETA Rio de Peixe que agora é abastecida pela Vale, com água de poços artesianos”.

Para o prefeito Ronaldo Magalhães, o problema da água no município não foi resolvido definitivamente. “A questão da água é um problema sério e precisamos buscar alternativas. Hoje estamos comunicando à comunidade que as coisas vão se resolver, com qualidade acima de tudo”, disse. Ainda de acordo com o prefeito, apesar do novo abastecimento da ETA Rio de Peixe – que acontecerá até que a Vale pare as operações de retirar rejeito e a água volte a ter qualidade na represa – é necessário investir em mais obras. Vamos começar o trabalho na represa de Santana, já licitamos o serviço e agora vamos licitar a compra do material e dos equipamentos. A ETA dos Gatos será completamente reformulada através de uma parceria com a Caixa (Econômica Federal), por meio do programa de FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço)”, revelou Ronaldo.

O prefeito também anunciou as obras no Rio Tanque que, de acordo com informações do Saae, contam apenas com 25% de trabalhos concluídos. “Temos que começar a discutir a respeito do Rio Tanque. Já temos os estudos concluídos e esse é o caminho para diagnosticar uma melhor definição sobre a questão da água”, admitiu Ronaldo Magalhães. Já o diretor-presidente do Saae, afirmou que as obras no Rio Tanque resolverão em definitivo o abastecimento de água no município. “É uma obra que garante água em abundância pelos próximos 30 anos”, concluiu Leonardo Lopes.

Também durante a solenidade, o prefeito Ronaldo Magalhães entregou à Vale um projeto para duplicar a capacidade do município de tratar o esgoto. “Tratamos hoje 42l/s, com esse projeto, vamos duplicar esse quantitativo. Estamos propondo mais nove pontos e por passarem sob a linha férrea, dependemos de uma parceria com a Vale. Mas, se realizarmos isso, avançaremos na questão do esgoto e Itabira estará ecologicamente correta”, finalizou Ronaldo.

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top