Você está aqui: Capa | Destaques | Prefeitura vacina adolescentes contra HPV e meningite
Prefeitura vacina adolescentes contra HPV e meningite

Prefeitura vacina adolescentes contra HPV e meningite

Até o dia 31 de agosto, a Prefeitura de Itabira irá vacinar crianças e adolescentes, entre 9 e 14 anos, contra a meningite (Meningo C) e, ainda, quatro tipos de HPV.

As vacinas estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), inclusive nas unidades que atendem a zona rural, para as todas as crianças e adolescentes. No entanto, segundo Thereza Cristina Oliveira Andrade, superintendente de Vigilância em Saúde, uma intensificação vacinal começou no último dia 14, por meio do Programa Saúde na Escola (PSE), desenvolvido pelas escolas municipais Américo Giannetti, Alice Martins Fontes, Antonina Moreira, José Gomes Vieira, Pedreira do Instituto, Professora Didi Andrade, Água Fresca, Marina Bragança de Mendonça e Antônio Camilo Alvim, em meninas de nove a 14 anos e, meninos, de 11 a 14 anos.

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a proposta desta ação é prevenir o câncer do colo do útero – quarta maior causa de morte de mulheres por câncer no país – e a meningite que, segundo o Ministério da Saúde, é considerada uma doença endêmica, com possíveis ocorrências de surtos e epidemias ocasionais.

Intensificação

O público-alvo do PSE, de acordo com Natália Franco Barbosa Andrade, diretora de Vigilância Epidemiológica, é de 1.250 adolescentes. “Desse total, apenas 299 estudantes foram autorizados pelos pais a tomarem as vacinas”, ressaltou a diretora.

Para serem vacinados, é necessário que os alunos apresentem uma autorização dos pais ou responsável por escrito. “Podem receber as doses somente quem apresenta este documento”, explicou Natália Andrade, que ressaltou a resistência dos pais com as vacinas. “Queremos que os pais saibam que essas vacinas são seguras e eficazes, além de terem um custo elevado na rede particular. Portanto, vacinar agora é pensar na proteção futura dos nossos filhos”. Além da prevenção, o objetivo, segundo Thereza Andrade, é facilitar o acesso às vacinas, “já que tradicionalmente, é muito baixo o número de meninas e meninos que são imunizados”.

Meningite

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a meningite é um processo inflamatório das meninges – membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Pode ser causada por diversos agentes infecciosos, como bactérias, vírus, parasitas e fungos, ou também, por processos não infecciosos. As meningites bacterianas e virais são as mais importantes do ponto de vista da saúde pública, devido sua magnitude, capacidade de ocasionar surtos, e no caso da meningite bacteriana, a gravidade dos casos.

Os comentários estão fechados.

Scroll To Top