segunda-feira , 24 junho 2019
Você está aqui: Capa | Arquivos de Tag: captação

Arquivos de Tag: captação

Maior investimento da história de Itabira – Água na torneira: o maior legado do Governo Municipal

A população de Itabira tem muitos motivos para comemorar. Após 30 anos sem investimentos, a Prefeitura está consolidando seis projetos de captação e tratamento de água. São aplicados cerca de R$ 46 milhões: este é o maior investimento na história do município com relação ao saneamento.

O primeiro deles é a construção da Estação de Tratamento de Água (ETA) Rio de Peixe. Com capacidade para captar 60 litros de água por segundo (l/s), a estação atende de forma direta 25 mil pessoas nas regiões dos bairros Santa Ruth, Santa Marta, Monsenhor José Lopes, Valença, Fênix, João XXIII e Bálsamos. Estima-se que essa população consuma 32 l/s do volume total de 60 l/s. Os outros 28 l/s são transferidos para o reservatório do Milhão, no Juca Batista. Isso permite atender até 65 mil pessoas na cidade. A construção da ETA Rio de Peixe foi uma parceria entre a Prefeitura, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira e a Vale, que cedeu a outorga e R$ 1.500.000,00. O investimento total foi de R$ 5.554.472,00.

Outra iniciativa da Prefeitura é a construção da ETA Gatos/ Sistema Santana. São R$ 19.422.000,08 provenientes do Governo Federal já repassados para os cofres municipais. As planilhas de custos foram analisadas e aprovadas pela Caixa Econômica Federal (CEF) e o processo de outorga já está concluído na Superintendência Regional do Leste de Minas (Supram/ Leste). A previsão é de que o início da licitação dos equipamentos e da obra acontece em julho deste ano. A obra permitirá ampliar, modernizar e captar água do Ribeirão Girau para a ETA Gatos.

Depois da conclusão, a ETA Gatos/ Sistema de Santana vai injetar mais 100 l/s no abastecimento de água tratada no município. De acordo com o prefeito Damon Lázaro de Sena, também será construído um reservatório de água no acesso ao Alto dos Pinheiros com capacidade para 2,5 milhões de litros que serão fornecidos para toda a cidade.

Para atender a legislação ambiental e evitar que os resíduos de tratamento de água sejam lançados nos cursos hídricos, a Prefeitura também trabalha na construção da Unidade de Tratamento de Resíduos (UTR) da Pureza. Neste empreendimento, o Governo Municipal aplica R$ 1.747.785,96.

A Administração Municipal investe ainda na elaboração do projeto executivo de captação, adução e tratamento de água do Rio Tanque. A ordem de serviço foi assinada em fevereiro do ano passado: a empresa responsável realiza um estudo multidisciplinar que mostrará, de forma detalhada, a opção mais viável para aumentar 320 l/s nos sistemas de abastecimento da cidade. O local exato para a captação será definido após a conclusão do estudo, que analisará também o Ribeirão São José e seus afluentes. Na elaboração desse projeto são aplicados R$ 2.044.000,00. O documento deve ficar pronto até o fim deste ano. Para Damon Lázaro de Sena, o projeto executivo é muito importante, uma vez que com sua conclusão, permitirá ao Governo Municipal buscar recursos para a implantação do novo sistema.

Outra iniciativa importante é a construção de uma nova ETA no distrito de Senhora do Carmo. Em um investimento de R$ 860 mil reais, com a conclusão da obra em julho deste ano, o distrito que possuiu cerca de 3.200 habitantes, será abastecido com maior volume e melhor qualidade de água. A nova ETA vai assegurar a produção de água tratada de alta qualidade, tendo em vista que será utilizada menor quantidade de produtos químicos para conseguir controlar todas as etapas do processo de tratamento.

Além dos empreendimentos de captação de água, a Prefeitura também está implantando a segunda etapa da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Laboreaux. Para a construção são aplicados R$ 13.873.220,48; já a aquisição dos equipamentos deve custar cerca de R$ 1,8 milhão. Com esta etapa concluída, a ETE poderá tratar 340 l/s de esgoto – a capacidade atual é de 100 l/s. Atualmente, 40% dos esgotos são tratados e a ampliação proporcionará o tratamento de 100% do esgoto gerado pela área urbana.

Segundo o prefeito de Itabira, os investimentos em captação e tratamento de água proporcionam uma perspectiva de segurança hídrica nos próximos 50 anos. “Desde 2004, quando comecei a participar da campanha política, venho me comprometendo a atender a cidade de Itabira com o quesito água. Trabalhamos para beneficiar a todos. Há 30 anos que não se investia em obras de ampliação para a captação de água no município. Esta é uma dívida que o poder público tinha há décadas com a população. Após a conclusão destes projetos, teremos mais tranquilidade em períodos de estiagem nos próximos anos”, declarou Damon Lázaro de Sena.

Dia Mundial da Água – ETA Rio de Peixe é inaugurada após 30 anos sem investimento em captação

Após 30 anos sem investimentos em captação de água, a Prefeitura de Itabira inaugurou nesta terça-feira (22) a Estação de Tratamento de Água (ETA) Rio de Peixe. A consolidação deste projeto atende os anseios da população, que aguardava há décadas por soluções quanto ao abastecimento de água na cidade. Sob o aplauso de autoridades, servidores e principalmente dos líderes comunitários dos bairros que serão atendidos pela ETA, a placa de inauguração foi descerrada.

Localizada na região do bairro Bálsamos, a obra é da Prefeitura em parceria com a Vale e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae). A estação de tratamento atenderá 25 mil pessoas nas regiões dos bairros Santa Ruth, Santa Marta, Monsenhor José Lopes, Valença, Fênix e João XXIII. Estima-se que essa população consuma 32 litros por segundo (l/s) do volume total de 60 l/s. Os outros 28 l/s serão transferidos para o reservatório do Milhão, no Juca Batista, o que permitirá atender até 65 mil pessoas na cidade.

Jacir Primo, diretor do Saae mencionou os desafios diários enfrentados pela autarquia para garantir água nas residências e ressaltou que em 30 anos, os investimentos em captação se resumiram apenas a estudos ou projetos básicos que não saiam do papel. “Itabira produz cerca de 330 l/s para atender uma população de 110 mil habitantes, quando são necessários 465 l/s. A ETA Rio de Peixe vai reduzir este déficit em 75 l/s. Este governo é o responsável por investir nos projetos de captação para que Itabira possa ter sustentabilidade hídrica e forneça água que a população e a indústria necessitam. Caminhamos para o futuro”.

O prefeito Damon Lázaro de Sena disse que a obra é um marco na história de Itabira. “Estamos investindo R$ 48 milhões em captação de água e Tratamento de Esgoto, provenientes de recursos próprios, Governo Federal e Vale. Estamos construindo em parceria com a iniciativa privada e sociedade organizada. A ETA é um grande passo para o desenvolvimento da cidade, mas devemos continuar a usar a água de forma consciente. A administração municipal trabalha para cuidar das pessoas e fomentar meios para um futuro com qualidade de vida para a população”.

Foram investidos R$ 5.124.320,08 milhões, dos quais a Prefeitura custeou R$ 3.624.320,08. A mineradora participou com aporte de R$ 1,5 milhão e cessão da outorga para captação.

A solenidade também contou com a presença do diretor de Ferrosos Sudeste da mineradora Antônio Daher Padovezi, gerente-geral da Vale Fernando Carneiro, vereadores, o e o presidente da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agropecuária de Itabira (Acita) Eugênio Muller.

Dia Mundial da Água – ETA Rio de Peixe será inaugurada nessa terça-feira

A Prefeitura de Itabira consolida novas captações de água para abastecer o município. A Estação de Tratamento de Água (ETA) Rio de Peixe, com capacidade para captar 60 litros por segundo (l/s), está pronta. A entrega à população acontece na próxima terça-feira (22), às 10h, na localidade do Rio de Peixe, após o bairro Bálsamos, próximo ao Sindicato dos Rodoviários. Na data, também é celebrado o Dia Mundial da Água.

Com um investimento de R$ 5.554.472,00, a obra será inaugurada após 30 anos sem a implantação de uma ETA de captação superficial em Itabira: a última foi a Gatos, em 1986. A ETA Rio de Peixe é o resultado de uma parceria entre Prefeitura de Itabira, Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e Vale.

Inicialmente, a estação de tratamento atenderá de forma direta 25 mil pessoas nas regiões dos bairros Santa Ruth, Santa Marta, Monsenhor José Lopes, Valença, Fênix e João XXIII. Estima-se que essa população consuma 32 l/s do volume total de 60 l/s. Os outros 28 l/s restantes serão transferidos para o reservatório do Milhão, no Juca Batista, o que permitirá atender até 65 mil pessoas na cidade. Segundo o Saae, a nova estação permite que o reservatório da região do Fênix permaneça cheio durante o dia, algo que nunca ocorreu antes.

ETA Rio de Peixe vai captar 60ls de agua

Áudio sobre captação de água que circula em aplicativos refere-se a Governador Valadares

Por meio de aplicativos de mensagem instantânea (como o WhatsApp), moradores de Itabira estão recebendo um áudio que alerta sobre a interrupção da captação de água. A mensagem informa sobre a necessidade de se estocar água, já que o fornecimento será interrompido até o dia 17 de novembro.

A Prefeitura de Itabira esclarece que o aviso refere-se à cidade de Governador Valadares, município que capta água do rio Doce – atingido pela lama proveniente das barragens que se romperam em Bento Rodrigues, distrito de Mariana, na última semana.

Apesar da longa estiagem e do período de racionamento, a Prefeitura de Itabira e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) trabalham para que toda a comunidade seja abastecida. As Estações de Tratamento de Água (ETA) Pureza e Gatos estão funcionando normalmente. Também está em operação a ETA Rio de Peixe, construída durante o atual governo após 30 anos sem investimentos em captação de água.

Saae reativa funcionamento de poço no bairro Areão

Um dos poços profundos do Sistema Areão está sendo recuperado pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae). Na quinta-feira (22), foi instalada uma nova motobomba para captação de água no local. Com isso, mais 22 litros por segundo (l/s) de água vão reforçar o reservatório do Milhão, no bairro Juca Batista, contribuindo para o abastecimento da população itabirana.

Segundo o Saae, a quantidade de areia existente no poço impedia o adequado funcionamento da bomba anterior. Por isso, foram modificados o ponto de operação e o tipo de bomba utilizado para captação da água.

Saiba mais sobre o funcionamento da ETA Rio de Peixe

Desde a semana passada, está em funcionamento a Estação de Tratamento de Água (ETA) Rio de Peixe, instalada próxima ao bairro Bálsamos. A obra resulta da parceria entre Prefeitura de Itabira, Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e Vale e o investimento total é de R$ 5.554.472,00.

A ETA permite a captação de 60 litros de água por segundo (l/s) para abastecer os bairros Santa Ruth, Santa Marta, Monsenhor José Lopes, Valença, Fênix e João XXIII. O volume excedente é destinado ao reservatório do Milhão, no Juca Batista. Segundo o Saae, a nova estação permite que o reservatório da região do Fênix permaneça cheio durante o dia, algo que nunca ocorreu antes.

Como o local aguarda a instalação da rede elétrica, a Prefeitura alugou um gerador para funcionamento da ETA pelo valor de R$ 7.600,00 para o período de um mês. O Saae arca com as despesas dos combustíveis dos três geradores em funcionamento: um bombeia água do Rio de Peixe para a ETA Pureza; outro é responsável pelo funcionamento da ETA Rio de Peixe; e o terceiro bombeia água do Sistema Girau para a ETA Gatos. São consumidos cerca de 1.100 litros de diesel por dia, representando uma despesa de aproximadamente R$ 3.300,00.

Prefeito faz visita técnica à ETA Rio de Peixe

O prefeito Damon Lázaro de Sena visitou as instalações da nova Estação de Tratamento de Água (ETA) Rio de Peixe, em Itabira. Ele foi acompanhado pelo diretor-presidente interino do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), Domício Bragança Guerra. A estrutura permite a captação de 60 litros de água por segundo (l/s) e está em funcionamento desde a última semana.

A estação atende de forma direta 25 mil pessoas nas regiões dos bairros Santa Ruth, Santa Marta, Monsenhor José Lopes, Valença, Fênix e João XXIII. O volume excedente é transferido para o reservatório do Milhão, no Juca Batista. A inauguração oficial acontecerá em breve, em data a ser definida pela Prefeitura.

“Nosso governo está resolvendo parte de um problema que atinge várias cidades e aproveitamos para lembrar a todos: se não colaborarem para que o coletivo seja atendido, continuaremos tendo graves problemas com abastecimento de água. Além da estiagem prolongada, a cidade cresceu muito e há 30 anos não fizeram a ampliação do sistema de captação de água no município”, disse o prefeito.

O investimento total é de R$ 5.554.472,00, sendo aproximadamente R$ 4 milhões da Prefeitura. A Vale é parceira da obra: contribuiu com o aporte de R$ 1,5 milhão, cedeu ao Município a outorga para captação da água e a área para a implantação da ETA, além de construir a adutora de água bruta.

Damon Lázaro de Sena informou também que um poço artesiano no bairro Areão que estava com problemas voltará a funcionar nesta semana, acrescentando 22 l/s ao reservatório do Milhão.

Investimento em água – Damon autoriza ordens de serviço de mais de R$ 15 milhões

O prefeito Damon Lázaro de Sena autorizou, na manhã de quinta-feira (24), o início de duas importantes obras para melhorar o sistema de abastecimento de água da cidade: a implantação da 2ª etapa da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Laboreaux e a Unidade de Tratamento de Resíduos da Estação de Tratamento de Água (ETA) Pureza. As duas obras custarão R$ 15.621.006,44 e fazem parte de um conjunto de investimentos para resolver, de vez, o problema da falta de água em Itabira.

A assinatura das Ordens de Serviço, realizada em evento no auditório da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, reuniu representantes da Caixa Econômica Federal – financiadora das obras –, funcionários do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), servidores públicos, secretários, o vereador Sueliton Cordeiro de Souza e os prepostos das empresas vencedoras das licitações para execução dos serviços.

O gerente regional de Negócios da Caixa, Aldenir Barbosa, lembrou que é de quase R$ 40 milhões o investimento que o Município fará, nos próximos meses, para aumentar a capacidade de fornecimento de água. “Hoje estão sendo iniciadas duas das várias obras previstas. A Caixa apoia essas ações em Itabira”, salientou Aldenir Barbosa.

Damon Lázaro de Sena lembrou os investimentos que a Prefeitura está fazendo para aumentar o fornecimento de água no município. Ele listou a construção da ETA Rio de Peixe, cuja obra deve ser entregue em breve e na qual foram investidos R$ 4.850.000,00 (recursos totalmente da Prefeitura) e a execução do projeto de captação, adução e tratamento de água do Rio Tanque. Também lembrou que ocorrerá este ano a licitação para contratar a empresa que executará a ampliação da ETA Gatos, permitindo a captação de água da Barragem Santana; que estão em andamento os projetos para implantação de uma nova ETA em Senhora do Carmo e de construção de uma ETE no Pedreira, cujo valor gira em torno de R$ 3 milhões.

“Há mais de 30 anos, Itabira não recebe investimentos em ampliação dos sistemas de captação, distribuição e tratamento de água, mesmo com a população crescente. Hoje estamos lançando duas obras que há muitos anos lutamos por elas. O momento é oportuno para afirmar que se estamos começando estas obras importantes e grandes numa época de crise como esta, é porque fizemos uma construção, uma série de ações, com planejamento e responsabilidade, desde 2013, para que isso acontecesse agora”, ressaltou o prefeito.

De acordo com Damon Lázaro de Sena, a obra de ampliação da ETE Laboreaux vai permitir que quase todo o esgoto produzido em Itabira seja tratado. Atualmente, são apenas 47%. Já a Unidade de Tratamento de Resíduos da ETA Pureza vai permitir a reutilização da água usada na lavagem dos filtros.

Prefeitura instala sistema de captação e tratamento de água na comunidade de Morro do Laboreaux

Uma reivindicação antiga dos moradores de Morro do Laboreaux está sendo concretizada pela Prefeitura de Itabira. No final de fevereiro, começou a construção da rede de adução e distribuição de água tratada na localidade. A obra é realizada por meio do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e, segundo a associação comunitária local, vai beneficiar cerca de 600 moradores.

Um poço artesiano será perfurado pela autarquia e vai abastecer a comunidade. A água será bombeada para dois reservatórios de 10 mil litros cada para ser tratada pelo aparelho clorador. Posteriormente, será distribuída às residências por meio de redes e ramais: serão instalados cerca de 1.300 metros de tubulação em PVC.

“É uma demanda que vinha se arrastando governo após governo. A água que temos é de nascente: já levei amostra para o Saae, foi feita a análise e confirmado que está contaminada. Acima dessa nascente, há um curral que fica cheio de animais”, comentou o presidente da Associação Comunitária Morro do Laboreaux, Milton da Silva Mendes.

Ele acrescentou que a obra realizada pela Prefeitura vai disponibilizar água tratada para que a comunidade consuma sem riscos. “Os moradores terão condições de tomar água de melhor qualidade. Posso dizer que estamos sendo bem atendidos pelo prefeito e assessores quanto à solicitação que fiz como presidente da associação. Eu mesmo fiquei surpreso quando me disseram que ia fazer a obra. Estamos muito gratos. O pessoal está trabalhando lá a todo vapor”, afirmou Milton Mendes.

Segundo o diretor técnico do Saae, Domício Bragança Guerra, “o local possui um sistema precário de captação de nascente. Com a implantação da nova rede, será possível atender até 880 pessoas”. Estima-se que as obras sejam concluídas no final de abril e o investimento total será de R$ 173.108,36.

O prefeito Damon Lázaro de Sena e o diretor-presidente do Saae Jacir Primo visitaram a obra no dia 25 de fevereiro. O responsável pela autarquia explicou que serão instalados hidrômetros nas residências para controlar o uso da água. “De forma gradativa e contínua, vamos hidrometrar todas as comunidades e cloretar todos os poços artesianos. Estas medidas visam servir uma água de qualidade e também inibir o consumo exagerado e o desperdício deste líquido cada vez mais precioso”.

Prefeito assina ordem de serviço para projeto de captação no Rio Tanque

A Prefeitura de Itabira está trabalhando para resolver o abastecimento de água em Itabira. Nesta quinta-feira (12), o prefeito Damon Lázaro de Sena assinou a ordem de serviço para a elaboração do projeto executivo para a captação de água no Rio Tanque. A solenidade aconteceu no auditório do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e contou com a presença de secretários municipais e representantes da sociedade civil.

Além do chefe do Executivo, o documento também foi assinado pelo secretário municipal de Obras, Sebastião Lourenço Ayres, os representantes da empresa que fará o projeto, Leonardo Machado Marques de Souza e Giselda de Melo Machado, e pelo presidente da Câmara de Vereadores, Solimar José da Silva.

A empresa vencedora da licitação vai realizar um estudo multidisciplinar que mostrará de forma detalhada a opção mais viável para aumentar 550 litros por segundo (l/s) nos sistemas de abastecimento da cidade. Apesar do projeto ser intitulado “Rio Tanque”, o local exato será definido após a conclusão do estudo.

Além do Rio Tanque, também serão analisados o Ribeirão São José e seus afluentes, considerando-se critérios como custo e a forma de captação. Para chegar ao município, a adutora terá 17 quilômetros de extensão. Na elaboração do projeto executivo serão aplicados R$ 2.044.000,00.

No total, a Prefeitura investe R$ 24 milhões em projetos de captação. Serão R$ 4.850.000,00 para a construção da Estação de Tratamento de Água (ETA), Rio de Peixe ( já em andamento) e R$ 17.500.000,00 na ampliação da ETA Gatos. Este é o maior investimento em abastecimento de água da história de Itabira.

Para o presidente do Saae, Jacir Primo, a assinatura da ordem de serviço deve ser considerado um momento histórico e muito comemorado pelos itabiranos. Em seu discurso, explicou que o sistema atual de captação não atende a população e os investimentos, até o momento, não haviam acompanhado esta evolução.

“Com a população de 115 mil habitantes, necessitamos de uma captação de 487 l/s. Atualmente, em bons momentos são produzidos 385 l/s e isso representa 102 l/s a menos que o necessário. No período de estiagem, a produção cai ainda mais e a situação é de sufoco. Apenas a captação do Rio Tanque resolve o problema de abastecimento em Itabira. As outras ETAs poderão ficar como reserva. Depois deste projeto elaborado e com o recurso conquistado, o futuro das próximas gerações está garantido”.

O presidente da Câmara de Vereadores, Solimar José da Silva, parabenizou a Administração Municipal pelos investimentos. Disse ainda que o Grupo da Água, do qual é coordenador, é um exemplo de que a sociedade civil trabalhando de forma organizada pode contribuir muito na elaboração de políticas públicas. ”Estamos muito felizes pela assinatura do projeto. Realmente é uma grande passo a comemorar”.

O prefeito Damon Lázaro de Sena ressaltou que os investimentos realizados em captação de água na cidade é uma dívida de décadas que o poder público de Itabira tinha com a população. “Há 28 anos não se investia em obras de ampliação para a captação de água e uma cidade que se propõe a diversificar a economia não pode passar por isso. Obras precisam ser feitas porque são necessárias e todos os investimentos em captações são prioridades deste governo. Precisamos também sempre preservar os nossos mananciais. Sejamos otimista, vamos trabalhar muito e construir sempre juntos”.

ETA Rio de Peixe

Após a solenidade, o prefeito Damon Lázaro de Sena visitou a obra da ETA Rio de Peixe. Acompanharam o chefe do Executivo, o presidente do Saae, Jacir Primo, o diretor-técnico do Saae, Domício Carlos Bragança e o secretário municipal de Obras, Sebastião Ayres.

Scroll To Top