quinta-feira , 14 novembro 2019
Você está aqui: Capa | Arquivos de Tag: Cultura

Arquivos de Tag: Cultura

De 25 a 31 de outubro – Festival Drummond e 18ª Semana Drummondiana começam nesta sexta-feira

Em comemoração aos 117 anos de nascimento do poeta Carlos Drummond de Andrade, as atividades do Festival Drummond e da 18ª Semana Drummondiana começam na noite desta sexta-feira (25). As ações, desenvolvidas pela Prefeitura de Itabira e Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA), baseiam-se no tema “Drummond com vida Guimarães Rosa”.

A abertura será a partir das 18 horas, na Praça do Centenário (em frente ao Museu de Itabira), com a Caravana Gastronômica Viação Cipó. O evento, que promete animar o público com muita música e comidas típicas da região, acontece pela primeira vez em Itabira. Comandada pelo jornalista Otávio di Toledo, a caravana reunirá bares e restaurantes itabiranos com o objetivo de redescobrir sabores locais e divulgar o que há de melhor na gastronomia, valorizando as comidas típicas e incentivando a elaboração de novos pratos.

Durante o evento, o público poderá conferir o artesanato local e contar com amplo e seguro espaço kids. Às 20 horas, o destaque é a apresentação dos Drummonzinhos e Coletivo Viravoltear. Já às 21 horas, os fãs do rock n´roll poderão curtir a Mr. Mojo The Doors Experiments Band. O encerramento fica por conta dos itabiranos da banda Barba Blues, a partir das 22h30. A Caravana Gastronômica Viação Cipó segue até o domingo (27) com diversos outros atrativos musicais como Carlos Cabeça, Rivotrio Sem Receita, Trio Já É, banda Katumbi, Nandy Xavier e Sambez.

Ainda no primeiro dia de atrações, haverá a mesa redonda “Drummond com vida Guimarães Rosa”. O bate-papo terá a participação do escritor, compositor, músico e professor de literatura da Universidade de São Paulo (USP), José Miguel Wisnik, e da professora de literatura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista na obra de Guimarães Rosa, Marli Fantini. O encontro será às 19 horas, no teatro do Centro Cultural e contará com a mediação do jornalista, escritor, gestor cultural e idealizador do projeto “Sempre um papo”, Afonso Borges.

A programação do Festival Drummond e da 18ª Semana Drummondiana segue até a quinta-feira (31) e reúne literatura, sarau, cultura, peças teatrais, música, gastronomia, workshops e oficinas. Para o público infantil, um dos destaques do evento é o teatro “O Pulgo e o Elefante”. Com direção de Tom Pires, a peça é encenada pelo Grupo O que Conta Sabiá. Adaptado do livro “História de Dois Amores” (1985), de Carlos Drummond de Andrade, o espetáculo conta a história de amizade entre os dois animais, que atravessam, juntos, desertos, enfrentam inimigos e, por fim, encontram a felicidade. A apresentação será no domingo (27), às 17 horas, no teatro do Centro Cultural. É necessário retirar os ingressos com dois dias de antecedência pela plataforma Sympla. Os bilhetes serão liberados mediante lotação de 417 lugares.

Um bate-papo que também promete movimentar a programação é o “Drummond e Rosa: mais que escritores”. Conhecidos pelos seus trabalhos literários, Drummond e Guimarães Rosa também se destacaram em outros campos e se mostraram como homens de múltiplas facetas. Para contar um pouco sobre eles, a coordenadora do Memorial Carlos Drummond de Andrade, Solange Alvarenga, media um bate-papo com os sobrinhos-netos de Drummond e Guimarães Rosa. O evento ocorrerá na Casa de Drummond (Praça do Centenário, 137, Centro), às 16 horas, no domingo (27).

Outro momento importante durante a festividade será o lançamento do livro “Toninho Horta: 108 partituras”, no qual o músico mineiro apresenta 108 transcrições de músicas na partitura, além de diagramas dos acordes para violão e piano. A atividade acontece na quarta-feira (30), às 20 horas, no deck do Centro Cultural.

Na quinta-feira (31), Dia D do evento, data em que comemora-se o aniversário de Carlos Drummond de Andrade e o Dia Nacional da Poesia, o público poderá prestigiar o show Itabiranos em Cena Anos 80, a partir das 20 horas, na avenida Daniel Jardim de Grisolia, no Centro. No mesmo palco, para encerrar as comemorações, o músico Eduardo Dussek apresentará um show com canções conhecidas do seu repertório e standards das décadas de 1970, 1980 e 1990.

Para conferir a programação completa, CLIQUE AQUI. Outras informações pelo telefone (31) 3835-2102.

Jardineira Turística Cultural

Sucesso na Semana do Turismo, que ocorreu entre os dias 19 e 28 de setembro, a Jardineira Turística Cultura volta a percorrer as ruas de Itabira durante o 3º Festival Drummond e a 18ª Semana Drummondiana. A atração, gratuita, percorrerá os pontos turísticos e culturais do município, tais como Caminhos Drummondianos, Igrejinha do Rosário, Museu de Itabira, Casa de Drummond e todo o centro histórico. A jardineira sai do Centro de Atendimento ao Turista (CAT) e o passeio dura cerca de uma hora.

No domingo (27), a jardineira rodará às 10h, 13h e 15h. De segunda-feira (28) a quinta-feira (31), os horários para passeio são às 8h, 10h, 14h e 16h. Para participar, é necessário fazer a inscrição no Museu de Itabira ou pelo telefone 3839-2992.

De 25 a 31 de outubro – Literatura, cultura, música e gastronomia celebram 3º Festival Drummond e 18ª Semana Drummondiana

Com o tema “Drummond com vida Guimarães Rosa”, a Prefeitura de Itabira e a Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) promovem o 3º Festival Drummond e a 18ª Semana Drummondiana, entre os dias 25 e 31 deste mês. A programação reúne literatura, cultura, música e gastronomia, além de workshops e oficinas. O evento celebra os 117 anos de nascimento do poeta Carlos Drummond de Andrade.

Abrindo a programação, a Caravana Gastronômica Viação Cipó promete animar o público com muita música e comidas típicas. Pela primeira vez em Itabira, a caravana comandada pelo jornalista Otávio di Toledo, da TV Alterosa, reunirá bares e restaurantes com o objetivo de redescobrir sabores locais e divulgar o que há de melhor na gastronomia, valorizando as comidas típicas e incentivando a elaboração de novos pratos.

A Caravana Gastronômica Viação Cipó acontece nos dias 25, 26 e 27, na Praça do Centenário, em frente ao Museu de Itabira. O evento contará ainda com artesanato, shows musicais e espaço kids.

Ainda na sexta-feira (25), às 19 horas, no teatro do Centro Cultural, haverá a mesa redonda “Drummond com vida Guimarães Rosa”. O bate-papo conta com a participação do escritor, músico, compositor e professor de literatura da Universidade de São Paulo (USP), José Miguel Wisnik, e da professora de literatura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista na obra de Guimarães Rosa, Marli Fantini. O mediador do encontro será o jornalista, escritor, gestor cultural e idealizador do projeto “Sempre um papo”, Afonso Borges.

O 3º Festival Drummond e a 18ª Semana Drummondiana lançará ainda quatro livros, entre eles, o “Toninho Horta: 108 partituras”. Nesta obra, o músico mineiro remanescente do movimento Clube da Esquina apresenta 108 transcrições de músicas na partitura, além de diagramas dos acordes, para violão e piano.

A festa conta também com espetáculos teatrais, sarau, encontro de jeepeiros, bate-papos, exposição e show literário. Na quinta-feira (31), Dia D do evento, data em que comemora-se o aniversário de Carlos Drummond de Andrade e o Dia Nacional da Poesia, o público poderá prestigiar o show Itabiranos em Cena Anos 80, a partir das 20 horas, na avenida Daniel Jardim de Grisolia, no Centro. No mesmo palco, para encerrar a festividade, o músico Eduardo Dussek apresentará um show com canções conhecidas do seu repertório e standards das décadas de 1970, 1980 e 1990.

Para conferir a programação completa, basta acessar o link Festival Drummond.

Outras informações pelo telefone (31) 3835-2102.

Jardineira Turística Cultural

Sucesso na Semana do Turismo, que ocorreu entre os dias 19 e 28 de setembro, a Jardineira Turística Cultura volta a percorrer as ruas de Itabira durante o 3º Festival Drummond e a 18ª Semana Drummondiana. A atração, gratuita, percorrerá os pontos turísticos e culturais do município, tais como Caminhos Drummondianos, Igrejinha do Rosário, Museu de Itabira, Casa de Drummond e todo o centro histórico.

No domingo (27), a jardineira rodará às 10h, 13h e 15h. De segunda-feira (28) a quinta-feira (31), os horários para passeio são às 8h, 10h, 14h e 16h. Para participar, é necessário fazer a inscrição no Museu de Itabira ou pelo telefone 3839-2992.

Tradição – Museu do Tropeiro celebra 16 anos e lota Ipoema

Como manda a tradição, o 16º aniversário do Museu do Tropeiro reuniu milhares de pessoas e movimentou Ipoema. Na ensolarada tarde do sábado (6), 17 comitivas receberam a bênção de Nossa Senhora da Aparecida.

Cerca de 1,5 mil cavaleiros chegaram ao Museu do Tropeiro por volta das 17 horas, onde o padre Francisco Guerra, as Lavadeiras de Ipoema, o prefeito Ronaldo Magalhães e outras autoridades aguardavam para o início da cerimônia, que começou homenageando um dos tropeiros mais antigos da região, Onelvino Coelho, falecido no último mês, aos 96 anos de idade.

“Hoje estamos lembrando do senhor Onelvino, tropeiro durante muitos anos, que valorizou esse trabalho, essa profissão e, acima de tudo, sempre buscou contar as histórias e realizações do tropeirismo nessa região. Certamente, ele foi muito importante para manter a cultura e história de Ipoema”, homenageou o prefeito Ronaldo Magalhães.

Também no discurso, o prefeito ressaltou sua gratidão pelos moradores do distrito. “É muito importante reforçar que a comunidade de Ipoema abraça esse projeto em nome de Itabira. Se não fosse vocês, que cuidam, divulgam e valorizam essa realização, que é mais que uma obra, o museu não seria essa capacidade que é divulgada para o Brasil inteiro. Temos que agradecer à comunidade de Ipoema toda a dedicação que tem pelo museu”, salientou Ronaldo Magalhães.

Em seguida, show de Roanne e Augusto, apresentações dos Estaladores de Chicotes, Lavadeiras de Ipoema e da Orquestra de Viola Sementinha de Itabira celebraram os 16 anos do museu. A festa continuou com o show de Rondinele Viola e Glauciano e foi encerrada por Bruno Bahia e Rock Sanfoneiro.

museu_2

Economia

Por meio da cultura tropeira, Ipoema se desenvolveu economicamente. Segundo Ronaldo Magalhães, o distrito tem duas histórias, “uma antes e outra depois do museu. Hoje, recebemos turistas de várias partes do país e do mundo. Ipoema tem várias pousadas e restaurantes sempre bem ocupados, gerando emprego, renda e fixando a população local na região, inclusive as pessoas que vivem nas localidades rurais do distrito”, avaliou o prefeito.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Cultura, Tecnologia, Inovação e Turismo, José Don Carlos Alves, Ipoema traduz o trabalho que é desenvolvido há muito tempo. “Além das belezas naturais, todo o trabalho realizado com o tropeirismo deu visibilidade ao distrito, trouxe investimentos, inseriu Itabira na rota do turismo mineiro e consequentemente houve uma melhoria socioeconômica”.

Já o vereador Neidson Freitas, afirmou que o turismo é um dos principais meios de arrecadação. “É muito importante ressaltar a força dos nossos distritos. Ipoema é, sem dúvida, um fomentador da economia da nossa cidade. As pousadas estão lotadas, o distrito está cheio e o turismo é importantíssimo meio de arrecadar recursos. Claro que isso é reflexo de um evento bem planejado e organizado”, concluiu o parlamentar.

Evento

A festa começou na sexta-feira (5), em Santa Bárbara, com a bênção e saída dos cavaleiros rumo a Ipoema. As comitivas passaram por Bom Jesus do Amparo, Taquaraçu de Minas, foram abençoadas e, finalmente, partiram para a comemoração do aniversário do Museu do Tropeiro. Em cada uma dessas cidades, os cavaleiros foram recepcionados pela população.

Esse ano, com o objetivo de prevenir acidentes e manter a festa organizada, a Prefeitura de Itabira disponibilizou, além dos agentes de trânsito, seguranças particulares durante todo o evento. A Polícia Militar fiscalizou ainda todas as estradas de acesso ao distrito.

44º Festival de Inverno de Itabira – Fundação aposta em programação cultural vibrante e aumenta vagas de oficinas

Na 44ª edição do festival itabirano, a Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) anunciou uma programação reduzida, porém marcante. Entre os dias 20 e 29/07, shows, exposições e espetáculos irão refazer a cena cultural da cidade.

Nós pensamos em uma edição de qualidade e com menor tempo. Entendemos que dada a atual situação financeira do país, os festivais muito extensos não se suportam mais. Então, nesta edição, vamos atingir os diversos públicos e as diversas formas de expressão artística, não somente a música”, resumiu Martha Mousinho Gomes Barbosa, superintendente da FCCDA que, ressaltou ainda o teatro, a dança e o cinema como parte fundamental da programação.

As atrações principais serão o espetáculo “Pretérito Imperfeito” da Mimulus Cia de Dança, o Trio Amaranto com a Orquestra de Câmara da FCCDA e os shows do Boca Livre e do renomado Alceu Valença, na Concha Acústica. Uma novidade é o retorno dos eventos para o centro histórico da cidade. “O festival é tradicional e tem uma grande repercussão. A cidade espera o ano inteiro por ele. Então, pensamos em colocar atrações no Paredão da rua Tiradentes, porque além de atrair o público, ser aconchegante e combinar com o inverno, retoma a tradição de quando muitos eventos eram realizados lá”, afirmou Martha Mousinho.

A exibição gratuita do filme “Viva! A vida é uma festa (EUA, 2018) nos bairros Gabiroba e Pedreira é outra boa nova desta edição, junto com a oficina gastronômica do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) de Minas Gerais. “Essa oficina, inclusive, atenderá um público diversificado, a partir dos 15 anos. O que possibilita a geração de renda, pois oferece a oportunidade de aprender um ofício”, declarou a superintendente.

Coletiva

Para produzir o 44º Festival de Inverno, de acordo com informações da FCCDA, divulgadas durante a coletiva de imprensa desta manhã (4), no hall do Centro Cultural, mais de 100 artistas itabiranos estão envolvidos no festival, em que 193 propostas foram avaliadas. O investimento de R$ 380 mil realizará 21 oficinas com cerca de 405 vagas, 20 shows, cinco espetáculos teatrais e dois de dança, três contações de histórias, duas sessões de cinema, uma palestra, uma exposição e um lançamento de livro. “O investimento deste ano é maior, assim como o número de atrações e vagas de oficinas”, salientou Martha.

Deste montante, R$ 250,8 mil (66%) são dos cofres públicos; R$ 79,8 mil (21%) foram doados pela empresa Vale e R$ 49,4 mil (13%) originados de verba carimbada da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Inovação e Turismo (SMDECTIT). “O valor repassado pela Prefeitura era previsto no orçamento para fazer o festival. Já o aporte da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, corresponde a uma verba direcionada para a cultura e o turismo enquanto agentes geradores de emprego e renda, por isso a realização da oficina de culinária”, esclareceu a superintendente durante a coletiva. Ainda segundo ela, além da doação financeira, a mineradora patrocinará os custos dos geradores que serão usados nos grandes eventos.

Festival

Movimentos”, tema da 44ª edição, parte da percepção do fazer cultural como mecanismo capaz de despertar, inspirar e provocar respostas dos expectadores da arte. Por isso, de acordo com a FCCDA, a programação oferece movimentos culturais significativos que marcam territórios, memórias e sentimentos.

As inscrições para as oficinas começam na próxima segunda-feira (9), no Centro Cultural, no valor de R$ 10 ou gratuita para algumas. Os ingressos dos espetáculos e eventos serão revertidos em uma ação beneficente, em que o público deverá doar um litro de leite para os shows na Concha Acústica e um livro infantil para os espetáculos. As trocas dos ingressos acontecerão dois dias antes de cada atração.

Itabirana de 14 anos lança seu primeiro livro neste sábado

No próximo sábado (24), a itabirana Amanda Souza, estudante da Escola Municipal “Marina Bragança de Mendonça”, com apoio da Prefeitura de Itabira, lançará seu primeiro livro na livraria Clube da Leitura, a partir das 16 horas. O livro “No meio da estrada parei para refletir….”, é uma coletânea de textos reflexivos que começaram a serem escritos durante o cumprimento de uma medida socioeducativa pela aluna.

De acordo com Amanda, a ideia de escrever um livro surgiu durante o mês em que ela cumpriu essa medida na Superintendência de Expedientes e Documentação da Prefeitura de Itabira, entregando correspondências das 7 às 11 horas. Após esse período, mais dois meses bastaram para que a autora transformasse as produções de textos no primeiro volume do livro.

Segundo Amanda, o livro é a realização de um sonho e a oportunidade de compartilhar com inúmeras pessoas suas experiências de vida. “Desde pequena sempre tive vontade de escrever. Escrever este livro é realizar um desejo de levar a milhares de pessoas minhas reflexões e histórias de vida. Assim, fazer com que cada uma dessas pessoas, identificando com algo que vivi, possam fazer melhores suas escolhas.”, explicou Amanda.

No meio da estrada parei para refletir….” traz em suas páginas sentimentos de superação e reflexão descritos pela autora baseada em suas próprias histórias. Com uma linguagem acessível, o livro objetiva fazer com que o leitor avalie as perceptivas e as possibilidades de escolha de cada situação vivenciada por cada um. A autora confidenciou, também, que a expectativa é de lançar o segundo volume de sua obra até o próximo ano.

Museu do Tropeiro comemora 14 anos de história esse fim de semana

Neste sábado (8), a partir do meio-dia, a Prefeitura de Itabira promove o 14º aniversário do Museu do Tropeiro, no distrito Ipoema. Grupos culturais e musicais da região, além da tradicional cavalgada de Santa Bárbara a Ipoema celebram a data.

Aliando a dificuldade financeira pela qual passa a Prefeitura e a valorização dos artistas da região, a equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Inovação e Turismo (SMDECTIT) organizou uma festa em parceria com outras secretarias e com os próprios artistas. “Não teremos shows de cantores e bandas renomados pensando em valorizar os artistas da nossa região e, obviamente, manter a chama acesa mesmo em tempos de dificuldade econômica igual a que estamos passando e com a Prefeitura não é diferente”, explicou José Don Carlos Alves Santos, secretário municipal da SMDECTIT. Além disso, segundo o secretário, o 14º aniversário do museu marca o retorno do prefeito Ronaldo Magalhães ao evento, “já que o primeiro aniversário foi justamente no governo de Ronaldo e depois de 14 anos voltamos a dar continuidade a essa festa. Além de tudo, a gente quer neste processo, dar muita atenção ao tropeiro”.

De acordo com informação da SMDECTIT, Ipoema conta com cerca de 600 leitos em pousadas e hospedagens que, desde meados do mês passado, estão todos reservados para o período da festa. “A expectativa de que será uma grande festa começa pelo fato de todas as vagas do distrito estarem ocupadas”, ressaltou Don Carlos. Para o secretário, o Museu do Tropeiro é o principal agente que fomenta a economia do distrito. “Eu falo que o museu é um divisor de águas, existe uma Ipoema antes dele e uma depois e o fato de todas as pousadas estarem cheias significa geração de emprego, desenvolvimento econômico, entretenimento e turismo”. Ainda segundo Don Carlos, o objetivo é melhorar os tradicionais eventos do local para atrair ainda mais o público. “Além de manter os eventos, a cada ano desta gestão, vamos melhorá-los. Queremos, antes de tudo, que as pessoas visitem Ipoema constantemente”.

Cavalgada

A tradicional cavalgada de Santa Bárbara a Ipoema começa na sexta-feira (7), em Santa Bárbara – praça Matriz – às 9 horas, onde os cavaleiros se concentram para abertura oficial do evento e benção. Em seguida, partem rumo ao Rancho Coyote, em Barão de Cocais. Às 16h30, os cavaleiros fazem travessia na rodovia BR-381 – em frente ao posto Campo Alegre – com destino à Bom Jesus do Amparo, onde pernoitam até sábado (8). Às 10h30, essa comitiva se concentra na região do Bamba e outro grupo de cavaleiros se reúne, no mesmo horário, em Senhora do Carmo, ambos com destino ao haras Velho Oeste – região da Resina Buiu, em Ipoema. Haverá concentração, às 10 horas, em Bom Jesus do Amparo, para os cavaleiros da região que não estão nas comitivas.

Durante a concentração dos cavaleiros, das 13 às 16 horas, show com a Banda Gema, no haras Velho Oeste. Às 16h15 os cavaleiros seguem rumo ao Museu do Tropeiro e após desfile das comitivas, solenidade de abertura com o prefeito Ronaldo Magalhães, outras autoridades e benção aos cavaleiros pelo padre Francisco Guerra.

Programação

A partir das 19 horas, na praça Augusto Guerra – em frente a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição – apresentações artísticas dos grupos Estaladores de Chicote, Sons da Tropa, Lavadeiras de Ipoema e Drummonzinhos. Em seguida, shows com a dupla Pollyana e Ralph e, Bruno Bhaia e Rock Sanfoneiro. A Prefeitura encerra as atividades à meia-noite.

Prefeitura inaugura novo Centro de Atendimento ao Turista

Neste domingo (2), a partir das 9 horas, o prefeito Ronaldo Magalhães inaugura o Centro de Atendimento ao Turista (CAT), no Parque da Água Santa – próximo à rodoviária. O setor funcionará no vagão instalado no parque e ficará aberto de terça a domingo, das 8 às 18 horas.

Para melhorar a localização do CAT e finalmente cumprir com o objetivo original do vagão, a Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Inovação e Turismo (SMDECTIT), realizou uma força-tarefa para reformar o vagão e revitalizar o parque. “O que estamos fazendo é levar o CAT para o seu devido local. O vagão foi idealizado para isso”, afirmou José Don Carlos Alves Santos, secretário municipal da SMDECTIT. Ainda segundo ele, “é necessário que o CAT tenha visibilidade e acessibilidade. Por isso, buscamos uma localização mais central, para que de imediato o turista tenha uma visão de onde procurar informações sobre a cidade”.

Sobre a melhoria no local, a Prefeitura determinou ações da Empresa de Desenvolvimento de Itabira (Itaurb), que limpou e podou a área do parque e da Secretaria Municipal de Obras (SMO), que readequou a iluminação. O vagão, segundo Don Carlos, continha vazamentos devido a falta de manutenção. “Não tivemos que contratar nenhuma empresa para realocar o CAT. Nós contamos com a colaboração de outras secretarias e do setor de serviços gerais da Prefeitura. Então, o custo foi muito baixo, pois utilizamos recursos próprios.”, revelou o secretário.

Também faz parte do processo de realocação da sede de atendimento ao turista, a manutenção contínua do Parque da Água Santa. “O que estamos fazendo através do CAT é colocando o parque para funcionar. A população espera isso. O parque e o CAT terão vigilância patrimonial”, ressaltou o secretário. Além disso, Don Carlos afirmou que ações de melhorias em todos os pontos turísticos também serão contínuas. “Começando pela sinalização. Nós vamos sinalizar desde a entrada da cidade, direcionando os turistas até o CAT”.

Evento

Para inaugurar o novo CAT, a Prefeitura preparou diversas apresentações culturais. A partir das 9 horas, intervenções dos Drummondzinhos e da Cia Itabirana de Teatro. Em seguida, apresentações de street dance e dança circular. Shows de artistas da cidade – Luiz Reis e Banda Faizo – encerram a programação.

Como atração principal, o vagão que abrigará a nova sede de atendimento aos turistas será grafitado, durante o evento, pela artista itabirana Maria Raquel Couto Ramiro, dona dos famosos bolinhos “cupcakes” espalhados pelo interior do estado, por Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro. “Queremos criar uma referência para o vagão e nada melhor que a arte de uma itabirana de renome. A artista Maria Raquel está doando o seu trabalho para a cidade e vai dar vida ao local. Queremos que ele chame a atenção do turista e seja uma referência mesmo”, explicou Don Carlos. Assim como a grafiteira Maria Raquel, todos os artistas anunciados na programação não cobraram cachê da Prefeitura.

Em tempo

Atualmente, o Centro de Atendimento ao Turista (CAT) funciona na Casa de Drummond – praça do Centenário, nº 137, no Centro. Segundo Don Carlos, a falta de sinalização do local dificulta ainda mais o acesso. “Talvez por se tratar de um prédio histórico, a administração anterior optou por não sinalizar. No entanto, quase que o turista tem que adivinhar que tem um setor de apoio lá”, criticou o secretário. Ainda de acordo com ele, outro argumento favorável para realocar o CAT, “é o fato de ele estar próximo ao parque, que já é um atrativo que desperta o interesse das pessoas”.

Audiência Pública – Plano Decenal da Cultura

O Conselho Municipal de Política Cultural por meio da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade, Prefeitura Municipal de Itabira e Câmara Municipal convida você para Audiência Pública – Plano Decenal da Cultura que acontece na próxima quinta-feira, às 19h, no Plenário da Câmara.

O objetivo do encontro é diagnosticar as demandas do setor cultural no município e iniciar o desenvolvimento do Plano Decenal de Cultura.

A unica forma de realmente fazermos a diferença é universalizarmos o conhecimento!

Convite Conselho Municipal de Cultura

 

FCCDA promove semana “Empreender na Cultura” visando capacitar classe artística da cidade

A Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade promove entre os dias 30 de maio a 3 de junho a semana “Empreender na Cultura”, em comemoração aos 31 anos de criação da instituição. O encontro visa mobilizar os Artistas do Município para o Arranjo Produtivo local da Economia Criativa.

O evento acontecerá na Galeria da FCCDA e tem início com a entrega dos certificados dos projetos aprovados no Fundo Municipal de Cultura, às 19h. Logo após, o consultor do SEBRAE Winícius Freitas, apresenta a palestra “Passo a Passo da Formalização do Microempreendedor Individual”, em que dará dicas de como os atores culturais podem se formalizar criando mais oportunidades de trabalho e fortalecendo o mercado cultural itabirano.

Na terça-feira (31), a partir das 9h, consultores do SEBRAE estarão na “Rodada de formalização – MEI + Atendimento”, para capacitar a classe artística, com atendimento especializado para conseguirem se formalizar e já saírem como Micro Empreendedores Culturais ao final do evento.

Para finalizar a semana do Empreender na Cultura, nos dias 1 a 3 de junho, será realizada a oficina “Sei vender e sei controlar meu dinheiro” na Casa de Drummond, com turmas das 14h às 18h e 19h às 21h. As inscrições são gratuitas e serão feitas na recepção da FCCDA.

Assessoria de Comunicação da FCCDA

FCCDA promove semana Empreender na Cultura

Oportunidade para os artistas de Itabira – Ministério da Cultura lança edital para marcar Olimpíadas no Brasil

O Ministério da Cultura (MinC), por meio da Fundação Nacional de Artes (Funarte), lançou na segunda-feira (22) um edital para selecionar 70 projetos de obras de arte que marquem a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos no Brasil. O edital Prêmio Arte Monumento Brasil 2016 disponibilizará R$ 30 mil para artistas criarem monumentos, instalações, murais e outros tipos de artes visuais que possam ser instalados em locais públicos de grande circulação e visitação em cidades por onde passará a Tocha Olímpica dos Jogos Rio 2016.

De acordo com o coordenador do Comitê Executivo de Jogos Olímpicos e Paralímpicos do MinC, Adriano de Angelis, esta é uma grande oportunidade para os artistas mostrarem seus trabalhos para o Brasil e para o mundo. As inscrições estão abertas até o dia 7 de abril. Poderão participar do edital pessoas físicas e jurídicas de natureza cultural que, preferencialmente, residam em uma das mais de 300 cidades integrantes do Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016, como é o caso de Itabira – uma das cidades-sede do evento.

Os proponentes deverão enviar carta de anuência da prefeitura relativa ao espaço público que pretendem afixar ou instalar a obra e imagens que mostrem com exatidão qual será este espaço. Também deverão ser enviados currículo profissional; desenho, croqui, ou esboço que simule graficamente a obra e comprovante de residência. No caso de inscrição de coletivos de artistas, também é exigida carta de anuência de cada um dos membros que compõem o coletivo informando o conhecimento do projeto. Cada artista contemplado no edital receberá R$ 30 mil, pagos em uma única parcela, e terá até 45 dias, a partir do depósito do recurso, para realizar integralmente o projeto.

O edital pode ser encontrado no endereço: http://goo.gl/YbaQef

Scroll To Top