domingo , 20 setembro 2020
Você está aqui: Capa | Arquivos de Tag: exames

Arquivos de Tag: exames

Coronavírus – Comunicado urgente

Devido à necessidade de evitar aglomerações e de priorização dos atendimentos essenciais pelos profissionais de saúde à população, tais como os casos suspeitos de Coronavírus, pacientes com doenças crônicas, de grupos de risco, acamados e gestantes, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que, a partir desta quarta-feira (18), vários serviços serão adequados e reduzidos, principalmente, as cirurgias, consultas, exames e procedimentos eletivos, realizados por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), por tempo indeterminado.

A equipe da SMS já iniciou o contato com esses pacientes, via telefone, para comunicar o adiamento. É importante ressaltar que, tão logo a situação seja normalizada, as cirurgias e os procedimentos e exames serão remarcados com prioridade e comunicado a todos.

Também foram interrompidas todas as atividades em grupo, como por exemplo, aquelas realizadas pelas equipes das Unidades Básicas de Saúde (UBS), como Lian Gong e atividades físicas; oficinas oferecidas pelo Centro de Atenção Psicossocial (Caps), e demais atividades coletivas com aglomeração de pessoas, como as ocorridas no centro de convivência. No entanto, seguem as atividades com os grupos de tabagismo que já iniciaram o tratamento.

A medida torna-se necessária considerando o Decreto Municipal nº 3.164/2020, que declara situação de emergência em saúde pública na cidade em razão da pandemia do novo coronavírus. A SMS reafirma que mantém, com horário e fluxo normal de atendimento, os serviços de urgência e emergência: Pronto Socorro Odontológico (PSO); Pronto Socorro Municipal de Itabira (PSMI); Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu); e os atendimentos hospitalares essenciais do Hospital Municipal Carlos Chagas e Hospital Nossa Senhora das Dores, incluindo oncologia e hemodiálise.

Portanto, as unidades de saúde devem ser procuradas preferencialmente em caso de febre maior ou igual a 37.8º associada à tosse ou dificuldade respiratória ou dor de garganta. Os pacientes com sintomas mais simples, iguais ao resfriado comum, devem permanecer em casa. Para sanar dúvidas, o usuário pode ligar nos telefones 3839-2685 / 3839-2784 / 3839-2666.

Mais avanço na saúde – HMCC apresenta equipamentos do novo consultório oftalmológico e hospitalares

O prefeito de Itabira Ronaldo Lage Magalhães e a secretária municipal de saúde Rosana Linhares Assis Figueiredo estiveram na tarde desta quarta-feira (15) no Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC) para conhecer os equipamentos adquiridos para equipar o novo consultório oftalmológico da instituição. No espaço, serão atendidos todos os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) com problemas de visão.

Os aparelhos, de alta tecnologia, foram adquiridos com recursos provenientes da Portaria 2638/2017 – Emenda Parlamentar nº 29380006, do ex-senador Zezé Perrella (R$ 200 mil), e Emenda Parlamentar nº 35950007, do deputado federal Lincoln Portela (R$ 349.943,00). Ao todo, foram disponibilizados R$ 549.943,00 para a compra de campimetro, oftalmoscópio binocular indireto, topógrafo de córnea, projetor oftalmológico, coluna oftalmológica, biometro ultrassônico/ecobiometro, cadeira oftalmológica e cadeira fixa, mesa ginecologica elétrica e facoemulsificador. Estão em processo de compra equipamentos como lâmpada de fenda, tonômetro de aplanação, cardioversor, eletrocardiógrafo digital e bisturi eletrônico.

Rosana Linhares destacou a importância das novas ferramentas para a qualidade do atendimento aos usuários do hospital. “Essa aquisição vem consolidar a qualidade da assistência do Centro Oftalmológico deste hospital e nos possibilitará ampliar os serviços cirúrgicos à comunidade”.

A aquisição dos equipamentos também representa a ampliação da agenda de exames, consultas e cirurgias oftalmológicas e melhoria na prestação de serviços hospitalares, e, consequentemente, o investimento do Governo Municipal na área da saúde. Apenas no hospital municipal, a Prefeitura de Itabira investe, por ano, mais de R$ 30 milhões na maternidade, UTI Adulto, internações e exames laboratoriais e de imagem. Além disso, nos últimos três anos, foram realizados vários mutirões de cirurgias oftalmológicas nos seguintes procedimentos: catarata, pterígio, trabeculectomia, calázio, estrabismo e blefaroplastia.

Entre os anos de 2017 e 2019, ofertamos uma média mensal de 469 consultas oftalmológicas, o que representa um aumento significativo na oferta do serviço. Apenas em nossa gestão ofertamos 16.908 consultas oftalmológicas. Em 2019, após esforços contínuos, conseguimos dobrar a capacidade de atendimentos do Centro Oftalmológico do HMCC. Um crescimento responsável, viabilizado por meio de recursos próprios do Município. Soma-se ainda, aproximadamente, mais três mil atendimentos aos usuários de diagnóstico com glaucoma que, no ano passado, totalizaram 6.786 consultas no Programa de Glaucoma”, explicou a secretária de saúde.

Rosana Linhares ressaltou ainda que, com a implantação dos novos equipamentos e o novo consultório oftalmológico, o Município está preparado para ampliar a oferta para mais de 1.300 consultas por mês, sendo 800 atendimentos de refração e outras patologias e 500 consultas para o Programa de Glaucoma. “Temos orgulho de fazer parte deste momento e desta gestão. É importante frisar que existe um plano de ação, já em execução, para acabar com a demanda reprimida por consultas em oftalmologia e vamos manter o ritmo dos serviços já desenvolvidos”, garantiu.

Para o prefeito Ronaldo Magalhães, “o investimento em saúde é uma das prioridades da nossa gestão. Mesmo com a dificuldade em receber os repasses estaduais, conseguimos aplicar mais de 30% do orçamento municipal na saúde. Ressalto que o investimento mínimo de recursos a serem aplicados na saúde é de 15% da receita do município. Os avanços conquistados nesses últimos anos, principalmente na saúde primária, podem ser percebidos pela população”.

Logo após a apresentação, pacientes foram atendidos pelos oftalmologistas do corpo clínico do HMCC. A partir de agora, estão previstos, mensalmente, 220 exames e 90 cirurgias, além de 1300 consultas, entre atendimentos de refração e glaucoma.

Novembro Azul – Prefeitura de Itabira realiza campanha sobre prevenção do câncer de próstata

A Prefeitura de Itabira já iniciou a campanha Novembro Azul no município. A ação tem o objetivo de alertar a população sobre o câncer de próstata e a importância dos exames preventivos, que podem identificar a doença no estágio inicial e aumentar a possibilidade de cura. O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que, em 2018, 68.220 novos casos foram identificados no país. Em Itabira, durante todo o mês haverá atividades sobre o tema nas unidades do Programa Saúde da Família (PSF) e na Policlínica.

Dentro da programação, promovida pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o público poderá participar de palestras e blitz educativa. Haverá também uma intensificação dos exames de ultrassonografia da próstata para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo a secretária municipal de Saúde, Rosana Linhares Assis Figueiredo, todos os exames que estavam aguardando agendamento serão realizados até o fim de dezembro.

Uma novidade para este ano é a oferta de 500 exames de sangue relacionados ao Antígeno Prostático Específico (PSA), disponibilizados pelo Laboratório Silveira. Esta iniciativa ocorrerá no sábado (30), na sede da Acita, das 8 às 12 horas, onde os interessados realizarão os testes gratuitos. Não é necessário agendamento nem estar com pedido médico. Para realização do exame, os homens acima de 45 anos devem comparecer ao local com documento de identificação com foto e fazer 3 dias de abstinência sexual. Não é necessário estar em jejum. Na oportunidade, haverá ainda uma palestra com o médico urologista Christiano Drummond. Rosana Linhares ressalta que a parceria da SMS neste evento do Laboratório Silveira será a garantia de acompanhamento pela rede pública de saúde para os usuários do SUS que tiverem alteração nos exames.

Infelizmente, os homens, em sua grande maioria, não têm a cultura da prevenção. Por isso, é tão importante mobilizá-los para que busquem hábitos de vida mais saudáveis, com alimentação adequada e exercícios físicos e façam seu controle de saúde regularmente. O câncer de próstata, se diagnosticado no estágio inicial, pode-se obter um percentual muito alto de cura. A prevenção é o melhor remédio”, declarou a secretária de Saúde.

Em tempo

A Sociedade Brasileira de Urologia aponta que o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas dos tumores de pele. Os fatores de risco para desenvolvimento da doença são: idade (cerca de 62% dos casos são registrados acima de 65 anos), histórico familiar, raça (maior incidência entre os negros), alimentação inadequada e obesidade.

A instituição alerta que o câncer de próstata pode demorar a se manifestar, exigindo exames preventivos constantes. Geralmente, não apresenta sintomas na fase inicial: quando alguns sinais começam a aparecer, aproximadamente 95% dos tumores já estão em estágio avançado. Os principais sintomas são: dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina e/ou no sêmen. O tratamento da doença é definido conforme a fase do tumor e as características do paciente.

Mesmo com a falta de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir anualmente ao urologista para fazer o exame de toque retal (método indolor e rápido, que permite ao médico avaliar alterações da próstata), além do exame de sangue PSA.

novembro azul

Qualidade assistencial – Damon inaugura em Belo Horizonte casa de apoio a pacientes de Itabira

O prefeito Damon Lázaro de Sena e o secretário municipal de Saúde, Reynaldo Damasceno Gonçalves visitaram, nessa terça-feira (28), a pousada que servirá de casa de apoio a pacientes de Itabira. O local atenderá todas pessoas que necessitam ir a Belo Horizonte para a realização de tratamentos, consultas e exames.

Os pacientes serão deixados no imóvel e serão transportados por funcionários da Pousada para seus compromissos próximo ao horário agendado. Eles também serão os responsáveis pelo retorno ao local. O objetivo desta nova estrutura, segundo o prefeito Damon Lázaro de Sena é dar mais qualidade assistencial a esse paciente que sai muito cedo de Itabira, e passa o dia todo aguardando retorno. “Agora eles terão conforto e um local com comodidade e alimentação. Trabalhamos para cuidar das pessoas”, ressaltou.

A casa de apoio também beneficiará quem está em tratamento contra o câncer, pois poderá permanecer no local, em vez de retornar diariamente para fazer radioterapia. Além de ampliar o conforto dos pacientes, a Administração Municipal fará uma economia com o transporte, pois todos sairão e retornarão no mesmo horário. No espaço, acessível a pessoas com deficiência, ainda está incluso refeições como café da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar, caso haja necessidade de pernoite.

O serviço começa a funcionar na próxima semana. Os pacientes serão encaminhados, exclusivamente, por meio do Serviço de Tratamento Fora de Domicílio (TFD) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

A pousada foi escolhida por licitação, modalidade pregão presencial, no último dia 13. Situa-se na rua Marechal Deodoro, 293, bairro Floresta, Belo Horizonte.]

Saiba mais em:

http://www.itabira.mg.gov.br

http://www.facebook.com/prefeituraitabira

http://www.youtube.com/itabiraprefeituramunicipal

TFD – Setor da Secretaria de Saúde atende até 150 usuários por dia

Um dos setores mais elogiados pelos usuários da saúde pública, a Diretoria de Tratamento Fora do Domicílio (TFD) é também uma das mais movimentadas. A unidade atende cerca de 150 pessoas por dia. A definição de TFD é o atendimento de saúde a ser prestado pelas secretarias municipais e estadual à clientela do Sistema Único de Saúde (SUS), quando esgotados todos os meios de tratamento no município.

De acordo com a Superintendência de Regulação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o TFD direciona os pacientes que precisam de tratamento (exames, consultas e cirurgias de alta complexidade) em outras cidades. A maioria dos pacientes é encaminhada para clínicas e hospitais de Belo Horizonte. Além disso, o setor também é responsável pela marcação de exames e consultas em Itabira.

O TFD é concedido exclusivamente a usuários atendidos na rede pública ou conveniada/ contratada do SUS. A solicitação do serviço deverá ser feita pelo médico do paciente nas unidades assistenciais vinculadas ao SUS e autorizada pela Comissão Municipal (formada pelo secretário de Saúde, médico, assistente social e funcionário responsável pelo TFD), que solicitará, se necessário, exames ou documentos para complementar a análise de cada caso.

Segundo a Diretoria de TFD, o setor recebe o paciente com as duas vias de solicitação preenchidas pelo médico solicitante, indicando o tratamento e/ou exame que deverá ser realizado. Com isso, funcionários verificam a real necessidade do deslocamento e encaminham os documentos para a Comissão Municipal responsável pelo TFD para análise e autorização. O setor é responsável por providenciar o atendimento do paciente junto à unidade assistencial de destino, marcando data,. Horário e local do atendimento/ consulta.

As despesas relativas ao deslocamento de pacientes para tratamento fora do município de residência são cobrados por intermédio do Sistema de Informações Ambulatoriais (SIA), observado o teto financeiro definido para cada cidade. O pagamento das despesas relativas ao deslocamento em TFD só será permitido quando esgotados todos os meios de tratamento no próprio domicílio.

O TFD funciona na rua Geraldo Santana dos Santos, 44, Vila Santa Izabel.

TFD (2)

Hemominas realiza coleta de sangue no próximo sábado em Itabira

Uma equipe da Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia de Minas Gerais (Fundação Hemominas) estará em Itabira mais uma vez para realizar a coleta de sangue. A ação acontece no próximo sábado (3/10), das 7h às 16h, no Centro de Reabilitação (av. Duque de Caxias, 950, Esplanada da Estação). A iniciativa conta com a parceria da Prefeitura e a solidariedade de toda a população.

Em abril deste ano, a Hemominas esteve no município: na ocasião foram coletadas 150 bolsas de sangue, quantidade esperada pela fundação e pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). De acordo com a Superintendência da Policlínica Regional, desta vez, a expectativa é de que a Hemominas consiga coletar mais 150 bolsas.

Responsáveis pelo setor ressaltaram que os procedimentos seguem as normas de segurança previstas na Portaria nº 2.712/2013, do Ministério da Saúde. Antes de cada coleta, é feita uma minuciosa pré-consulta com cada candidato a doador. Por isso, e por causa do horário estabelecido para o procedimento, é praticamente impossível coletar mais de 150 bolsas de sangue em cada ação realizada em Itabira.

Todo sangue coletado será destinado à Hemominas que fará a distribuição entre os hospitais conveniados, quando houver necessidade. O candidato à doação só estará apto após realizar uma entrevista de triagem clínica realizada por profissionais de saúde. Para assegurar ainda mais a qualidade do material, em cada coleta serão realizados os seguintes exames: tipagem sanguínea ABO e fator Rh, testes sorológicos para hepatite B e C, doença de Chagas, sífilis e HIV. Após os testes, o doador receberá os resultados dos testes: o sigilo de todas as informações repassadas à Hemominas é garantido.

Saiba mais:

- o candidato à doação de sangue deverá apresentar documento de identidade original com foto;

- é necessário dormir bem na noite anterior à doação;

- não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a coleta;

- o uso de medicamento, inclusive para enjoo, pode impedir a realização da doação;

- não é aconselhável doar sangue em jejum. Pela manhã, recomenda-se uma alimentação leve, evitando alimentos gordurosos. Após o almoço ou refeições gordurosas, é necessário aguardar três horas para realizar a doação;

- o motorista do veículo que transporta o grupo de doadores não deverá doar sangue nessa ocasião;

- o atendimento aos candidatos à doação será sequencial, por ordem de chegada e de cumprimento de cada uma das etapas do processo de conscientização, cadastro, triagem e coleta;

- as doações em grupo ou caravanas são mais demoradas. Haverá um intervalo de tempo entre o término da doação dos primeiros e últimos candidatos.

Outras informações podem ser adquiridas na página oficial da Fundação Hemominas (www.hemominas.mg.gov.br) ou na Policlínica Regional pelos telefones 3839-2294 e 3839-2399.

hemominas - facebook

Doação de sangue – Em parceria com Prefeitura, Hemominas realiza coleta no próximo sábado em Itabira

No próximo sábado (11), uma equipe da Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia de Minas Gerais (Fundação Hemominas) estará em Itabira para realizar a coleta de sangue. A iniciativa será no Centro de Reabilitação (av. Duque de Caxias, 950, Esplanada da Estação), das 7h às 16h, e conta com a parceria da Prefeitura.

A útima ação realizada pela Hemominas em Itabira foi em setembro de 2013. Na ocasião, foram coletadas 105 bolsas de sangue, quantidade abaixo do esperado pela Fundação e pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). De acordo com informações da Hemominas, cada doação pode salvar até quatro vidas.

O prefeito e médico Damon Lázaro de Sena participou da coleta em 2013 e lembrou a importância e segurança da atividade. “A doação não traz nenhum risco para quem a realiza: o doador só poderá realizar o procedimento se estiver em boas condições de saúde, além do material utilizado ser descartável. Por isso, não há nenhum risco de contrair doenças durante a doação de sangue. Então, esperamos que a população participe ativamente de mais esta coleta. Sabemos que nosso povo é solidário e se preocupa com o próximo”, salientou o prefeito.

Segundo a superintendente da Policlínica, Lídia Moraes de Lima Pena, a expectativa para este ano é de coletar 150 bolsas de sangue. Todo o material coletado será destinado à Hemominas que, quando houver necessidade, fará a distribuição entre os hospitais conveniados.

“A Hemominas preza por um serviço de qualidade. A coleta, bem como todos os outros procedimentos, seguem uma Portaria do Ministério da Saúde. Os doadores são selecionados seguindo todas as normas de segurança. A pré-consulta realizada antes do procedimento é minuciosa. Por isso, e também por causa do horário estabelecido para a ação, é praticamente impossível ultrapassar mais de 150 bolsas coletadas”, disse Lídia Pena.

O candidato à doação só estará apto após passar por uma entrevista de triagem clínica, realizada por profissionais de saúde, como enfermeiros, psicólogos e médicos. A intervenção acontece para detectar possíveis condições que possam impedir a doação. Além disso, em cada coleta serão realizados os seguintes exames no sangue doado: tipagem sanguínea ABO e fator Rh, testes sorológicos para hepatite B e C, doença de Chagas, sífilis e HIV.

Após os testes, o doador receberá os resultados dos exames e tem garantido o sigilo de todas as informações repassadas à Hemominas. O candidato que não puder doar de imediato pode tentar em outras oportunidades, como também contribuir conscientizando outras pessoas sobre a importância e a necessidade da doação.

Para doar sangue é necessário:

- ter idade entre 16 e 69 (para candidatos entre 16 e 17 anos ou com mais de 60 anos, há normas e exigência de documentações específicas);
– possuir ou estar com boa condição de saúde;
– pesar mais de 50 quilos;
– dormir bem na noite anterior à doação.
A Hemominas ressalta que mulheres menstruadas ou em uso de anticoncepcionais, também podem ser doadoras.

Quem não pode doar:

- pessoas que tiveram hepatite após os 11 anos de idade;
– pessoas expostas a comportamento de risco, acrescido para doenças sexualmente transmissíveis;
– quem teve gripe, resfriado ou diarreia nos sete dias anteriores à doação;
– quem ingeriu bebida alcoólica 12 horas antes do procedimento;
– quem, em qualquer momento da vida, já usou drogas injetáveis;
– pessoas com ferimento ainda não cicatrizado;
– grávidas ou em período de amamentação;
– quem fez exame endoscópico nos seis meses anteriores à doação;
– quem fez cirurgia por laparoscopia nos seis meses anteriores à doação;
– quem fez tatuagem nos últimos 12 meses;
– pessoas que fizeram tratamento dentário recentemente (em alguns casos, a pessoa pode ser impedida de doar por um período de até 30 dias);
– pessoas que colocaram piercing nos últimos doze meses anteriores à doação. Aqueles que tiverem piercing localizado em área genital ou na boca, só estarão aptos a doar depois de 12 meses após a retirada do acessório.

Orientações gerais:

Não é aconselhável doar sangue em jejum. Pela manhã, recomenda-se uma alimentação leve, evitando alimentos gordurosos. Após o almoço ou refeições gordurosas, é necessário aguardar três horas para realizar a doação.

coleta de sangue

Prefeitura de Itabira realiza mais de 270 mil consultas e 590 mil exames laboratoriais

Atendendo aos princípios de transparência e visibilidade das ações desenvolvidas na área da saúde, a Prefeitura de Itabira promoveu uma audiência pública na noite de segunda-feira (16). Na ocasião, foram apresentadas as informações referentes ao terceiro quadrimestre de 2014, bem como o balanço anual. A prestação de contas aconteceu no plenário da Câmara Municipal e foi conduzida pelo secretário municipal de Saúde, Reynaldo Damasceno Gonçalves.

Entre os presentes, estavam o prefeito Damon Lázaro de Sena, o vice-prefeito Reginaldo Calixto de Oliveira, o representante da Câmara Municipal José Luiz Ferreira dos Santos, membros do Conselho Municipal de Saúde, secretários municipais, servidores públicos e representantes de entidades municipais.

Em 2014, a receita municipal composta por impostos e transferências constitucionais foi R$ 307.844.791,07. A Prefeitura investiu em ações e serviços públicos de saúde R$ 85.682.706,67, ou seja, 27,83% da receita própria. O valor supera a porcentagem estabelecida pela legislação federal que prevê investimento de, pelo menos, 15% – considerando-se a arrecadação do ano passado, o valor seria R$ 46.176.718,66.

“É uma satisfação falar para vocês que, para a saúde e outras áreas, estamos trabalhando muito. Quanto mais investirmos na Atenção Básica, menos gastaremos na Secundária e Terciária. O investimento em saúde é grande, por isso devemos fazer com que os cidadãos preocupem-se com os assuntos relacionados a essa área: coleta de lixo, saneamento básico, educação, esporte, cultura… Se conseguirmos investir nas áreas que vão minimizar o comprometimento do nosso corpo, seja orgânico ou psíquico, vamos economizar em saúde”, comentou Damon Lázaro de Sena.

Reynaldo Damasceno disse que havia uma grande demanda reprimida, devido à ausência e/ou rotatividade de médicos nas unidades de saúde. Para solucionar o problema, a Prefeitura realizou processos seletivos e concurso público para contratação desses profissionais.

A agilidade nos atendimentos médicos, a elevação do investimento no diagnóstico de doenças e tratamento dos pacientes desencadearam o aumento de consultas nas unidades de saúde (de 130.821 para 144.107), consultas especializadas (118.473 para 127.172), exames laboratoriais (527.823 para 590.791) e internações hospitalares (7.882 para 9.194), comparando-se os anos de 2013 e 2014. Houve ainda aumento de medicamentos disponibilizados aos usuários na Farmácia Municipal e na Farmácia de Minas.

Aumentou também o número de atendimentos no Pronto-Socorro Municipal (de 71.309 em 2013 para 82.442 em 2014), mas o secretário de Saúde explicou que “à medida que aumentam as ações nas atenções Primária e Secundária e a população obtém acesso mais rápido à estrutura de saúde, a tendência é que haja um declínio de atendimentos na porta de urgência”. Ele citou que a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Fênix, também vai contribuir na redução de atendimentos no Pronto-Socorro.

Reynaldo Damasceno também falou sobre a importância das opiniões fornecidas pelos usuários e registradas pela Ouvidoria Regional de Saúde, que no ano passado realizou 4.291 atendimentos. “Temos que nos preocupar com o que a população deseja. A Ouvidoria cumpre um papel importante: identifica pontos que precisam ser melhorados e direciona algumas ações”, explicou o secretário.

A presidente do Conselho Municipal de Saúde, Francisca Lilian Miranda de Sousa, destacou a importância da realização da audiência pública: ”para o gestor, é um momento de apresentar o que está fazendo em termos de recursos e ações realizadas. Para a sociedade civil, é um momento de exercer a cidadania e ter a oportunidade de acompanhar o desenvolvimento das políticas públicas”.

Prefeitura de Itabira encerra ações do Novembro Azul nesta quinta-feira

Na noite desta quinta-feira (27), a Prefeitura de Itabira encerra as ações da campanha Novembro Azul. Será realizada no auditório da Câmara Municipal, às 19 horas, uma mesa redonda sobre a importância da identificação precoce do câncer de próstata. O encontro terá a presença do secretário municipal de Saúde Reynaldo Damasceno Gonçalves, da superintendente do Centro Integrado Viva Vida Hiperdia Vanessa Maimone, do médico urologista Fernando Roberto Bicalho Fonseca e da vereadora Marcela Cristina Lopes da Silva.

Durante todo o mês, aconteceram diversas ações no município com o objetivo de alertar sobre o câncer de próstata e a importância dos exames preventivos, que possibilitam a identificação da doença no estágio inicial e aumentam a possibilidade de cura. Uma caminhada no centro da cidade fez parte da programação no último dia 8: materiais informativos foram distribuídos aos pedestres e comerciantes na avenida João Pinheiro.

Também ocorreram atividades sobre prevenção nas unidades do Programa Saúde da Família (PSF), Centros de Referência e Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Centro Integrado Viva Vida Hiperdia.

Saiba mais
De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), o câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais frequente em homens – o primeiro são os tumores de pele. Os fatores de risco são: idade (cerca de 62% dos casos são registrados acima de 65 anos), histórico familiar, raça (maior incidência entre os negros), alimentação inadequada e obesidade. Há necessidade de exames constantes, pois os sinais da doença começam a aparecer quando cerca de 95% dos tumores já estão em estágio avançado.

Os principais sintomas são: dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina e/ou no sêmen. O tratamento da doença é definido conforme a fase do tumor e as características do paciente.

Novembro Azul – Itabira inicia campanha sobre prevenção do câncer de próstata

Na tarde de quinta-feira (6), a Prefeitura de Itabira iniciou a campanha Novembro Azul. A ação busca alertar sobre o câncer de próstata e a importância dos exames preventivos, que podem identificar a doença no estágio inicial e aumentar a possibilidade de cura. O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que 68.800 novos casos sejam identificados no país, ou seja, 7,8 casos por hora.

A solenidade aconteceu no Centro Integrado Viva Vida Hiperdia Dr. Sad com a presença do prefeito Damon Lázaro de Sena, do secretário municipal de Saúde Reynaldo Damasceno Gonçalves, da coordenadora do Centro Viva Vida Hiperdia Vanessa Cristina Maimone, do presidente do Comitê Municipal em Defesa da Vida Giovane Mesquita de Pinho, dos vereadores Marcela Cristina Lopes da Silva e Ilton Araújo Magalhães, além de servidores públicos municipais.

Como vivemos em uma sociedade onde o homem não tem a cultura de prevenção, é importante mobilizá-los para que busquem mais a saúde, que é sempre melhor do que remediar”, afirmou Vanessa Maimone. Já Reynaldo Damasceno comentou que “é importante ver o nível de organização das equipes de saúde e o alinhamento com as políticas públicas do Estado e do Ministério da Saúde. Isso é importante para avançar e promover, cada vez mais, a saúde preventiva”.

Damon Lázaro de Sena afirmou que “os homens ainda estão presos a questões culturais, ao machismo, e não procuram o caminho adequado para cuidar de sua saúde. O câncer de próstata é silencioso: se diagnosticado no momento adequado, pode-se ter até 95% de chance de cura. Prevenção é a ação adequada para se ter uma vida mais longa”.

Ele acrescentou que o trabalho de conscientização deve ser perene em todos os setores da saúde e que os próprios profissionais também devem se submeter aos exames, para que sejam exemplos às demais pessoas.

Programação
No próximo sábado (8), às 9 horas, haverá a Caminhada e a Mobilização pela Saúde: a concentração será na praça Laércio Brandão (ao lado da rodoviária). Os participantes vão percorrer a avenida João Pinheiro e distribuir materiais informativos sobre o câncer de próstata aos pedestres e comerciantes.

No dia 27, às 19 horas, acontecerá a mesa redonda sobre a importância da identificação precoce da doença. O encontro na Câmara Municipal terá a presença do secretário municipal de Saúde Reynaldo Damasceno, da superintendente do Centro Integrado Viva Vida Hiperdia Vanessa Maimone, do médico urologista Fernando Roberto Bicalho Fonseca e da vereadora Marcela Cristina Lopes da Silva.

Durante todo o mês, haverá atividades sobre a prevenção do câncer de próstata nas unidades do Programa Saúde da Família (PSF), Centro de Referência e Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Centro Integrado Viva Vida Hiperdia.

Saiba mais
De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), o câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais frequente em homens – o primeiro são os tumores de pele. Os fatores de risco para desenvolvimento da doença são: idade (cerca de 62% dos casos são registrados acima de 65 anos), histórico familiar, raça (maior incidência entre os negros), alimentação inadequada e obesidade.

A instituição alerta que o câncer de próstata pode demorar a se manifestar, exigindo exames preventivos constantes. Geralmente, não apresenta sintomas na fase inicial: quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em estágio avançado. Os principais sintomas são: dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina e/ou no sêmen. O tratamento da doença é definido conforme a fase do tumor e as características do paciente.

Mesmo com a falta de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir anualmente ao urologista para fazer o exame de toque retal (método indolor e rápido, que permite ao médico avaliar alterações da próstata), além do exame de sangue relacionado ao Antígeno Prostático Específico (PSA).

Scroll To Top