quarta-feira , 11 dezembro 2019
Você está aqui: Capa | Arquivos de Tag: literatura

Arquivos de Tag: literatura

De 25 a 31 de outubro – Festival Drummond e 18ª Semana Drummondiana começam nesta sexta-feira

Em comemoração aos 117 anos de nascimento do poeta Carlos Drummond de Andrade, as atividades do Festival Drummond e da 18ª Semana Drummondiana começam na noite desta sexta-feira (25). As ações, desenvolvidas pela Prefeitura de Itabira e Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA), baseiam-se no tema “Drummond com vida Guimarães Rosa”.

A abertura será a partir das 18 horas, na Praça do Centenário (em frente ao Museu de Itabira), com a Caravana Gastronômica Viação Cipó. O evento, que promete animar o público com muita música e comidas típicas da região, acontece pela primeira vez em Itabira. Comandada pelo jornalista Otávio di Toledo, a caravana reunirá bares e restaurantes itabiranos com o objetivo de redescobrir sabores locais e divulgar o que há de melhor na gastronomia, valorizando as comidas típicas e incentivando a elaboração de novos pratos.

Durante o evento, o público poderá conferir o artesanato local e contar com amplo e seguro espaço kids. Às 20 horas, o destaque é a apresentação dos Drummonzinhos e Coletivo Viravoltear. Já às 21 horas, os fãs do rock n´roll poderão curtir a Mr. Mojo The Doors Experiments Band. O encerramento fica por conta dos itabiranos da banda Barba Blues, a partir das 22h30. A Caravana Gastronômica Viação Cipó segue até o domingo (27) com diversos outros atrativos musicais como Carlos Cabeça, Rivotrio Sem Receita, Trio Já É, banda Katumbi, Nandy Xavier e Sambez.

Ainda no primeiro dia de atrações, haverá a mesa redonda “Drummond com vida Guimarães Rosa”. O bate-papo terá a participação do escritor, compositor, músico e professor de literatura da Universidade de São Paulo (USP), José Miguel Wisnik, e da professora de literatura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista na obra de Guimarães Rosa, Marli Fantini. O encontro será às 19 horas, no teatro do Centro Cultural e contará com a mediação do jornalista, escritor, gestor cultural e idealizador do projeto “Sempre um papo”, Afonso Borges.

A programação do Festival Drummond e da 18ª Semana Drummondiana segue até a quinta-feira (31) e reúne literatura, sarau, cultura, peças teatrais, música, gastronomia, workshops e oficinas. Para o público infantil, um dos destaques do evento é o teatro “O Pulgo e o Elefante”. Com direção de Tom Pires, a peça é encenada pelo Grupo O que Conta Sabiá. Adaptado do livro “História de Dois Amores” (1985), de Carlos Drummond de Andrade, o espetáculo conta a história de amizade entre os dois animais, que atravessam, juntos, desertos, enfrentam inimigos e, por fim, encontram a felicidade. A apresentação será no domingo (27), às 17 horas, no teatro do Centro Cultural. É necessário retirar os ingressos com dois dias de antecedência pela plataforma Sympla. Os bilhetes serão liberados mediante lotação de 417 lugares.

Um bate-papo que também promete movimentar a programação é o “Drummond e Rosa: mais que escritores”. Conhecidos pelos seus trabalhos literários, Drummond e Guimarães Rosa também se destacaram em outros campos e se mostraram como homens de múltiplas facetas. Para contar um pouco sobre eles, a coordenadora do Memorial Carlos Drummond de Andrade, Solange Alvarenga, media um bate-papo com os sobrinhos-netos de Drummond e Guimarães Rosa. O evento ocorrerá na Casa de Drummond (Praça do Centenário, 137, Centro), às 16 horas, no domingo (27).

Outro momento importante durante a festividade será o lançamento do livro “Toninho Horta: 108 partituras”, no qual o músico mineiro apresenta 108 transcrições de músicas na partitura, além de diagramas dos acordes para violão e piano. A atividade acontece na quarta-feira (30), às 20 horas, no deck do Centro Cultural.

Na quinta-feira (31), Dia D do evento, data em que comemora-se o aniversário de Carlos Drummond de Andrade e o Dia Nacional da Poesia, o público poderá prestigiar o show Itabiranos em Cena Anos 80, a partir das 20 horas, na avenida Daniel Jardim de Grisolia, no Centro. No mesmo palco, para encerrar as comemorações, o músico Eduardo Dussek apresentará um show com canções conhecidas do seu repertório e standards das décadas de 1970, 1980 e 1990.

Para conferir a programação completa, CLIQUE AQUI. Outras informações pelo telefone (31) 3835-2102.

Jardineira Turística Cultural

Sucesso na Semana do Turismo, que ocorreu entre os dias 19 e 28 de setembro, a Jardineira Turística Cultura volta a percorrer as ruas de Itabira durante o 3º Festival Drummond e a 18ª Semana Drummondiana. A atração, gratuita, percorrerá os pontos turísticos e culturais do município, tais como Caminhos Drummondianos, Igrejinha do Rosário, Museu de Itabira, Casa de Drummond e todo o centro histórico. A jardineira sai do Centro de Atendimento ao Turista (CAT) e o passeio dura cerca de uma hora.

No domingo (27), a jardineira rodará às 10h, 13h e 15h. De segunda-feira (28) a quinta-feira (31), os horários para passeio são às 8h, 10h, 14h e 16h. Para participar, é necessário fazer a inscrição no Museu de Itabira ou pelo telefone 3839-2992.

De 25 a 31 de outubro – Literatura, cultura, música e gastronomia celebram 3º Festival Drummond e 18ª Semana Drummondiana

Com o tema “Drummond com vida Guimarães Rosa”, a Prefeitura de Itabira e a Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) promovem o 3º Festival Drummond e a 18ª Semana Drummondiana, entre os dias 25 e 31 deste mês. A programação reúne literatura, cultura, música e gastronomia, além de workshops e oficinas. O evento celebra os 117 anos de nascimento do poeta Carlos Drummond de Andrade.

Abrindo a programação, a Caravana Gastronômica Viação Cipó promete animar o público com muita música e comidas típicas. Pela primeira vez em Itabira, a caravana comandada pelo jornalista Otávio di Toledo, da TV Alterosa, reunirá bares e restaurantes com o objetivo de redescobrir sabores locais e divulgar o que há de melhor na gastronomia, valorizando as comidas típicas e incentivando a elaboração de novos pratos.

A Caravana Gastronômica Viação Cipó acontece nos dias 25, 26 e 27, na Praça do Centenário, em frente ao Museu de Itabira. O evento contará ainda com artesanato, shows musicais e espaço kids.

Ainda na sexta-feira (25), às 19 horas, no teatro do Centro Cultural, haverá a mesa redonda “Drummond com vida Guimarães Rosa”. O bate-papo conta com a participação do escritor, músico, compositor e professor de literatura da Universidade de São Paulo (USP), José Miguel Wisnik, e da professora de literatura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialista na obra de Guimarães Rosa, Marli Fantini. O mediador do encontro será o jornalista, escritor, gestor cultural e idealizador do projeto “Sempre um papo”, Afonso Borges.

O 3º Festival Drummond e a 18ª Semana Drummondiana lançará ainda quatro livros, entre eles, o “Toninho Horta: 108 partituras”. Nesta obra, o músico mineiro remanescente do movimento Clube da Esquina apresenta 108 transcrições de músicas na partitura, além de diagramas dos acordes, para violão e piano.

A festa conta também com espetáculos teatrais, sarau, encontro de jeepeiros, bate-papos, exposição e show literário. Na quinta-feira (31), Dia D do evento, data em que comemora-se o aniversário de Carlos Drummond de Andrade e o Dia Nacional da Poesia, o público poderá prestigiar o show Itabiranos em Cena Anos 80, a partir das 20 horas, na avenida Daniel Jardim de Grisolia, no Centro. No mesmo palco, para encerrar a festividade, o músico Eduardo Dussek apresentará um show com canções conhecidas do seu repertório e standards das décadas de 1970, 1980 e 1990.

Para conferir a programação completa, basta acessar o link Festival Drummond.

Outras informações pelo telefone (31) 3835-2102.

Jardineira Turística Cultural

Sucesso na Semana do Turismo, que ocorreu entre os dias 19 e 28 de setembro, a Jardineira Turística Cultura volta a percorrer as ruas de Itabira durante o 3º Festival Drummond e a 18ª Semana Drummondiana. A atração, gratuita, percorrerá os pontos turísticos e culturais do município, tais como Caminhos Drummondianos, Igrejinha do Rosário, Museu de Itabira, Casa de Drummond e todo o centro histórico.

No domingo (27), a jardineira rodará às 10h, 13h e 15h. De segunda-feira (28) a quinta-feira (31), os horários para passeio são às 8h, 10h, 14h e 16h. Para participar, é necessário fazer a inscrição no Museu de Itabira ou pelo telefone 3839-2992.

Aprovada a lei que institui o Dia Nacional da Poesia em homenagem a Carlos Drummond de Andrade

Publicada na última quarta-feira, 3 de junho, a Lei 13.131/2015 que sanciona o dia 31 de outubro como o Dia Nacional da Poesia. A data foi escolhida pelo senador paranaense Álvaro Dias (PSDB), autor da proposta original e homenageia o dia do nascimento de Carlos Drummond de Andrade, 31 de outubro.

Na justificativa de seu texto inicial no projeto de lei, o senador destaca a importância de se valorizar a cultura de um povo. Diz o texto: “No Brasil, o valor da cultura é reconhecido especialmente no art. 216 de nossa Carta Magna, o qual declara como patrimônio cultural os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, nos quais se incluem as formas de expressão e as criações artísticas. Entre estas, especial destaque merece a literatura, reconhecida e valorizada por nosso povo, e de cujo meio já brotaram alguns de nossos artistas mais estimados, como José de Alencar, Castro Alves, Cruz e Souza, Machado de Assis, Mário de Andrade, Jorge Amado, Manoel Bandeira, Rachel de Queiroz, Clarice Lispector, Cecília Meireles e Carlos Drummond de Andrade, para citar apenas alguns de uma numerosa plêiade.”

O senador explica ainda que a escolha de Drummond como representante nacional da poesia se deu de forma natural, sobretudo em função de sua inegável influência na literatura nacional e celebrado destaque no âmbito internacional. Suas obras foram traduzidas para diversos idiomas, como espanhol, inglês, francês, italiano, alemão, entre outros. Ao mesmo tempo, o poeta itabirano também se mostrou um importante tradutor para o português, de obras de grandes autores mundiais como Marcel Proust, Garcia Lorca e Molière.

Para a Prefeitura Municipal de Itabira a escolha de Drummond, patrono da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA), como homenageado no Dia Nacional da Poesia, é motivo de grande orgulho. A FCCDA acredita no papel do poder público como incentivador do fazer cultural e trabalha incansavelmente na busca por mecanismos que consolidem a cultura como carro-chefe na construção da cidadania.

Circuito Bairros e Encontro de Cavaleiros movimentam Candidópolis

A Prefeitura de Itabira, por meio da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) realizou neste domingo (12) mais uma edição do projeto “Circuito Bairros”, com participação de moradores do bairro Candidópolis e região. O evento, que teve início 10h, contou com várias atividades artísticas e culturais e o Encontro de Cavaleiros organizado pela comunidade local. O Prefeito Damon Lázaro de Sena e secretários municipais prestigiaram a festa.

Uma das atividades do “Circuito Bairros” é o projeto “BibliotecaMinha”, da Biblioteca Pública Luiz Camillo de Oliveira Netto, que fomenta o interesse pela literatura e faz com que crianças e adultos tenham contato direto com livros de seu acervo, além de participarem de oficinas de artes. No Candidópolis não foi diferente.

Outra atração foi a sessão de contação de histórias comandada pela Trupe Maria Farinha, de Belo Horizonte, que compartilhou livros, histórias e músicas. O Circo Escola Vira Volta, também de Belo Horizonte, fez evoluções circenses: palhaços e equilibristas alegraram o público presente. Os grupos Itabiranos Tumbaitá e Lavadeiras de Ipoema, já conhecidos e aprovados, também se apresentaram no “Circuito Bairros”.

Encerrando a programação, os cantores Ana Moreira, Luciano Souza, Denise Gualberto e Caion Marques e Aldair, por meio do projeto “Itabiranos em Cena”, apresentaram um repertório especial.

Confira programação da Semana Drummondiana de 25 a 27/10

O dia 25 de outubro é voltado para oficinas, gratuitas, para adultos e crianças. Assim, integrando a programação da Feira do Livro, Marília Fernandes Rodrigues Figueiredo ministra “Hora do conto”. Com duas sessões, uma às 8h e outra às 9h30, a oficina trabalha a literatura com crianças entre 4 e 6 anos.

Professora alfabetizadora de séries iniciais, Marília apresenta às crianças dois instigantes autores infantis. Através da contação das histórias “A Macaca e a Velha”, de Ricardo Azevedo e “O Palhaço Diferente”, de Sônia Junqueira, pretende instigar criatividade, o interesse pela leitura e a proximidade com os escritores brasileiros. Nas atividades estão incluídas música, dança, dramatização e brincadeiras com fantoches.

Ainda no dia 25, das 13h às 17h, a professora Letícia Malard recebe professores de português e literatura, no Museu de Itabira, para a oficina “Análise de crônicas e poemas de Drummond”. Em sua oficina, além de determinar os componentes fundamentais das poesias e crônicas de Drummond, ensina como despertar o interesse dos estudantes para a obra do autor e as melhores técnicas adotadas para o trabalho em sala de aula.

Letícia Malard participa, no mesmo dia, do Seminário “Poética e Memória em Drummond”, com a palestra “111 anos de Drummond” que começa às 19h, na Galeria da FCCDA. A palestra também integra a programação interna da Feira do Livro.

Dia 26/10
Durante todo o dia, os integrantes da Associação Cultural Casinha, de Belo Horizonte desenvolvem divertidos projetos de intervenção urbana. Um deles é a instalação de lambe-lambes, espalhados em diversos pontos da cidade, estampando grandes imagens com citações e desenhos do poeta, embelezando muros e lugares onde há poluição visual. Essa ação faz parte do projeto “Bonde do Drummond”. No “Bonde”, uma Kombi estilizada se transforma em uma base multimídia móvel e itinerante para uma série de atividades que acontecem a qualquer momento, em qualquer bairro itabirano.

Ainda no sábado, às 20h, no Teatro da FCCDA, o grupo Cia Cênica Nau de Ícaros apresenta o espetáculo infanto-juvenil “Menor que o mundo”. Sua principal característica está na união de elementos do circo, da música, da dança e do teatro. O que o público presencia é um poema cênico de sete faces: sete personagens em cena que carregam o engenho, a ironia e a melancolia de Drummond. Os ingressos para o espetáculos podem ser adquiridos na bilheteria da FCCDA, por R$5,00. A classificação indicativa da peça é 10 anos.

menor que o mundo6menor que o mundo5menor que o mundo3

Dia 27/10
Domingo é dia de espetáculo teatral na Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade. A partir das 20h, a atriz global Sura Berditchevsky encena seu monólogo “Cartas de Maria Julieta & Carlos Drummond de Andrade”.

A peça aborda desde assuntos triviais e corriqueiros, conversados entre pai e filha, até instigantes comentários sobre artes plásticas, literatura, música, cinema, Minas Gerais, Buenos Aires, Rio de Janeiro e, lógico, Copacabana, onde Drummond viveu a maior parte de sua vida. Acompanhamos durante o espetáculo o crescimento pessoal e profissional pelo viés da intimidade da relação familiar. Drummond na esplendorosa e crescente produtividade e sua filha, tornando-se cronista.

Os ingressos para o espetáculo custam R$5,00 e podem ser adquiridos na bilheteria da FCCDA.

cartas1cartas

A 12ª Semana Drummondiana é uma realização da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade, com patrocínio da Prefeitura Municipal de Itabira e copatrocínio da Vale. Mais informações no site www.culturaemitabira.com.br ou pelo telefone 3835-2102.

Seminário “Poética e Memória em Drummond” acontece nos dias 23 e 24/10 na FCCDA

Para discutir a obra de Drummond, sua importância na construção de uma visão modernista para a poesia brasileira e resgatar a memória do poeta, a Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) realiza o Seminário “Poética e Memória em Drummond” com os escritores Roberto Said, Silvana Pessoas, Antônio Carlos Secchin e Letícia Malard. Divididos em dois dias de atividades, os escritores prepararam palestras especiais sobre o papel de Drummond da literatura nacional.

No dia 24 de outubro, a partir das 20h, o seminário começa com o recital “Sete vozes de Drummond” elaborado por Antônio Carlos Secchin. O carioca é professor emérito de Literatura Brasileira da Faculdade de Letras da UFRJ e Doutor em Letras pela mesma Universidade. Além disso, é poeta com seis livros publicados, ensaísta, organizador de várias seletas e obras completas de poetas brasileiros e membro da Academia Brasileira de Letras. Em “Sete vozes de Drummond”, apresenta um passeio à obra poética de Drummond, percorrendo-a a partir de sete eixos temáticos: a infância, a poesia, a família, a solidão, o amor, a morte e a sociedade.

Em seguida, é a vez de Roberto Said: mestre em Teoria da Literatura e Doutor em Literatura Comparada pela UFMG e professor de Teoria da Literatura também pela universidade mineira. Hoje é pesquisador nas áreas de Letras, História e Cultura Brasileira, com ênfase em Literatura Brasileira e História e memória cultural. Além disso, é uma referência em estudos biográficos, poesia contemporânea e arquivos e acervos literários. Em sua explanação “A insuspeita alegria de conviver”, ele discute o movimento paradoxal da obra de Drummond que é por um lado uma obsessiva busca autobiográfica (concretizada em uma série de poemas sobre sua história individual e familiar) e, por outro, busca refletir e se comunicar com o homem comum.

Silvana Pessoa encerra o primeiro dia com a palestra “À mesa com Carlos Drummond de Andrade”. Ela discorre sobre quatro dos textos que compõe o livro de crônicas de Drummond “A bolsa & a vida”. Agrupados sob o subtítulo “O céu da boca”, os textos falam sobre costumes culinários utilizados pela sociedade mineira do século XX. A ideia é analisar em que medida as iguarias “mineiras” assumem, na obra drumondiana, o estatuto de um ritual antropológico. Como complemento a esta reflexão, utiliza a correspondência que o poeta manteve com sua sobrinha Flávia (Favita), na qual dá notícia das guloseimas que lhe eram enviadas de Minas. Silvana é graduada em Letras (Licenciatura em Português e Inglês) pela UFOP, Mestre e Doutora em Estudos Literários pela UFMG e, hoje, é Professora Associada da Faculdade de Letras da mesma instituição.

 Dia 25/10

O segundo dia de seminário acontece a partir das 19h. Nele, Letícia Malard apresenta a palestra “111 anos de Drummond”. Formada em Letras Neolatinas e doutora em Literatura Brasileira pela UFMG, Letícia Malard é Professora Titular Emérita (também na UFMG) de Literatura Brasileira, Teoria da Literatura e Literatura Comparada. Publicou 16 livros, mais de 200 textos em revistas e jornais especializados em Literatura e participou de aproximadamente 180 programas de televisão sobre assuntos culturais. A autora pretende discutir os 111 anos de Drummond, debatendo sua poesia enquanto narrativa do mundo da memória que envolveu sua obra.

O seminário “Poética e Memória em Drummond” acontece na Galeria da FCCDA e está inserido na programação da Feira do Livro.

Outras informações pelo telefone 3835-2102 ou no site www.culturaemitabira.com.br.

A 12ª Semana Drummondiana é uma realização de Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade, com patrocínio da Prefeitura Municipal de Itabira e copatrocínio da Vale.

Exposição literária com poesias e fotos de Drummond itinera por escolas da rede municipal de ensino

A parceria entre a Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade e a Superintendência de Bibliotecas Públicas de Minas Gerais traz a Itabira mais uma exposição literária itinerante. “Carlos Drummond de Andrade – Hoje tem festa no meio do caminho” celebra a vida e a obra do escritor itabirano com 22 banners. Poemas como “Sentimento do Mundo”, “O Enterrado vivo” e “Poema que aconteceu”, entre muitos outros, integram a mostra e são ilustrados com fotos do autor.

A exposição fica em cartaz na Galeria de Arte da Fundação Cultural até o dia 12 de outubro. A partir do dia 14, até o fim de outubro, a exposição passa a itinerar por escolas municipais. A intenção é que, por meio dos banners, os visitantes possam ter acesso às muitas faces de Drummond. “Hoje tem festa no meio do caminho” reforça a imagem de poeta “múltiplo e vário”, como definiu Manuel Bandeira.

Nas palavras de Maria Augusta da Nóbrega Cesarino, superintendente de Bibliotecas Públicas de Minas Gerais, Drummond “fala de Minas, da cidade natal, de muitas outras cidadezinhas, lamenta Belo Horizonte, louva o Rio de Janeiro. Conta infância do menino antigo, o sentimento do mundo, o claro enigma da vida, saúda os companheiros poetas, gosta de futebol e de cinema, louva as bibliotecas e os livros, canta o amor e a mulher amada”.

Na Fundação Cultural a exposição pode ser visitada de terça a sexta, das 8h às 19h, e sábado e domingo, das 10h às 16h30. As escolas interessadas em agendar visitas guiadas podem entrar em contato com a Biblioteca Pública Luiz Camillo de Oliveira Netto, pelo telefone 38352102.

No site www.culturaemitabira.com.br é possível fazer uma visita virtual à exposição.

Scroll To Top