segunda-feira , 24 junho 2019
Você está aqui: Capa | Arquivos de Tag: Treinamento

Arquivos de Tag: Treinamento

Saúde na terceira idade – Sine Itabira capacita cuidador de idosos

Entrega de certificados aos participantes aconteceu na última quinta-feira (11)

Dezessete cuidadores de idosos, formados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) em parceria com a agência do Sistema Nacional de Emprego (Sine) em Itabira, receberam treinamento pós-técnico na última quinta-feira (11). A capacitação aconteceu na sala de treinamentos do Sine.

Na ocasião, os profissionais participaram de diversas palestras: “Ética profissional e comportamento” (ministrada por Vivian Marques), “Relacionamento interpessoal e excelência profissional” (Cristiano Menezes), “Saúde e segurança – higiene profissional” (Eunice Félix) e “Como se tornar um MEI e microempreendedorismo” (Lúcio Henrique). Após o treinamento, palestrantes e formandos receberam certificados expedidos pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) – parceira do Sine Itabira em cursos de capacitação.

Saiba mais

O Sine Itabira promoveu, nos dias 14 e 15 de março, um programa de inserção no mercado de trabalho com o curso de Cuidador de Idosos, que foi direcionado aos recém-formados de uma escola técnica de enfermagem do município, captados por meio do Senar.

O objetivo do curso era especializar os alunos na atividade que está cada vez mais procurada no mercado de trabalho. Além disso, após a formação, o Sine disponibilizou os currículos dos participantes para os interessados em contratá-los. “Queremos que as pessoas tomem ciência de que no Sine de Itabira existe mão de obra qualificada e autorizada a atender a demanda da função de cuidador de idosos”, explicou, na época o gerente de projetos do Sine, Cristiano Menezes.

Ele ressaltou ainda que o contato será realizado por meio do cadastro do empregador feito por telefone ou na própria agência. São parceiros da Prefeitura de Itabira nesta ação, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), Sindicato Rural de Itabira e Senar. Outras informações pelo telefone 3831-5188.

Projeto Mãos que Salvam – Médica Luciana Caldas ministra treinamento no CEO

A primeira segunda-feira de novembro (5) foi bastante movimentada no Centro de Especializações Odontológicas (CEO) de Itabira. A pedido da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a médica especializada em Urgência, Emergência e Terapia Intensiva, e integrante dos corpos clínicos do Samu, Pronto Socorro Municipal de Itabira (PSMI), do Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD) e do Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC), Luciana Caldas Fontes Martins, ministrou um treinamento do projeto voluntário Mãos que Salvam para 18 dentistas.

Idealizadora do projeto que busca treinar leigos para uma abordagem adequada e imediata de vítimas de parada cardiorrespiratória (PCR) e de parada respiratória por obstrução das vias aéreas por corpo estranho ou engasgo (OVACE), Luciana Caldas explicou que pretende treinar o maior número de pessoas e, com isso, aumentar as chances de sobrevivência das vítimas. Segundo ela, 80% das PCR súbitas ocorrem fora do ambiente hospitalar (diferente da parada cardiorrespiratória do paciente que já estava com alguma doença).

É muito importante para nós, como sociedade, estarmos treinados pro primeiro atendimento antes mesmo do SAMU chegar. E se esta vítima receber socorro imediatamente, triplicamos sua chance de sobrevivência e com desfecho neurológico favorável. Por isso, é importante ressaltar que o ideal é termos uma sociedade com muitas pessoas treinadas, para que a ocorrência do evento possa ser presenciada por alguém que possa socorrer. Só alcançaremos isso treinando mais e mais pessoas”, disse.

Para o treinamento, são utilizados manequins específicos e aparelhos como o desfibrilador externo automático (DEA) – tratamento de primeira linha para vítimas de PCR por arritmia. Durante a prática, dentre questões como manobras de desengasgo (Heimlich), por exemplo, a médica esclareceu ainda que o infarto agudo do miocárdio (IAM) é a principal causa de PCR nos adultos fora do hospital. Luciana Caldas também esclareceu que se uma vítima de OVACE não for socorrida rapidamente, o quadro evolui para uma PCR.

Como eram dentistas, ou seja, profissionais da saúde, fizemos adaptações nesta capacitação, aprofundando ainda mais as discussões em relação ao treinamento que fazemos com pessoas leigas. Mas, o ideal é termos uma sociedade com muitas pessoas treinadas para que saibam socorrer quando presenciarem essas ocorrências”, declarou.

Ainda de acordo com Luciana Caldas, no Brasil não existe a cultura do treinamento de pessoas em primeiros socorros. Com isso, muitas vidas são perdidas por falta de conhecimento técnico. “Infelizmente em nosso país não temos essa cultura como em outros lugares. Mas, vamos fazendo a nossa parte. Nossa intenção é treinar escolas, academias, clubes, associações de bairro, ou seja, todos aqueles que quiserem ser treinados. Quanto mais pessoas qualificadas, mais chances as vítimas terão de serem socorridas adequada e imediatamente por alguém que esteja ao seu lado. Este é o plano”, concluiu a médica.

Para a secretária municipal de Saúde, Rosana Linhares de Assis Figueiredo, capacitar os profissionais da saúde é um investimento na qualidade da prestação dos serviços oferecidos. “Primamos por oferecer aos servidores todas as capacitações possíveis. Investir no profissional significa oferecer à população mais qualidade na prestação dos serviços ofertados”.

Treinamento – Estado capacita novos Agentes de Combate a Endemias

Desde segunda-feira (1º), técnicos da Secretaria Estadual de Saúde estão em Itabira para capacitar os 58 novos agentes de combate a endemias (ACE), contratados este ano por meio de processo seletivo. O treinamento segue até amanhã (4) com atividades nos turnos da manhã e tarde.

Nos cinco dias de curso, serão abordados o papel do ACE nas ações de controle das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, as atribuições, legislação, preenchimento de boletim de campo, aspectos morais e éticos, humanização, comunicação entre o ACE e a população, a importância do trabalho em equipe, arboviroses, o Programa Estadual de Controle de Doenças Transmitidas pelo Aedes e as diretrizes nacionais, o reconhecimento geográfico, a elaboração do Levantamento do Índice Rápido de Aedes aegypti (Liraa), o ovitrampa, tratamento focal e larvicidas utilizados, ações emergenciais e vigilância. Todos os temas são seguidos de atividades práticas, dinâmicas e discussões.

De acordo com a diretora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Natália Franco Barbosa de Andrade, o objetivo dessa capacitação é garantir um desempenho eficiente dos agentes em campo. “A maioria não sabe ao certo a função de um ACE. Aprendeu o trabalho com a supervisora de área, mas não aprofundou no assunto. Essa é uma oportunidade de eles terem uma capacitação aprofundada. Ao final do curso, eles estarão qualificados, com conhecimentos mais técnicos para sua prática cotidiana com assuntos que exploram as políticas públicas de saúde, o controle social, a territorialização, bem como as ações de promoção de saúde e prevenção de doenças”, resume Natália Andrade.

Por: Marly Nascimento

Treinamento – Profissionais de saúde participam de atualização sobre Doença Falciforme

A Secretaria Municipal de Saúde promove, na próxima quarta-feira (20/06), uma atualização profissional sobre a Doença Falciforme, para auxiliares e técnicos de enfermagem, além de técnicos da Secretaria Municipal de Saúde que participam do programa Saúde na Escola.

Serão quatro palestras seguidas de debates, apresentadas por profissionais do Núcleo de Ações e Pesquisa em Apoio Diagnóstico (Nupad) da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A atividade é alusiva ao Dia Municipal de Conscientização da Doença Falciforme, em Itabira, instituído por meio da Lei Municipal número 4.912/2016.

A doença caracteriza-se pela alteração dos glóbulos vermelhos do sangue, tornando-os parecidos com uma foice, daí o nome falciforme. Essas células têm sua membrana alterada e rompem-se mais facilmente, causando anemia. Os principais sintomas são: anemia com icterícia (olhos amarelados), dores ósseas e articulares, atraso no crescimento e desenvolvimento infantil, inchaço e dor nos punhos, tornozelos, dedos e risco maior de contrair infecções. Atualmente, em Itabira são cerca de 20 pessoas em tratamento. Em Minas Gerais, são 3.463

O diagnóstico pode ser feito pelo Teste do Pezinho – oferecido gratuitamente na Policlínica – e, em adultos, pelo exame de eletroforese de hemoglobina. O Sistema Único de Saúde (SUS) fornece os medicamentos que compõem a rotina de tratamento.

Prefeitura realiza treinamento para agentes de trânsito

Visando a capacitação dos agentes municipais de trânsito e demais servidores, a Prefeitura de Itabira, por meio da Superintendência de Transportes e Trânsito (Transita), realiza nos próximos dias 26 e 27 de abril, das 8 às 17 horas, um treinamento no auditório da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) – Mata da Intelecto.

Ministrado pelos inspetores da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Reinaldo Márcio Costa e Arnaldo Lana da Silva, o curso tem o propósito de formar e capacitar os servidores e agentes de trânsito a ministrarem palestras sobre temas relacionados ao trânsito e suas normas, boas ações e condutas no dia a dia.

Encerrando o evento, os inspetores ministrarão uma palesta aberta à comunidade, no dia 27/4, às 15 horas, no auditório da SMMA.

Treinamento para diaristas é oferecido pelo Sine Itabira

Com o objetivo de direcionar as pessoas interessadas em aperfeiçoar o trabalho, em especial aquelas que estão desempregadas, em busca de recolocação profissional, a agência do Sistema Nacional de Emprego (Sine) de Itabira promoverá um treinamento para diaristas no mês de abril.

As vagas são limitadas e as inscrições gratuitas podem ser feitas a partir desta terça-feira (20), das 8 às 10 horas e das 14 às 17 horas no setor de Projetos do Sine, na avenida das Rosas nº 410, bairro São Pedro. Os interessados devem portar carteira de identidade e CPF, além de carta de recomendação e ter classificação na carteira de trabalho como diarista.

Entre outros temas, serão ministradas aulas de competências profissionais, Previdência Social, Deveres e Direitos, Relação Interpessoal, Ética, Higiene, e Marketing Pessoal e Profissional.

O treinamento acontecerá entre os dias 4 e 6 de abril, das 8 às 11 horas, na sala de entrevistas do Sine.

Parceria com 26º Batalhão PMMG – Agentes da Transita participam de treinamento

Os agentes da Superintendência de Transportes e Trânsito (Transita)/ Secretaria Municipal de Obras, Transporte e Trânsito (SMOTT) participaram, na manhã desta terça-feira (27), de um treinamento sobre relacionamento interpessoal, segurança jurídica e abordagem. A capacitação, desenvolvida pelo 26º Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais (26º BPMMG), aconteceu no auditório do Núcleo de Assistência Integrada à Saúde (Nais), e contou com a presença de 39 agentes.

Segundo a diretora de Educação e Controle de Trânsito da Transita, Edvânia Fernandes, são objetivos do treinamento a atualização de conhecimentos específicos na área de trânsito, a interação, a abordagem na prestação de serviços públicos de maneira inovadora e baseada na padronização de procedimentos, além da melhoria na relação com a comunidade.

Nosso programa de educação no trânsito não está direcionado apenas ao público externo, aos usuários, mas também estamos fazendo esta conscientização com nossos agentes. Entendemos que um treinamento como este, além de capacitar de forma melhor, agrega mais qualidade ao serviço prestado aos usuários. O nosso objetivo é sempre gerir um trânsito com um serviço bem-feito para que tenhamos uma resposta positiva dos usuários das vias. Afinal de contas, os agentes da Transita devem servir de exemplo: pessoas bem treinadas e capacitadas têm a tendência de praticar boas ações e, em consequência, transferi-las para todos”, afirmou Edvânia Fernandes.

Durante o treinamento, a major Naira ministrou uma palestra sobre o relacionamento interpessoal. Entre outros assuntos, a policial abordou o desafio da relação entre o agente e o condutor. Para o subtenente Mauro Sérgio, que auxilia a coordenação da Trânsita desde maio de 2017, esta é uma das grandes dificuldades que o agente de trânsito enfrenta hoje.

Percebemos a falta de autoestima do agente de trânsito, a sensação de abandono, a falta de investimento. O uniforme que eles estavam usando, tinha cinco anos que eles não tinham sequer recebido o coturno. Nós tínhamos agentes que até então estavam trabalhando só com o colete porque não tinham uniforme. Então, essa troca de uniforme deu uma injeção de ânimo aos agentes. Isso nos ajudou a mostrar para eles o valor que eles têm. Com esse treinamento, pretendemos passar informações legais para que o agente entenda que ele está dando uma ordem legal, ou seja, toda baseada no Código de Trânsito Brasileiro, e com isso o agente possa ser respeitado”, declarou.

O subtenente ressaltou ainda a importância do agente de trânsito para a mobilidade urbana, principalmente, para que direitos e deveres de todos os usuários sejam respeitados. “Muitos não percebem a necessidade do serviço que o agente presta à comunidade. Muita gente pensa que ele está ali apenas para aplicar multas. Na verdade, estamos ali para fazer a mobilidade urbana, para fazer com que os direitos dos usuários sejam respeitados. Por isso, o agente de trânsito é muito importante para nossa cidade”, concluiu o subtenente Mauro Sérgio.

A palestra sobre segurança jurídica, ministrada pelo sargento Fabrício Drummond, ofereceu aos participantes informações necessárias para que o trabalho seja realizado de maneira mais segura. O treinamento contou ainda com palestra e aula prática sobre princípios da abordagem, ministrada pelo tenente João Miguel, que incluiu regras de segurança pessoal na atual dos agentes.

A segurança jurídica dá ferramentas para que o agente de trânsito possa ter uma atividade profissional com mais segurança. Buscamos proporcionar elementos para que esses profissionais possam exercer a atividade deles que é muito importante para a sociedade: de garantia da nossa segurança no trânsito que é salvar vidas, e na fiscalização e operacionalização do Trânsito”, explicou o sargento Fabrício.

Para o superintendente de Transportes e Trânsito da SMOTT, Willame Aguiar de Almeida, o curso agregou ainda mais valores aos agentes da Transita. “O curso proporcionou mais conhecimento e trouxe novas possibilidades de reflexão sobre a educação no trânsito. Por meio das palestras, os agentes puderam perceber a importância do trabalho deles para a melhoria da nossa mobilidade”, ressaltou Willame de Almeida.

Transita promove treinamento para motoristas de transporte escolar

Nesta sexta-feira (2), no auditório do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira, a Prefeitura promoveu um treinamento educacional para os profissionais de veículos escolares cadastrados em Itabira.

Com o objetivo de melhorar a qualidade do serviço para os usuários, segundo Estevam José, diretor de Transporte da Secretaria Municipal de Obras, Transportes e Trânsito (SMOTT), o curso abordou a legislação municipal referente a esta modalidade de transporte. “Esse treinamento ofereceu informações das leis 4.839/15, 4.880/2016, do decreto 3692-2016 e debates de temas atuais que habilitaram os condutores e monitores de transporte escolar a uma melhor condução e operação desta atividade”, ressaltou o diretor.

O treinamento foi ministrado por profissionais especializados do Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest Senat), em parceria com a equipe da Diretoria de Transporte Público e Educação de Trânsito da Transita e, tratou também, dos direitos e deveres dos profissionais, além de novas questões sociais e urbanas.

Para Renato Silvério da Silva, condutor de veículo escolar, a parceria entre a Prefeitura e o Sest Senat foi fundamental para esclarecer dúvidas. “Treinamento extremamente importante porque tínhamos dúvidas com relação ao regulamento. Além disso, os profissionais são de um órgão de referência o que nos fez entender que a Transita não impõe as regras. Na verdade, ela apenas faz o que a legislação pede”, destacou o motorista.

Farmácia Municipal fechará mais cedo na próxima terça-feira

A Farmácia Municipal de Itabira, localizada na avenida João Pinheiro, funcionará até às 13h, na próxima terça-feira (19). O motivo é a realização de reunião e treinamento interno para a melhoria da qualidade dos serviços e do atendimento ao cidadão. Na quarta-feira (20), o atendimento volta ao seu horário normal, das 7h às 18h.

Apesar do fechamento mais cedo, a população não ficará sem assistência, pois as demais farmácias do município funcionarão normalmente. O usuário poderá procurar as unidades do Programa Saúde da Família (PSF) Pedreira, Clóvis Alvim, Gabiroba de Baixo, Chapada e dos distritos de Senhora do Carmo e Ipoema. Também terão funcionamento normal as farmácias do Centro de Atenção Psicossocial (Caps), no bairro Campestre e do Caps Infantil, no Vila Paciência.

Transita desenvolve operação “Porta de Escola”

Para garantir a segurança dos estudantes na entrada e saída das aulas, a Prefeitura de Itabira promove a operação “Porta de Escola”. Agentes da Secretaria Municipal de Ordem Pública/ Superintendência de Transportes e Trânsito (Transita) são designados para controlar a fluidez do trânsito, auxiliar a travessia dos alunos e demais pedestres, dar apoio no embarque e desembarque dos escolares e prestar informações às pessoas que passam pelo local.

A ação é desenvolvida há um ano e meio a pedido do prefeito Damon Lázaro de Sena, visando proporcionar mais tranquilidade às pessoas que trafegam próximo às escolas. “Muitas vezes, o agente é visto apenas como o responsável por aplicar multas, mas seu papel vai muito além de operar e fiscalizar o trânsito. Ele também desempenha papel de educador ao orientar e conscientizar condutores e pedestres que circulam diariamente pelas vias. Oferece ainda suporte em casos de acidentes e realização de eventos que necessitem de ordenamento. O trabalho dele ajuda a melhorar a fluidez do tráfego em toda a cidade e, consequentemente, a qualidade de vida da população”, disse o prefeito.

Ressalta-se que os agentes da Transita são servidores concursados e capacitados para o exercício da função, já que são submetidos a treinamento em um curso específico para a atividade, com duração mínima de 120 horas.

Scroll To Top