domingo , 22 setembro 2019
Você está aqui: Capa | Arquivos de Tag: UTI

Arquivos de Tag: UTI

Saúde – HMCC ganha quatro novos leitos de UTI

Quatro leitos existentes no Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD) foram realocados ao Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC) para a otimização dos serviços da Rede de Urgência em Itabira

Na última quinta-feira (6), o prefeito Ronaldo Lage Magalhães visitou, com a Secretária de Saúde Rosana Linhares e sua equipe, as instalações do Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC) para oficializar a implantação dos quatro novos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Os leitos foram realocados do Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD) para otimizar o atendimento aos pacientes do SUS.

Desde sua inauguração, o HMCC sempre operou com seis leitos de UTI. Com a transferência dos quatro leitos, o hospital passa agora a atuar com dez, que é o ideal por equipe. Em toda sua história, esta é a primeira vez que a unidade de saúde oferece mais que seis leitos de UTI para usuários do SUS. “Com a remoção desses leitos do HNSD, conseguimos otimizar nossa unidade de UTI no HMCC, que é ótima: uma das melhores do Estado, mesmo se comparada à de hospitais particulares. Dispúnhamos de um número de médicos suficiente para trabalhar com dez leitos e, no entanto, funcionávamos com seis” esclareceu a gestora do SUS em Itabira e Secretária Municipal de Saúde, Rosana Linhares Assis Figueiredo.

Além dos quatro novos leitos, o HMCC começou a oferecer o serviço de diálise para casos agudos da UTI. Segundo Rosana Linhares, antes da oferta deste serviço, alguns pacientes não poderiam ser transferidos para o HMCC devido à necessidade do procedimento. O Município, por meio do HMCC, adquiriu os aparelhos necessários para a prestação do serviço, bem como para fazer a osmose reversa (que trata a água para realização da diálise).

Nossa UTI já era preparada fisicamente, mas não dispunha de todos os equipamentos para tratamento dialítico de agudos. Agora, com a oferta da diálise, temos total possibilidade de assistir a pacientes diversos que precisam do tratamento intensivo. Muitas vezes, o procedimento é realizado por necessidade de estabilizar o paciente durante a internação na UTI”, disse Rosana Linhares.

Além da modernidade dos equipamentos, a UTI também é humanizada para os pacientes e profissionais que atuam nela. O espaço é amplo e possui claraboias que dão ao usuário a noção de quando é dia e noite, o que, segundo a diretora técnica do HMCC, Ana Rosa dos Santos, melhora muito o ritmo circadiano dos internados.

Sobre a ampliação dos leitos, Ana Rosa afirmou que a ação melhora a capacidade para atender mais pacientes. Com o acréscimo da tecnologia da diálise de agudos, o hospital consegue oferecer mais qualidade ao enfermo potencialmente grave. Com isso, existe a possibilidade do paciente sair mais rápido da UTI e de preservar sua função renal. “Isso equipara o nosso serviço de UTI hoje ao serviço das grandes UTIs do país. O Município não mediu esforços para manter uma UTI de ponta, com dez leitos totalmente voltados para os usuários do SUS. Agora o HMCC está melhor qualificado para a retaguarda ao serviço de urgência e continuidade ao tratamento do paciente originado do Pronto Socorro Municipal de Itabira”, concluiu Ana Rosa.

Durante a visita, Ronaldo Magalhães reafirmou seu compromisso com investimentos na área da saúde. O prefeito lembrou da dificuldade de promover mais avanços na área devido à falta de apoio dos governos estadual e federal. Ele ressaltou ainda que atualmente o Governo Municipal utiliza um terço de sua receita em saúde pública.

Desde o primeiro dia da nossa gestão, temos discutido as viabilidades para as melhorias em saúde. Assim, o município está, gradativamente, trabalhando, investindo e até mesmo ampliando os recursos nessa área. A nossa responsabilidade é muito grande. O Município é polo de região que engloba 29 cidades. A população desses municípios frequentemente utilizam nossa estrutura de saúde pública. Ao mesmo tempo, essas pessoas estão visitando nossa cidade e fortalecendo nossa economia. Por ser uma cidade mineradora, Itabira precisa se desenvolver em todos os seus aspectos e a esfera da saúde é um ponto importante. Até mesmo para que uma empresa tenha o interesse de se instalar aqui.” E concluiu: “Em Itabira, vejo uma ação positiva da FSFX no que diz respeito à qualidade, empenho, dedicação e isso ajuda nesse processo de avançar com a saúde no município. Fazemos esta visita hoje com muito gosto e sempre buscando ampliar as melhorias”.

Investimentos em saúde pública – Municipalização e expansão do Hospital Carlos Chagas é destaque na saúde

O sucesso da gestão municipal 2013/2016 é reconhecido na área da saúde pública. Nos últimos três anos, os recursos investidos foram muitos e os resultados podem ser vistos e sentidos por toda a população. Um exemplo disso é a municipalização e expansão do Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC) neste ano.

Com a municipalização, a unidade de saúde tornou-se pública, com atendimento para todos por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), ou seja, 100% SUS. Com apenas um mês à frente das atividades do HMCC, a Fundação São Francisco Xavier (FSFX) apresenta um balanço positivo das principais ações implantadas na instituição de saúde. Além da condução de várias internações, já foram efetuados também quase 1.300 exames de diagnóstico por imagem, que incluem mamografias, raios-x, tomografias, ultrassonografias, colonoscopias, ecocardiografias, eletrocardiografias, endoscopias e testes ergométricos. Destaca-se a realização de 389 mamografias, que foram retomadas após um longo período de paralisação. A partir de junho, passarão a ser disponibilizadas cerca de 500 vagas desse exame por mês.

Ainda em junho, a FSFX já se comprometeu a realizar quase o dobro de exames de diagnóstico, incluindo mamografia (634), raios-x (550), tomografia (280), endoscopia (80), colonoscopia (15), eletrocardiograma (310), teste ergométrico (52) e ultrassom (400). Também está prevista a abertura do Ambulatório para a realização de consultas nas especialidades de Clínica Médica, Anestesiologia, Cirurgia Geral, Reumatologia e Oftalmologia, para os pacientes encaminhados pela Prefeitura. Outra novidade para este mês é o início aos atendimentos de cirurgias de catarata e de glaucoma.

Atualmente, o HMCC adota o sistema de envio de lembrete de consultas e exames por meio de mensagem de texto no celular. Assim, confirmado o agendamento do paciente pela Prefeitura, o usuário recebe uma mensagem com um dia de antecedência do horário previsto, lembrando-o do compromisso. É mais praticidade e comodidade para os usuários.

Na ampliação do HMCC, a Prefeitura de Itabira investiu R$ 10.533.273,40. O valor total da obra foi R$ 17.533.273,40. Além disso, o Governo Federal destinou R$ 2.610.000,00 para equipar os leitos clínicos e os leitos de UTI da instituição.

Com a expansão do HMCC, a capacidade de atendimento do hospital vai quase triplicar: de seis leitos de UTI para 20 leitos de UTI, de 51 leitos de internação para 130 leitos de internação, passando a ter no total 150 leitos disponíveis para a população. Contamos ainda com uma estrutura moderníssima que a FSFX usa em prol da comunidade, não só de Itabira mas de toda a região”, disse o prefeito Damon Lázaro de Sena.

Os investimentos são tantos que, em 2014, a Prefeitura empregou 27,83% da receita própria em ações e serviços públicos de saúde. O valor investido pelo Governo Municipal é quase o dobro do que é estabelecido pela legislação federal, que prevê investimento de, pelo menos, 15% no setor. A aplicação de recursos próprios resultou em um aumento dos atendimentos da saúde no primeiro quadrimestre de 2015, além de manter os indicadores bem avaliados em comparação com o mesmo período dos anos anteriores.

De janeiro a abril de 2015, o Município obteve a receita própria de R$ 104.522.855,36, provenientes de impostos e transferências constitucionais. Desse total, foram investidos R$ 42.516.399,66 na saúde. De acordo com os Sistemas Nacionais de Informações, neste período Itabira conseguiu cumprir, e em alguns casos até superar, os indicadores. Os atendimentos superaram os números apurados em 2014. No primeiro quadrimestre de 2015, foram realizadas 8.710 consultas da Atenção Básica a mais em comparação ao mesmo período do ano anterior. Os procedimentos também aumentaram: em 2014 foram 145.302 e em 2015, 201.763.

Os números também cresceram na Atenção Secundária. No primeiro quadrimestre de 2015, foram 4.662 consultas especializadas a mais em comparação com o mesmo período de 2014. Os exames de alta complexidade passaram de 163.586 em 2014, para 206.165 no ano passado: um aumento de mais de 25%.

Quando assumimos a Prefeitura em 2013, encontramos muitos problemas. Das 29 equipes do Programa Saúde da Família (PSF), metade estava sem médicos. Realizamos um concurso para sanar o problema e atualmente, temos médicos em todas as unidades de saúde. Cinquenta por cento deles possuem especialização em medicina e saúde da família. Além disso, aumentamos o número de equipes de PSF para 31”, acrescentou o prefeito.

O Governo Municipal também reestruturou o Pronto Socorro Municipal de Itabira (PSMI), disponibilizando um maior número de profissionais nas áreas de pediatria, clínica, obstetrícia e ortopedia. As unidades básicas de saúde (UBS) também receberam sólidos investimentos, com a reforma e ampliação de seis delas: Praia, Gabiroba de Cima, Água Fresca, Eldorado, Amazonas e o ponto de apoio na localidade de Bateias. E mais: o Governo Municipal está construindo novas UBS nos bairros Praia, Bethânia e Nova Vista, e uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no Fênix, que funcionará 24 horas.

Já inauguramos uma nova UBS na Vila Santa Rosa, que atende também os usuários do Juca Rosa. A UBS do bairro Amazonas/ Areão foi ampliada com mais 280 metros. Também reestruturamos toda a rede de farmácias. Além da Farmácia de Minas, no Fênix, e da Farmácia Municipal, no Centro, regionalizamos todo o atendimento: hoje, temos farmácia nos bairros Gabiroba e Pedreira e nos distritos de Senhora do Carmo e Ipoema. Passamos a atender 680 pessoas por dia e ampliamos o investimento em medicamentos de R$ 3.800.000,00 para mais de R$ 6.000.000,00 por ano. Tudo isso para cuidar e atender, cada vez melhor, nossa população”, concluiu Damon Lázaro de Sena.

Saiba mais em:

http://www.itabira.mg.gov.br

http://www.facebook.com/prefeituraitabira

http://www.youtube.com/itabiraprefeituramunicipal

Diálogo com população – Prefeito e secretário de saúde esclarecem sobre novo HCC 100% SUS, em reunião com líderes comunitários

O auditório da Prefeitura ficou lotado na noite de quinta-feira (3). A convite do prefeito Damon Lázaro de Sena, líderes comunitários de diversas localidades se reuniram para discutir o processo de mudança do novo Hospital Carlos Chagas (HCC) com perfil 100% gratuito para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). O próprio prefeito e o secretário municipal de Saúde, Reynaldo Damasceno Gonçalves, esclareceram dúvidas sobre o processo de transição.

Reynaldo Damasceno explicou que, desde 1994, quando a Vale trocou o HCC e outras propriedades com a Prefeitura, ficou determinado que após 15 anos de comodato com a Sociedade Beneficente São Camilo (SBSC) o hospital passaria a ser público com atendimento para toda a população por meio do SUS. Segundo ele, a mudança deveria ter ocorrido em 2009. No entanto, a Administração Municipal não realizou a transição e apenas substituiu a SBSC pela Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira (Funcesi), mantendo assim os atendimentos aos planos de saúde. O Ministério Público (MP) não concordou com essa atitude e iniciou um processo judicial para que a mudança prevista ocorresse.

Pelo princípio da administração pública, o bem público tem que servir a todos. Uma das argumentações da promotora em 2009 foi que uma instituição privada não pode pegar uma escola municipal, por exemplo, e transformá-la durante a noite em um cursinho particular para ganhar dinheiro. Mesmo que ofereça 40% das vagas para bolsistas. Não é possível, legalmente, ceder um prédio público para isso. A lei é clara: os prédios públicos têm que ter 100% de utilização pública”, exemplificou o secretário.

Em 2011, houve a primeira decisão judicial favorável ao Ministério Público e, para não cumprir a mudança, o Município recorreu. Somente em março de 2014, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais homologou a decisão do juiz da 1ª Instância, com um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) assinado entre a Prefeitura e o Ministério Público. A partir de então, o Governo Municipal iniciou o processo de cumprimento de sentença. Após um processo legal e transparente, concluído em janeiro deste ano, foi homologada como vencedora do processo a Fundação São Francisco Xavier (FSFX). Com sede em Ipatinga, a FSFX administra cinco instituições, entre elas o renomado Hospital Márcio Cunha.

Após a explanação, os líderes comunitários realizaram vários questionamentos sobre a transição. Uma delas foi sobre o fechamento do HCC. Reynaldo Damasceno foi enfático ao falar que a unidade de saúde não vai fechar. Até o dia 30 de março o funcionamento será o usual. No dia 31 de março o novo HCC inicia o atendimento 100% gratuito e exclusivo para todos os usuários do SUS.

Damon Lázaro de Sena lembrou que, infelizmente, várias mentiras sobre o assunto estão sendo espalhadas pela cidade, o que causa um grande mal à população. Sobre a número de leitos do HCC, ele garantiu que haverá um aumento significativo. “Com a mudança do perfil de atendimento e a abertura dos novos leitos, sairemos dos atuais seis leitos de UTI para 20 leitos, e dos 51 leitos de internação SUS para 130 leitos. Teremos um total de 150 leitos exclusivos para aqueles que não podem pagar por um plano de saúde”.

Hospital Nossa Senhora das Dores inaugura obras e disponibiliza novos serviços à população

Na manhã de quinta-feira (9), o Hospital Nossa Senhora das Dores (HNSD) inaugurou as obras de reforma e ampliação realizadas em sua estrutura física e anunciou os novos serviços que serão oferecidos à população. As obras foram executadas com recursos da Irmandade Nossa Senhora das Dores (que administra o HNSD) e da Secretaria de Estado de Saúde (SES). Já a Prefeitura de Itabira investiu R$ 2,5 milhões para cobrir despesas com medicamentos e materiais de consumo utilizados por pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Entre os presentes no evento, estavam o secretário de Estado de Saúde José Geraldo de Oliveira Prado, o prefeito Damon Lázaro de Sena, o vice-prefeito Reginaldo Calixto de Oliveira, o secretário municipal de Saúde Reynaldo Damasceno Gonçalves, a diretora da Gerência Regional de Saúde (GRS) Maria Tereza Hosken, o bispo da Diocese de Itabira/Coronel Fabriciano e presidente da Irmandade Nossa Senhora das Dores dom Marco Aurélio Gubiotti, o provedor do HNSD Vaquimar José Vaz, vereadores Ronaldo Meireles de Sena, Lúcio Mauro Dias, José Mauro de Oliveira e Sebastião Ferreira Leite.

Houve reforma do setor de Hemodiálise e ampliação do serviço de Terapia Renal Substitutiva (passando de 20 para 32 leitos com aparelhos dialisadores); inauguração do Ambulatório Médico de Especialidades Dr. José Cesário Martins Carneiro, que possui sete salas; ampliação e reforma do Centro Cirúrgico (passando de seis para oito salas, além da nova sala pós-anestésica); construção da nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com dez novos leitos; e construção da Ala de Internações, com nove apartamentos. Também houve ampliação da Central de Atendimento Farmacêutico, Farmácia e Agência Transfusional. Está em andamento a ampliação do serviço de abastecimento de água para a Hemodiálise e Central de Material Esterilizado.

O HNSD oferece atendimento para as seguintes especialidades: Cirurgias Geral, Cardiovascular e Plástica; Angiologia, Clínica Médica, Nefrologia, Mastologia, Clínica da Dor, Ginecologia e Obstetrícia e Anestesiologia. Com o novo ambulatório, passará a atender pacientes nas especialidades de Cardiologia, Urologia, Dermatologia, Endocrinologia, Hematologia, Neurologia, Oncologia, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Psiquiatria, Radiologia, Reumatologia e Gastroenterologia. Outro serviço que será oferecido é o de Ultrassonografia.

Na celebração da missa em Ação de Graças, dom Marco Aurélio Gubiotti falou sobre a importância da realização de trabalhos voltados para a promoção da saúde e defesa da vida. Em seu discurso, José Geraldo Prado disse que o governador Alberto Pinto Coelho determinou a continuidade do trabalho para ampliar a disponibilidade de recursos para a área da saúde. “Espero que Itabira e toda região continuem contando com administradores competentes, como o prefeito, o secretário de Saúde e as equipes dos hospitais, para ampliar cada vez mais os serviços e oferecer uma saúde de qualidade aos mineiros”, disse o secretário de Estado de Saúde.

O prefeito Damon Lázaro de Sena comentou sobre o trabalho conjunto realizado pelos poderes públicos Municipal e Estadual, instituições, entidades e voluntários para oferecer melhor atendimento à população de Itabira e cidades próximas. “Hoje é um dia de festa, em que Itabira completa 166 anos de emancipação política. Estamos vivendo um momento de felicidade, porque são estruturas criadas em parceria para oferecer melhor atendimento à população. É com grata satisfação que vejo o HNSD ampliando sua capacidade de serviço”.

Ao final do evento, houve descerramento da placa inaugural, bênção das alas construídas e visita das autoridades à nova estrutura do HNSD.

Em tempo
O Ambulatório Médico de Especialidades recebeu o nome de Dr. José Cesário Martins Carneiro, médico urologista que faleceu no dia 30 de janeiro deste ano. Ele trabalhou por mais de 40 anos no HNSD, onde foi eleito diretor clínico por três vezes. Assumiu também os cargos de diretor de Planejamento e Auditoria Médica e diretor-executivo do hospital, provedor da Irmandade Nossa Senhora das Dores, além de ser nomeado diretor da Gerência Regional de Saúde (GRS). Foi um grande defensor da implantação dos serviços de hemodiálise e quimioterapia no HNSD.

Scroll To Top