sexta-feira , 19 outubro 2018
Você está aqui: Capa | Arquivos do Autor: Natália Sant'Ana

Arquivos do Autor: Natália Sant'Ana

Convivência – Encontro aborda a reação do corpo às emoções dos pacientes estomizados

A Secretaria de Saúde promove, no próximo dia 26, o 9º Encontro de Estomizados da regional de saúde. O evento será a partir das 8h30, no auditório da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agropecuária de Itabira (Acita).

Conforme explica Márcia Alves Vieira Silva, enfermeira do Programa de Estomia no município, este encontro tem como principal objetivo promover um momento de convivência e interação entre pacientes, profissionais e familiares. “É uma oportunidade para discutirmos diversas situações com o objetivo de alcançarmos resultados mais satisfatórios quanto à atenção aos pacientes estomizados em reabilitação. É um momento importante para todos os envolvidos”, ressalta.

Em Itabira, a atenção aos pacientes estomizados é feita no Centro de Reabilitação por uma equipe multiprofissional composta por dois enfermeiros, um médico cirurgião proctologista, um assistente social, um nutricionista, um psicoterapeuta e um auxiliar de enfermagem. São atendidas 120 pessoas, que desenvolvem ações de reabilitação que incluem as orientações para o autocuidado, a prevenção, o tratamento de complicações no estoma e o fornecimento de equipamentos coletores e de proteção e segurança (bolsas coletoras, barreiras protetoras de pele sintética, coletor urinário).

Além dos pacientes, o evento, que deve reunir alguns familiares, terá seis momentos: a recepção, feita pela enfermeira do programa e a abertura, pela secretária municipal de Saúde Rosana Linhares Assis Figueiredo. A empresa Coloplast, multinacional que desenvolve, fabrica e comercializa dispositivos médicos e serviços relacionados à estomia, urologia, continência e tratamento de feridas estará presente, representada pela enfermeira Camila Neiva da Silva que falará sobre “Qualidade de vida para pessoas com estomia”. Na sequência, a terapeuta ocupacional do Centro de Reabilitação, Luciene Maia, fará uma palestra com o tema “Anatomia emocional – o que o corpo fala”. Logo após será fornecido um café.

A psicóloga do Programa de Estomia, Luciane Jordão Pereira, desenvolverá uma atividade de interação com os participantes. Viviane Duarte Santos, também enfermeira do programa, fará o encerramento, previsto para ocorrer às 11h20.

Segundo a diretora do Centro de Reabilitação, Elizeth das Graças Oliveira Guedes, a reabilitação do estomizado requer uma abordagem interdisciplinar que propicie a ele e sua família segurança, aceitação, oportunidade para esclarecimentos e tomada de decisões. Consequente à reabilitação estará a melhoria da qualidade de vida, com adoção de novas metas e revisão de valores, como forma de integração da vivência da estomia na vida do indivíduo. Este momento que vamos oferecer aos pacientes, é uma ótima oportunidade para troca de experiências e, principalmente, para promover a socialização e convivência entre pacientes e profissionais”, finaliza Elizeth Guedes.

Em tempo

Estomizados são pessoas que necessitaram passar por uma intervenção cirúrgica para abertura de uma meio alternativo que possibilita a saída de fezes ou urina. Sendo assim, passa a portar uma bolsa para a coleta desses resíduos. Passam por esse procedimento, também, as pessoas que carecem de auxílio para respiração e alimentação.

Confira a programação – 17ª Semana Drummondiana e 2º Festival Drummond celebram os 90 anos do poema “No Meio do Caminho”

Em 1928, o poema “No Meio do Caminho”, de um ainda jovem e pouco conhecido Carlos Drummond de Andrade, estampava a capa da Revista de Antropofagia. Os versos, repetitivos e intrigantes, mudaram a forma como a poesia era compreendida no Brasil. Neste ano, esse importante trabalho completa 90 anos da sua primeira publicação e ganha atenção especial na programação da 17ª Semana Drummondiana e 2º Festival Drummond, que acontecem entre 24 e 31 de outubro.

Com essa temática, os eventos reúnem uma vasta e diversificada programação para celebrar e difundir a literatura e, também, a obra do poeta itabirano: serão oito apresentações musicais, oito oficinas e cursos, sete mesas-redondas e palestras, quatro lançamentos de livros, três teatros e duas exposições – dentre outras atividades.

As festividades começam na quarta-feira, 24, às 18h, com o lançamento do livro “Essa Substância Chamada Infinito”, do escritor monlevadense Wir Caetano. A solenidade acontece no Memorial Carlos Drummond de Andrade e conta com apoio da Associação dos Amigos do Memorial Carlos Drummond de Andrade.

A abertura oficial da 17ª Semana Drummondiana e 2º Festival Drummond acontece na quinta-feira, 25, com uma série de atividades. Às 9h, o Memorial Carlos Drummond de Andrade recebe o projeto “Poesia e Ciência”, que é desenvolvido em parceria com a Universidade Federal de Itajubá (Unifei) – Campus Itabira. Às 14h, na Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA), acontece a abertura da Galeria Literária, com a participação de um coral de 50 estudantes da Escola Municipal Nico Andrade.

A Galeria Literária será a grande atração na abertura dos eventos. Às 18h, o grupo Drummonzinhos promove uma intervenção literária e, em seguida, às 18h30, acontece a abertura da Exposição Internacional de Arte Postal com a temática “No Meio do Caminho”, com coordenação do Instituto Imersão Latina e curadoria de Tchello d’Barros. Na ocasião, será promovido um bate-papo com autores sobre o poema de Drummond.

E não para por aí: às 19h30, será lançado o livro “Canto Mineral”, que possui poemas do escritor itabirano e ilustrações de Carlos Bracher. O trabalho do ilustrador também recebe uma mostra na Galeria Literária. Encerrando a solenidade inaugural da 17ª Semana Drummondiana e 2º Festival Drummond, o músico Clíver Honorato sobe ao palco do Teatro da FCCDA, às 20h30, para um show com repertório de Música Popular Brasileira (MPB).

A programação vai até o final de outubro, se encerrando na quarta-feira, 31, quando se comemora o aniversário de nascimento de Carlos Drummond de Andrade. Durante toda a semana, passam por Itabira importantes nomes da literatura brasileira, como Fernando Armando Ribeiro, Edmilson Caminha, José Miguel Wisnik, Ricardo Pereira, Arlete de Falco, Antônio Cícero, Afonso Borges, dentre outros.

Além da literatura, também são contempladas na programação outras expressões artísticas. Na música, apresentações com Cláudio Venturini e Telo Borges, Chico Amaral, Coral da FCCDA, projeto Meninar e Demônios da Garoa. No teatro, os espetáculos “Havemos de Amanhecer”, de João Lorenzo e Companhia Espaço Mágico; “O Pequeno Príncipe de Papel; do Grupo Girino; e “Precisamos Falar de Amor sem Falar Eu Te Amo”, com Bruno Lopes e Priscila Fantin.

A 17ª Semana Drummondiana e o 2º Festival Drummond é uma realização da Prefeitura de Itabira e Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade. Os eventos contam com apoio cultural Hotel Pousada da Água Santa, Meet Restaurant & Louge, Restaurante Cia do Caldo, Restaurante Chico Savassi, LaTrupe, Unimed e Senac.

Confira a programação clicando aqui. Outras informações pelo telefone (31) 3835-2102 ou pelos sites www.itabira.mg.gov.br ou www.fccda.com.br.

Interação cultural – Caps realiza segundo sarau poético no dia 25

O Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Adulto realizará, no próximo dia 25, o segundo Sarau Poético. O evento, aberto ao público, será realizado no próprio Caps, situado na avenida Cauê, 934, e começará às 16 horas.

A programação contará com apresentações culturais, como música, dança e encenação teatral dos usuários e artistas da cidade. A todo momento do evento poderá ocorrer a interação do público. Devem participar funcionários e usuários do Caps, comunidade, estudantes das escolas municipais e privadas, além dos técnicos e usuários do Centro de Convivência InterAgir.

Segundo a coordenadora do Caps Adulto, Jacira Helena, o sarau poético é um momento muito especial para os usuários e toda a comunidade. “É um momento de compartilhar a arte e experimentar sentimentos, desmistificar a loucura e sensibilizar as pessoas. Estamos promovendo um momento de interação, levando cultura e lazer para todos”, conclui.

Utilidade Pública – Extensão do itinerário da linha Campestre/Barreiro

Atendendo solicitação da comunidade, começa hoje (15/10) a extensão do transporte coletivo da linha 70 (Campestre/Barreiro). Com o novo itinerário, o ônibus irá até o final da rua Joaquim Costa, no bairro Barreiro, no seguinte cronograma: de segunda a sexta-feira, saída do Barreiro às 5h50, 6h50, 12h10, 17h10 e 19h15. Já no bairro Campestre, as saídas serão às 5h50, 11h10, 16h05, 18h10 e 22h20, também de segunda a sexta-feira. De acordo com a Superintendência de Transportes e Trânsito (Transita), novos horários de atendimento poderão surgir caso a demanda seja satisfatória.

Foto: Vila de Utopia

Utilidade Pública – Manutenção na ETA Rio de Peixe

Devido a manutenção corretiva executada durante a noite de ontem (10/10) na Estação de Tratamento de Água (ETA) Rio de Peixe, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira comunica falta d’água nos bairros Santa Ruth, Santa Marta, Monsenhor José Lopes, Valença, Fênix, Belvedere e João XXIII. O abastecimento voltará ao normal, gradativamente, a partir das 13 horas desta quinta-feira (11).

Parceria Público-Privada – Prefeitura realiza primeira audiência pública para discutir projeto do rio Tanque

Na próxima quarta-feira (10), a partir das 17 horas, no teatro da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA), o Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas (CGP) realizará a primeira consulta pública sobre a viabilidade da expansão do sistema municipal de abastecimento por meio da captação e tratamento de água do rio Tanque.

A construção deste projeto possibilitará a captação de 200 litros de água por segundo (l/s) e esse volume acrescido ao existente, garantirá uma estabilidade de água, para toda a cidade, pelos próximos 30 anos”, explicou Leonardo Ferreira Lopes, diretor-presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira.

No entanto, por se tratar de uma obra “caríssima”, em torno de R$ 53 milhões, a Prefeitura, por meio do CGP, decidiu buscar investimentos privados, a chamada parceria público-privada (PPP), ainda inédita em Itabira. “É comum em função da falta de dinheiro do órgão público, que mesmo com a possibilidade de pedir financiamentos, precisaria ter uma boa saúde financeira para a contrapartida e boa parte das prefeituras do país, incluindo a nossa, não têm essa saúde”, afirmou o presidente da autarquia.

Ainda segundo Leonardo Lopes, para criar uma eventual PPP o Município iniciou no começo do ano passado o Processo de Manifesto de Interesse (PMI), onde empresas são convidadas para produzir o modelo do projeto que será executado, sem custos para a Prefeitura. “Esse modelo é a fase mais difícil, já que precisa ser elaborado por especialistas. O nosso ficou em análise pelo CGP durante quase um ano devido à complexidade, mas recebeu parecer favorável. Agora, a empresa que o fez negociará o valor deste modelo com a empresa que vencer a licitação para a execução do projeto rio Tanque”.

A continuidade do processo, como explicou Leonardo Lopes, é a consulta pública. Este evento acontecerá para que o projeto seja apresentado ao vivo para vereadores, especialistas e população em geral. “Tudo isso já foi publicado oficialmente, mas a consulta é o momento que as pessoas poderão tirar dúvidas. Além disso, caso apareça alguma contribuição importante e o conselho aprovar, ela será incorporada ao projeto. E se tudo der certo, passamos para a parte da licitação”, avaliou o diretor-presidente que declarou também a meta de licitar a obra ainda este ano, com previsão para concluí-la em dois anos.

Rio Tanque

O projeto da Estação de Tratamento de Água (ETA) do Rio Tanque, segundo Leonardo Lopes, é a única solução a longo prazo para o abastecimento municipal. “Precisamos buscar uma água que está a 21 quilômetros do município. Nosso objetivo é que ela chegue no reservatário novo do bairro Campestre. Isso garante água por, pelo menos, mais 30 anos”. O diretor-presidente afirmou também que com essa nova fonte a cidade terá capacidade para atrair novas indústrias e investimentos.

Informe-se

O Conselho Gestor de Parcerias Público-Privadas foi criado por meio da Lei Municipal nº 4.686/2014, alterada pela Portaria nº 34/2018, e é presidido pelo prefeito Ronaldo Magalhães. São membros os secretários municipais Ronaldo Lott Pires (Obras, Transportes e Trânsito), Deoclécio Fonseca Mafra (Administração), Marcos Alvarenga Duarte (Fazenda), Geraldo Rubens (Planejamento), José Don Carlos Alves Santos (Desenvolvimento Econômico), Priscila Braga Martins da Costa (Meio Ambiente), Robson Costa de Souza (Desenvolvimento Urbano), Leonardo Souza Rosa (Jurídico) e, como convidado, Leonardo Ferreira Lopes (Saae).

Foto: DeFato Online

Treinamento – Estado capacita novos Agentes de Combate a Endemias

Desde segunda-feira (1º), técnicos da Secretaria Estadual de Saúde estão em Itabira para capacitar os 58 novos agentes de combate a endemias (ACE), contratados este ano por meio de processo seletivo. O treinamento segue até amanhã (4) com atividades nos turnos da manhã e tarde.

Nos cinco dias de curso, serão abordados o papel do ACE nas ações de controle das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, as atribuições, legislação, preenchimento de boletim de campo, aspectos morais e éticos, humanização, comunicação entre o ACE e a população, a importância do trabalho em equipe, arboviroses, o Programa Estadual de Controle de Doenças Transmitidas pelo Aedes e as diretrizes nacionais, o reconhecimento geográfico, a elaboração do Levantamento do Índice Rápido de Aedes aegypti (Liraa), o ovitrampa, tratamento focal e larvicidas utilizados, ações emergenciais e vigilância. Todos os temas são seguidos de atividades práticas, dinâmicas e discussões.

De acordo com a diretora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Natália Franco Barbosa de Andrade, o objetivo dessa capacitação é garantir um desempenho eficiente dos agentes em campo. “A maioria não sabe ao certo a função de um ACE. Aprendeu o trabalho com a supervisora de área, mas não aprofundou no assunto. Essa é uma oportunidade de eles terem uma capacitação aprofundada. Ao final do curso, eles estarão qualificados, com conhecimentos mais técnicos para sua prática cotidiana com assuntos que exploram as políticas públicas de saúde, o controle social, a territorialização, bem como as ações de promoção de saúde e prevenção de doenças”, resume Natália Andrade.

Por: Marly Nascimento

Outubro Rosa – Saúde comemora mês de combate ao câncer de mama com alerta às mulheres

Durante todo o mês de outubro a Secretaria Municipal de Saúde vai realizar uma série de atividades para conscientizar as mulheres sobre a importância de prevenção e detecção precoce do câncer de mama.

As equipes das Unidades Básicas de Saúde (UBS) vão promover palestras para as usuárias, grupos de discussões e caminhadas. O tema é a prevenção. A novidade nesse ano ficará por conta dos estagiários que atuam na Policlínica, no Centro Estadual de Atenção Especializada (CEAE) e nas UBS. Eles desenvolverão o projeto “Sala de Espera”. Enquanto os usuários aguardam atendimento, eles farão intervenções para orientar as pessoas sobre o câncer de mama.

A sala de espera de uma UBS é um espaço importante para ações de promoção da saúde, nela há convivência de pessoas de diferentes faixas etárias, classes sociais e culturais. Educar promovendo saúde nesse espaço vai além da prevenção e tratamento de doenças, trata-se da construção de saberes indispensáveis para a adoção de novos hábitos e condutas por parte da população”, explica Rosana Linhares Assis Figueiredo, secretária municipal de Saúde.

No dia 18, as profissionais do CEAE exibirão dois documentários para as usuárias dos serviços e mulheres interessadas em geral: “Barcos pela noite” e “Mulher consciente” – ambos relatam sobre a superação da doença e a esperança de viver. No final, a assistente social Cláudia Assis comentará e discutirá o filme com as usuárias. No dia 20, a mesma equipe promoverá uma blitz educativa para alertar as mulheres sobre a importância do autocuidado. O evento será a partir das 10h, no entroncamento da rua São José com avenida João Pinheiro.

Além disso, no dia 24, haverá uma palestra para as servidoras municipais, no auditório da Prefeitura, com o tema “Encontrando a felicidade na vida diária”, com a psicóloga Janaína Ávila. “Nosso objetivo é levar uma mensagem de amor e de bem-estar. A felicidade está em coisas corriqueiras, independente de posição social, recursos financeiros ou estado civil. Vamos falar de viver bem, adequando o bem-estar à condição de vida. Isso é promover saúde. E vamos começar em casa, com as servidoras, para que possam ser multiplicadoras tanto no ambiente de trabalho, quanto em casa e na comunidade em que estão inseridas”, pondera Rosana Linhares.

Outubro Rosa – O Outubro Rosa é um movimento internacional que visa ao estímulo à luta contra o câncer de mama. Essa ação iniciou-se em 1997, nos Estados Unidos, e foi ganhando o mundo como uma forma de conscientização acerca da importância de um diagnóstico precoce e de alerta para a grande quantidade de mortes relacionadas com essa doença.

Memória recuperada – Ronaldo Magalhães oficializa reabertura do Museu de Itabira

E em andamento, construção de um museu no Centro de Tradições, em Senhora do Carmo e de um centro de apoio ao turista na Serra dos Alves

Com a praça do Centenário lotada em uma fresca noite de sábado (29), o prefeito Ronaldo Magalhães oficializou a reabertura do Museu de Itabira, que durante um ano recebeu uma reforma proporcional à sua importância histórica e cultural.

Após a palestra do romancista e ensaísta Rui Mourão, ex-diretor do gigante Museu da Inconfidência (Ouro Preto/MG), o prefeito e sua equipe deram início à solenidade de reinauguração, que também contou com a presença de Francisca Grunnupp, irmã de Elke Maravilha – titular da exposição em cartaz – e Maria do Carmo Bresser Fonseca, filha de Miguel Bresser – primeiro fotógrafo itabirano e homenageado com uma das salas do museu.

“Há mais de um ano estamos trabalhando para resgatar uma memória que estava deixada de lado e foi uma soma de esforços que possibilitou a entrega deste maravilhoso patrimônio à comunidade, que se sentia frustrada com um importante monumento fechado”, destacou José Don Carlos Alves Santos, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Inovação e Turismo (SMDECTIT). Além disso, o secretário avaliou que a reabertura do Museu de Itabira irá contribuir para a economia do município. “Acima de tudo é um espaço que vai atrair turistas e mostra o nosso potencial para gerar emprego e renda”.

Para Ronaldo Magalhães, é obrigação da administração pública resguardar o patrimônio histórico-cultural da cidade. “Buscamos alternativas para reformá-lo e restaurá-lo. Eu, como prefeito de uma cidade com 300 anos de história, não podia deixar que tudo o que foi construído no passado, se perdesse no tempo”. O prefeito se referiu ainda a situação que o patrimônio foi encontrado no começo de sua gestão. “Quando tomamos posse (2017) o museu estava sem condição de reabrir, fechado há seis anos e com muitos danos, tanto na parte estrutural quanto no acervo. No entanto, a exemplo do meu primeiro mandato, quando restauramos a Casa de Drummond, reconstruímos a Fazenda do Pontal e inauguramos o Museu do Tropeiro, entendo ser a nossa obrigação deixar um legado para os jovens que chegam dar continuidade à história da cidade”.

Assim que assumiu, em janeiro do ano passado, a gestão Ronaldo Magalhães iniciou os trabalhos no Museu de Itabira começando pela organização do acervo, amontoado na parte inferior de prédio. Além da reforma em vários pontos de madeira, como janelas, esquadrias, e piso, da pintura geral e descupinização do local, uma parte estrutural também precisou ser recuperada – três pilares tinham graves avarias. O maior impacto, no entanto, foi no primeiro problema identificado na época: a troca aleatória do forro original saia-e-camisa do salão principal, por um de madeira comum, ação que descaracterizou o imóvel histórico.

mus_02

Quase conterrânea

Com os problemas resolvidos, o museu foi reaberto com a exposição “Uma Maravilha Itabirana: Elke”, onde roupas, acessórios, objetos pessoais e fotos da artista estão expostos na parte superior do sobrado.

O acervo, cedido pela família de Elke Maravilha e com supervisão de sua irmã Francisca Grunnupp, chegou a Itabira por meio da ex-secretária de Turismo, Míriam Brandão (amiga da família e madrinha de Francisca) e inaugura a primeira exposição oficial da artista no Brasil. “A nossa família começou aqui e a nossa ligação com Itabira vai muito além deste plano. Depois de sua morte, resolvemos dar um sentido ao que ela fez e viveu”, justificou. Sobre as peças escolhidas, Francisca contou que os visitantes encontrarão a filosofia de Elke. “Ela nasceu na Rússia, poderia ter feito uma carreira internacional, mas escolheu o Brasil, ela se deu para este país e se interessava muito por história, principalmente a brasileira. Então, nesta exposição, as pessoas poderão apreciar e ver o que era o bom gosto da Elke, sua alegria e filosofia de vida. Tudo que ela quis transmitir, está lá (no museu)”.

A exposição ficará em Itabira até o início de janeiro, aberta ao público de terça a sexta-feira, das 9 às 18 horas; sábado, domingo e feriado, das 10h30 às 16h30. Durante a primeira semana, entre os dias 1’ e 7/10, Francisca Grunnupp guiará os visitantes para detalhar um pouco mais as histórias de cada peça.

mus_03

Não acabou

Dando continuidade às ações para o turismo da região, Don Carlos anunciou a criação de um museu no Centro de Tradições, em Senhora do Carmo. O projeto, segundo ele, já está em andamento e conta com museólogo e restaurador. “Este trabalho já começou, está na parte arquitetônica e o objetivo é que o Centro de Tradições tenha uma atuação igual a do Museu do Tropeiro”, explicou o secretário. Ainda sobre patrimônio, a Prefeitura também está trabalhando na criação de “um receptivo na Serra dos Alves”. De acordo com Don Carlos, a localidade tem um importante viés turístico e, “por isso, queremos solidificar adequadamente esse instrumento para atrair ainda mais visitantes”.

Outro projeto da SMDECTIT é o Museu do Minério, mencionado na última quinta-feira (27), durante o bate-papo do prefeito Ronaldo Magalhães com representantes dos conselhos de Turismo, Cultura e Desenvolvimento Econômico, mas ainda em fase inicial. “Temos 26 projetos aprovados pelo Codecon (Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico do Município de Itabira), sendo 13 relacionados diretamente com o turismo. Para falar mais sobre este museu, que ainda está na fase descritiva, teremos uma reunião com a Vale em breve”, finalizou Don Carlos.

Mutirão – Secretaria da Saúde encaminhará cerca de 40 usuários para cirurgia plástica

A Secretaria Municipal de Saúde encaminhará para cirurgia plástica aproximadamente 40 usuários que aguardam pelo procedimento. Todos os usuários passaram por avaliação e indicação das unidades básicas de saúde para remoção de tumores de pele. Os procedimentos serão a partir das 8h30, no Hospital Nossa Senhora das Dores.

O mutirão de cirurgias plásticas antecede a 23ª Jornada Mineira de Cirurgia Plástica, realizada entre os dias 4 e 6 de outubro, em Belo Horizonte. O evento é promovido pela Associação Médica de Minas Gerais.

De acordo com a Associação Médica, o mutirão será realizado em 12 municípios mineiros e, graças à intervenção dos cirurgiões da cidade e o apoio da Secretaria Municipal de Saúde, Itabira é dos municípios contemplados – pela primeira vez em 23 anos.

Em Itabira, este mutirão será realizado graças ao envolvimento dos cirurgiões plásticos Dênnis Drumond Avelino, André Luiz Miolo e Isabel Camilo de Oliveira, que farão os procedimentos gratuitamente. O Hospital Nossa Senhora das Dores é outro parceiro importante para realização da ação”, explica Rosana Linhares Assis Figueiredo, Secretária Municipal de Saúde.

Ainda segundo a secretária, o tratamento mais indicado para o câncer de pele é a cirurgia para retirada do tumor. “Algumas pessoas, porém, podem não ter indicação para cirurgia, como idosos com alguma comorbidade ou pessoas acamadas, que têm dificuldade de locomoção. Há outras situações em que a cirurgia somente pode não ser suficiente para a retirada total do tumor, ou que o comportamento deste possa pedir outras medidas. Nesses casos, o médico pode indicar outros tratamentos para erradicação do câncer de pele, que variam conforme o tipo”, explica Rosana Linhares.

Scroll To Top