Você está aqui: Capa | Saúde

Arquivo da categoria: Saúde

Assinatura dos Feeds

Notícias relacionadas à Secretaria de Saúde

Resultado Preliminar – Processo Seletivo – Edital nº 006/2017 – Cirurgião Dentista Generalista

A Prefeitura Municipal de Itabira divulgou o Resultado Preliminar (Análise de Títulos) do Processo Seletivo Edital nº 006/2017 – Cirurgião Dentista Generalista. Veja no link abaixo:

 

Resultado Preliminar

Processo Seletivo – Edital nº 006/2017 – Cirurgião Dentista Generalista

A Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, divulga o Edital do Processo Seletivo n. 006/2017 para contratação de Cirurgião Dentista Generalista . As inscrições poderão ser realizadas de 9 a 11 de agosto de 2017, nos horários de 9 às 12 horas e de 13 às 17 horas, no Auditório do Centro Estadual de Atenção Especializada (antigo Viva Vida), localizado na Av. João Pinheiro, nº 791 – Centro, em Itabira/MG.

 

Confira no link abaixo:

EDITAL 006-2017

Prefeitura inicia vacinação antirrábica na zona rural

Até o dia 31/8, cães e gatos da zona rural de Itabira serão vacinados contra a raiva e, no próximo dia 19 – dia D – a campanha será para os animais da zona urbana.

Nas localidades rurais, a imunização será feita de casa em casa, por um agente comunitário de saúde e, no perímetro urbano, serão montados postos de vacinação, das 8 às 17 horas, nas escolas estaduais Madre Maria de Jesus (Bela Vista), Maricas Magalhães (Juca Rosa), Trajano Procópio de Alvarenga Silva Monteiro – Premem (Água Fresca) e, municipais Virgílio José Gazire (Jardim das Oliveiras), José Gomes Vieira (Santa Ruth); nas praças Fábio Pires Guerra (Vila Paciência), Doutor Nelson Lima Guimarães (Pará), Acrísio Alvarenga (Centro); nas associações dos bairros Amazonas e Fênix; nas unidades de saúde dos bairros Água Fresca, Amazonas, Eldorado, Gabiroba de Baixo e de Cima, João XXIII, Major Lage, Pedreira e Praia; na Venda do Ouro (Pedreira) e na Secretaria Municipal de Saúde (Campestre). Já no Centro Estadual de Educação Continuada – Cesec – (Vila São Joaquim), a vacinação será das 8 às 12 horas e na Igreja Nossa Senhora de Fátima (Vila Amélia), das 12 às 17 horas.

Segundo informações da Prefeitura de Itabira, a meta é imunizar mais de 17 mil animais, sendo 10,8 mil cães e 712 gatos na zona urbana e, 5.320 cães e 671 gatos na zona rural. “A vacina é gratuita, não tem contraindicação e deve ser administrada a partir dos três meses de vida dos animais”, explicou César Augusto Nunes, diretor de Controle de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde. Ele informou ainda, que a imunização deve ser feita anualmente, independente das doses anteriores.

Raiva

É uma doença viral e infecciosa, transmitida por mamíferos. “O vírus fica na saliva do animal infectado e penetra no organismo através de mordidas, arranhões e lambidas em mucosas. Depois, ele multiplica-se e atinge o sistema nervoso periférico e central. A única forma de prevenção é a vacina”, afirmou César Nunes. Ainda segundo ele, “nos humanos, a doença ataca o sistema nervoso central e é fatal. Ao ser agredido por um animal, o ferimento deve ser lavado com água e sabão e a vítima encaminhada para a UBS mais próxima”. Sobre o período de incubação do vírus, o diretor explicou que varia, em média, 45 dias no homem e, de dez a dois meses, nos animais.

Animais raivosos apresentam sintomas como agressividade (ataque a pessoas e objetos) ou tristeza (isolamento em locais escuros), salivação excessiva, dificuldade para engolir, latido rouco e paralisia das patas traseiras.

Programa de Saúde da Família – Prefeitura inaugura nova Unidade Básica de Saúde do bairro Nova Vista

Conforto e melhores instalações para mais de dois mil usuários da Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Nova Vista a partir desta quarta-feira (26), quando o prefeito Ronaldo Magalhães irá, às 15 horas, inaugurar a nova sede, localizada na rua Esperança, nº 70. Devido à mudança, o atendimento à comunidade retornará na quarta-feira.

Além de diversos pedidos já registrados em atas da Associação de Amigos do Bairro Nova Vista, segundo Lauana Matosinho Silva, secretária-adjunta de Saúde, “a sede própria também é fruto de reclamações dos profissionais junto à administração municipal”. Também de acordo com ela, a nova sede atende aos requisitos sanitários e de conforto para a Estratégia de Saúde da Família (ESF), bem como para a população. O Município já dispõe ainda, de mobiliário adequado para aparelhamento da unidade. “As novas instalações solucionam as deficiências de acesso da antiga UBS, assim como normas sanitárias e recomendações do Corpo de Bombeiros. Essa unidade representa um avanço na estruturação da rede física de saúde municipal e certamente proporciona mais conforto para os usuários e melhoria das condições de trabalho para os servidores”, avaliou a secretária-adjunta.

As obras foram iniciadas em março deste ano e finalizadas no último dia 14/7. De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o investimento total do Município foi de R$ 319.773,77.

Em tempo

Segundo a SMS, a unidade de saúde da família do bairro Nova Vista foi implantada em abril de 2009 em imóvel locado, cobrindo área de grande vulnerabilidade social, com demanda para assistência de saúde pública a 2.270 habitantes.

Prefeitura intensificará vacinação contra hepatites virais para público-alvo

Até sexta-feira (21), a Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), irá cadastrar o público-alvo para a campanha de intensificação contra as hepatites virais, que acontecerá na próxima segunda-feira (24/7), das 9 às 16 horas, no Centro Estadual de Atenção Especializada (Ceae) – antigo Viva Vida – localizado na avenida João Pinheiro, nº 791.

De acordo com Thereza Cristina Oliveira Andrade, superintendente de Vigilância em Saúde, fazem parte do grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde, tatuadores, manicures, pedicures e podólogos. “Esses profissionais devem se cadastrar na secretaria, pelo telefone 3839-2600, das 9 às 17 horas e, no dia 24, poderão se vacinar no Ceae. É importante levar o cartão de vacinação, caso tenha”, explicou Thereza. A superintendente esclareceu ainda que, além da via sexual, a transmissão das hepatites ocorre pela transfusão sanguínea, agulhas contaminadas, gestação e alicates de remoção de cutículas contaminados, “por isso que esses profissionais são prioritários na campanha de vacinação”.

Campanha

A imunização do dia 24 faz parte das atividades que antecedem o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais (28/7). Segundo informações da SMS, as hepatites virais são doenças que provocam inflamação do fígado e, dependendo da intensidade e tempo de duração, pode levar a cirrose e câncer de fígado.Na maioria das vezes, os sintomas não aparecem e as hepatites passam despercebidas. Em alguns casos, ocorrem cansaço, falta de apetite, enjoo, vômito, urina escura, pele e olhos amarelados (icterícia), além de fezes esbranquiçadas”, explicou a superintendente Thereza Andrade. A vacina contra a Hepatite B, segundo ela, é oferecida gratuitamente nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e, para assegurar a imunização, devem ser ministradas três doses.

Itabira registra o primeiro caso de febre chikungunya

A Prefeitura de Itabira informou hoje (12) o primeiro registro de chikungunya no município. O paciente é morador da cidade e foi atendido no Pronto Socorro Municipal.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que não informou o bairro, o sexo e a idade do paciente, ele foi notificado com suspeita da doença há cerca de dez dias. “Esse paciente deu entrada no pronto socorro com sintomas compatíveis à doença, onde foi solicitado o exame de sangue que, no primeiro momento, deu negativo. Como ele estava com sinais bem evidentes, solicitamos o seu retorno para fazer outra coleta. Normalmente, o exame é feito cinco dias após o aparecimento dos sintomas, mas, nesse caso, foi realizado antes. No entanto, o resultado do segundo exame chegou ontem e deu positivo”, afirmou Thereza Cristina Oliveira Andrade, superintendente de Vigilância em Saúde da SMS.

Este caso, segundo Thereza Andrade, é autóctone – quando a doença é contraída dentro do município – já que a pessoa não viajou nas últimas semanas. “O paciente é daqui de Itabira e não se descolocou para outra localidade nesses últimos 15 dias”. Sobre o tratamento, a superintendente esclareceu que pode ser feito em casa. “O tratamento é com antitérmico, por causa da febre e com anti-inflamatório para as dores articulares. O paciente já está em casa, encontra-se bem e não corre risco. Entretanto, o problema dessa doença é a questão da extensão, ou seja, do tempo que a recuperação pode levar, já que essas dores articulares e musculares permanentes levam a um quadro de desânimo, que pode afetar o apetite, podendo comprometer também, as atividades laborais da pessoa”. Ela explicou ainda, que a chikungunya pode causar mais complicações nos indivíduos de faixas etárias extremas, “que são crianças e idosos”.

Ação

Depois da confirmação do caso, a Prefeitura de Itabira já está aplicando todas as medidas de limpeza na região em que o paciente reside – local não divulgado pela SMS – para evitar que o mosquito contamine outras pessoas. “A primeira ação, a partir de hoje, é fazer um bloqueio na área onde a pessoa mora, que é definida em um raio de 400 metros no entorno dessa residência. Então, iniciamos os procedimentos de localizar e eliminar os focos do Aedes aegypti, além da pulverização”, explicou Thereza Andrade, que ressaltou também o tempo do serviço. “O tempo para finalizar essa limpeza depende das circunstâncias desse local, se for um local com muitas residências o trabalho levará mais tempo”.

Sintomas

De acordo com o Ministério da Saúde (MS), a chikungunya é transmitida pelo Aedes aegypti e é uma doença viral, que na fase aguda, apresenta sintomas como dor de cabeça moderada; manchas vermelhas que, em 50% dos casos, surgem no 1º ou 4º dia após a contaminação; febre alta (38,5º) nos três primeiros dias; conjuntivite em 30% dos casos, coceira leve; inchaços e dores frequentes nas articulações, além de dores musculares intensas. O acometimento neurológico – encefalites, síndrome de Guillain-Barré, Mielite, entre outros – é raro.

O MS definiu ainda, que devem ser consideradas como casos suspeitos todas as pessoas que apresentarem febre de início súbito maior de 38,5º e artralgia – dor articular – ou artrite intensa com início agudo. Apesar de as dores nas articulações também ocorrerem nos casos de dengue, a intensidade delas é maior em se tratando da chikungunya e afeta principalmente pés e mãos – geralmente tornozelos e pulsos.

Em tempo

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informou que em 2017, até o início deste mês (4/7), foram notificados 16.995 casos prováveis de chikungunya e registrados 22 óbitos com suspeita da doença no estado: 19 óbitos ainda estão em investigação, dois foram descartados e um confirmado no município de Governador Valadares, no dia 28/03.

A região leste do estado, segundo a SES, é a que apresenta maior número de casos de chikungunya. Somente na Regional de Saúde de Governador Valadares foram notificados 12.409 casos, o que representa 74% dos casos do estado e no município de Valadares foram 11.014 casos. Já na regional de Coronel Fabriciano foram 516 casos, o que representa 3% dos casos.

Campanha de vacinação contra a gripe continua para grupo prioritário

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza (H1N1) termina nesta sexta-feira (9) e continua imunizando apenas o público prioritário – crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes e mulheres no período até 45 dias após o parto – neste caso, mediante apresentação de certidão de nascimento do filho, cartão da gestante ou documento do hospital que comprove o parto; trabalhador da Saúde – públicos e privados; povos indígenas; indivíduos com 60 anos ou mais; adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos de idade que estejam sob medidas socioeducativas; detentos e funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade – em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) com sala de vacinação.

Apesar de o Ministério da Saúde ter recomendado, na semana passada, que toda a população fosse vacinada independente do público-alvo, a Prefeitura de Itabira foi informada pela Gerência Regional de Saúde (GRS) que 14 estados brasileiros, incluindo Minas Gerais, devem continuar imunizando apenas o grupo prioritário até amanhã (9). Segundo Thereza Cristina Oliveira Andrade, superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o município não conta com doses suficientes para imunizar o restante da população. “Já atingimos 90% de cobertura no público-alvo e as doses ainda disponíveis são para gestantes e referentes à segunda dose”, concluiu a superintendente.

Para vacinar

A população pode se vacinar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Água Fresca/Juca Batista, Amazonas/Areão, Barreiro, Campestre, Chapada, Clóvis Alvim, Eldorado, Fênix, Gabiroba de Baixo e de Cima, João XXIII/Machado, Juca Rosa, Pará, Pedreira, Santa Ruth/Santa Marta, Praia, Nossa Senhora das Oliveiras, Policlínica, além dos distritos Ipoema e Senhora do Carmo, das 9 às 16 horas.

Mais economia aos cofres públicos – Farmácia Municipal muda de endereço sem causar prejuízos aos usuários

Com o objetivo de gerar mais economia aos cofres públicos, a Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), vai transferir a Farmácia Municipal para novo endereço. Com a medida, os usuários não serão prejudicados.

De acordo com a SMS, o aluguel do imóvel onde atualmente funciona a farmácia (avenida João Pinheiro, 750 – Centro) é de R$ 17 mil por mês. Já o novo endereço (rua Geraldo Santana dos Santos, 44 – Vila Santa Izabel/ antigo endereço do TFD) custará aos cofres municipais R$ 2.100/ mês. Ou seja, uma economia de 87,64%.

É mais um movimento para a gestão responsável do Governo. Com o aluguel da atual sede, gastamos R$ 204 mil por ano. Com a transferência para o novo imóvel, vamos gastar R$ 25.200,00/ ano. É, sem dúvida, uma economia enorme. No entanto, além da questão econômica, temos a responsabilidade com nossos usuários, que são, em sua maioria idosos. Com esta mudança, vamos diminuir os riscos e proporcionaremos mais conforto e segurança para eles. Afinal, sairemos da avenida João Pinheiro que possui um tráfego de veículos intenso, mas continuaremos atendendo na área central, em uma rua mais tranquila e segura”, declarou a secretária-adjunta de Saúde, Lauana Matosinho Silva.

A SMS ressalta que o novo imóvel possui as mesmas características do atual: acessibilidade, número de guichês, conforto e segurança aos usuários e servidores. Outra boa notícia aos usuários da Farmácia Municipal é que as licitações para a compra de medicamentos já estão em fase avançada. A previsão é de que todos os medicamentos distribuídos gratuitamente pela Prefeitura estejam em estoque até o próximo mês.

Os usuários devem estar atentos ao cronograma de mudança da Farmácia Municipal. Na próxima sexta-feira (9), o local estará fechado. No sábado (10), haverá trabalho interno para organização da unidade. Já na segunda-feira (12), o atendimento ao público, em novo endereço, será normal.

Durante o período em que a Farmácia Municipal estiver fechada, a população poderá utilizar os serviços das demais farmácias do Município. São elas: Farmácia de Minas (Fênix) e farmácias das Unidades Básicas de Saúde (UBS) da Pedreira, Clóvis Alvim, Gabiroba de Baixo, Chapada, Senhora do Carmo e Ipoema. Os usuários que optarem por utilizar os serviços da Farmácia Municipal podem antecipar a busca pelos medicamentos.

Prefeitura realiza conferências de saúde

Entre os dias 29/05 e 1º/06, a Prefeitura de Itabira realiza no teatro da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) – avenida Carlos Drummond de Andrade – três conferências municipais para tratar do tema saúde em diversas vertentes. O principal objetivo é avaliar a situação da pasta e os interesses da comunidade para que, no final, novas diretrizes sejam definidas.

Os trabalhos começam com a I Conferência Municipal de Saúde da Mulher, que trata do tema “saúde da mulher contemporânea”, na segunda-feira (29), das 12h30 às 18h30. Duas palestras – “Saúde física e mental da mulher” e “Doenças que mais acometem as mulheres” – serão ministradas pelas médicas Elza Machado de Melo e Myrian Celani.

De acordo com Marly Procópio, superintendente de Regulação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), todas as conferências irão discutir as diretrizes específicas para cada área. “Mas, além do debate das diretrizes da saúde da mulher, também serão eleitos os delegados para representar Itabira na conferência estadual (prevista para agosto) sendo oito representantes dos usuários, quatro dos trabalhadores da área de saúde e quatro dos gestores e prestadores de serviços”.

O mesmo acontece na I Conferência Municipal de Vigilância em Saúde, que aborda o tema “marco norteador da vigilância em saúde”, na terça-feira (30), das 12h30 às 18h30, onde 16 delegados também serão escolhidos para a conferência estadual.

Além das palestras “Vigilância em saúde: paradigma para a organização da rede de atenção do SUS” e “Vigilância sanitária: atuação e cobertura”, que serão ministradas respectivamente por Maria Auxiliadora Christofaro – enfermeira e professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Rilke Públio – superintendente de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, o debate desta conferência, segundo Marly Procópio, “tem como objetivo informar qual o papel na promoção da saúde e na prevenção de doenças, assim como definir a atuação do sistema dentro do município. Outra finalidade é abordar a contribuição da população neste debate”, afirmou a superintendente.

Já a X Conferência Municipal de Saúde, com o tema “aplicar o conhecimento para melhor gerir”, acontece na quarta-feira (31), das 12h30 às 18 horas e na quinta-feira (1º), das 8 às 12h30, com a intenção de discutir políticas públicas e propostas para o município nos próximos quatro anos.

As palestras “Financiamento: limite versus gestão responsável”, “Participação social no SUS”, “Redes de atenção: linhas de cuidados e atenção integral” e “Experiência de sucesso em São José do Monte – MG”, que serão ministradas respectivamente por Paola Soares Mota – coordenadora técnica do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems), Rogers Carvalho – psicólogo e filósofo, Eugênio Vilaça – dentista e Wilmar de Oliveira Filho – médico, irão nortear os trabalhos.

Vamos dividir essa conferência em três temas: rede de atenção, financiamento, ou seja, como será usado o dinheiro que é destinado para a saúde e gestão participativa”, explicou Marly Procópio. Ainda segundo ela, o relatório final – produzido pelos grupos de discussão formados durante a conferência – será encaminhado para a Secretaria de Estado de Saúde, Tribunal de Contas de Minas Gerais, Câmara de Vereadores de Itabira e Conselho Municipal de Saúde, em até 30 dias.

Todas as conferências são abertas ao público, que pode participar com sugestões orais. No entanto, segundo Marly Procópio, apenas os delegados titulares – eleitos em assembleia nas pré-conferências – têm direito a votarem diretrizes, bem como eleger os delegados para as conferências estaduais.

Campanha Nacional de Vacinação termina nesta sexta-feira

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza – H1N1 – que está em vigor desde o dia 18 de abril, encerra os trabalhos na próxima sexta-feira (26) e a cobertura vacinal alcançada encontra-se em pouco mais de 60%.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) a meta da campanha é imunizar 90% do público-alvo, cerca de 55 a 60 mil pessoas, mas até sexta-feira passada (19) – dia de atualização dos dados – o índice de cobertura era é de apenas 59,57%.

A superintendente de Vigilância em Saúde, Thereza Cristina Oliveira Andrade, ressaltou o baixo índice de vacinação em Itabira e reforçou o chamado à população. “A vacinação está acontecendo em todas as unidades de saúde que possuem sala de vacinas e na Policlínica e ainda estamos muito abaixo da meta. É importante se lembrar da vacina, para se proteger da gripe e das complicações que ela pode causar”.

Prioridade

De acordo com o Ministério da Saúde, os grupos prioritários são: crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes e mulheres no período até 45 dias após o parto – neste caso, mediante apresentação de certidão de nascimento do filho, cartão da gestante ou documento do hospital que comprove o parto; trabalhador da Saúde – públicos e privados; povos indígenas; indivíduos com 60 anos ou mais; adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos de idade que estejam sob medidas socioeducativas; detentos e funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade.

A população pode se vacinar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Água Fresca/Juca Batista, Amazonas/Areão, Barreiro, Campestre, Chapada, Clóvis Alvim, Eldorado, Fênix, Gabiroba de Baixo e de Cima, João XXIII/Machado, Juca Rosa, Pará, Pedreira, Santa Ruth/Santa Marta, Praia, Nossa Senhora das Oliveiras, Policlínica, além dos distritos Ipoema e Senhora do Carmo, das 9 às 16 horas.

Scroll To Top