Você está aqui: Capa | Saúde

Arquivo da categoria: Saúde

Assinatura dos Feeds

Notícias relacionadas à Secretaria de Saúde

Campanha de vacinação contra a gripe continua para grupo prioritário

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza (H1N1) termina nesta sexta-feira (9) e continua imunizando apenas o público prioritário – crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes e mulheres no período até 45 dias após o parto – neste caso, mediante apresentação de certidão de nascimento do filho, cartão da gestante ou documento do hospital que comprove o parto; trabalhador da Saúde – públicos e privados; povos indígenas; indivíduos com 60 anos ou mais; adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos de idade que estejam sob medidas socioeducativas; detentos e funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade – em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) com sala de vacinação.

Apesar de o Ministério da Saúde ter recomendado, na semana passada, que toda a população fosse vacinada independente do público-alvo, a Prefeitura de Itabira foi informada pela Gerência Regional de Saúde (GRS) que 14 estados brasileiros, incluindo Minas Gerais, devem continuar imunizando apenas o grupo prioritário até amanhã (9). Segundo Thereza Cristina Oliveira Andrade, superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o município não conta com doses suficientes para imunizar o restante da população. “Já atingimos 90% de cobertura no público-alvo e as doses ainda disponíveis são para gestantes e referentes à segunda dose”, concluiu a superintendente.

Para vacinar

A população pode se vacinar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Água Fresca/Juca Batista, Amazonas/Areão, Barreiro, Campestre, Chapada, Clóvis Alvim, Eldorado, Fênix, Gabiroba de Baixo e de Cima, João XXIII/Machado, Juca Rosa, Pará, Pedreira, Santa Ruth/Santa Marta, Praia, Nossa Senhora das Oliveiras, Policlínica, além dos distritos Ipoema e Senhora do Carmo, das 9 às 16 horas.

Mais economia aos cofres públicos – Farmácia Municipal muda de endereço sem causar prejuízos aos usuários

Com o objetivo de gerar mais economia aos cofres públicos, a Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), vai transferir a Farmácia Municipal para novo endereço. Com a medida, os usuários não serão prejudicados.

De acordo com a SMS, o aluguel do imóvel onde atualmente funciona a farmácia (avenida João Pinheiro, 750 – Centro) é de R$ 17 mil por mês. Já o novo endereço (rua Geraldo Santana dos Santos, 44 – Vila Santa Izabel/ antigo endereço do TFD) custará aos cofres municipais R$ 2.100/ mês. Ou seja, uma economia de 87,64%.

É mais um movimento para a gestão responsável do Governo. Com o aluguel da atual sede, gastamos R$ 204 mil por ano. Com a transferência para o novo imóvel, vamos gastar R$ 25.200,00/ ano. É, sem dúvida, uma economia enorme. No entanto, além da questão econômica, temos a responsabilidade com nossos usuários, que são, em sua maioria idosos. Com esta mudança, vamos diminuir os riscos e proporcionaremos mais conforto e segurança para eles. Afinal, sairemos da avenida João Pinheiro que possui um tráfego de veículos intenso, mas continuaremos atendendo na área central, em uma rua mais tranquila e segura”, declarou a secretária-adjunta de Saúde, Lauana Matosinho Silva.

A SMS ressalta que o novo imóvel possui as mesmas características do atual: acessibilidade, número de guichês, conforto e segurança aos usuários e servidores. Outra boa notícia aos usuários da Farmácia Municipal é que as licitações para a compra de medicamentos já estão em fase avançada. A previsão é de que todos os medicamentos distribuídos gratuitamente pela Prefeitura estejam em estoque até o próximo mês.

Os usuários devem estar atentos ao cronograma de mudança da Farmácia Municipal. Na próxima sexta-feira (9), o local estará fechado. No sábado (10), haverá trabalho interno para organização da unidade. Já na segunda-feira (12), o atendimento ao público, em novo endereço, será normal.

Durante o período em que a Farmácia Municipal estiver fechada, a população poderá utilizar os serviços das demais farmácias do Município. São elas: Farmácia de Minas (Fênix) e farmácias das Unidades Básicas de Saúde (UBS) da Pedreira, Clóvis Alvim, Gabiroba de Baixo, Chapada, Senhora do Carmo e Ipoema. Os usuários que optarem por utilizar os serviços da Farmácia Municipal podem antecipar a busca pelos medicamentos.

Prefeitura realiza conferências de saúde

Entre os dias 29/05 e 1º/06, a Prefeitura de Itabira realiza no teatro da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA) – avenida Carlos Drummond de Andrade – três conferências municipais para tratar do tema saúde em diversas vertentes. O principal objetivo é avaliar a situação da pasta e os interesses da comunidade para que, no final, novas diretrizes sejam definidas.

Os trabalhos começam com a I Conferência Municipal de Saúde da Mulher, que trata do tema “saúde da mulher contemporânea”, na segunda-feira (29), das 12h30 às 18h30. Duas palestras – “Saúde física e mental da mulher” e “Doenças que mais acometem as mulheres” – serão ministradas pelas médicas Elza Machado de Melo e Myrian Celani.

De acordo com Marly Procópio, superintendente de Regulação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), todas as conferências irão discutir as diretrizes específicas para cada área. “Mas, além do debate das diretrizes da saúde da mulher, também serão eleitos os delegados para representar Itabira na conferência estadual (prevista para agosto) sendo oito representantes dos usuários, quatro dos trabalhadores da área de saúde e quatro dos gestores e prestadores de serviços”.

O mesmo acontece na I Conferência Municipal de Vigilância em Saúde, que aborda o tema “marco norteador da vigilância em saúde”, na terça-feira (30), das 12h30 às 18h30, onde 16 delegados também serão escolhidos para a conferência estadual.

Além das palestras “Vigilância em saúde: paradigma para a organização da rede de atenção do SUS” e “Vigilância sanitária: atuação e cobertura”, que serão ministradas respectivamente por Maria Auxiliadora Christofaro – enfermeira e professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Rilke Públio – superintendente de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, o debate desta conferência, segundo Marly Procópio, “tem como objetivo informar qual o papel na promoção da saúde e na prevenção de doenças, assim como definir a atuação do sistema dentro do município. Outra finalidade é abordar a contribuição da população neste debate”, afirmou a superintendente.

Já a X Conferência Municipal de Saúde, com o tema “aplicar o conhecimento para melhor gerir”, acontece na quarta-feira (31), das 12h30 às 18 horas e na quinta-feira (1º), das 8 às 12h30, com a intenção de discutir políticas públicas e propostas para o município nos próximos quatro anos.

As palestras “Financiamento: limite versus gestão responsável”, “Participação social no SUS”, “Redes de atenção: linhas de cuidados e atenção integral” e “Experiência de sucesso em São José do Monte – MG”, que serão ministradas respectivamente por Paola Soares Mota – coordenadora técnica do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems), Rogers Carvalho – psicólogo e filósofo, Eugênio Vilaça – dentista e Wilmar de Oliveira Filho – médico, irão nortear os trabalhos.

Vamos dividir essa conferência em três temas: rede de atenção, financiamento, ou seja, como será usado o dinheiro que é destinado para a saúde e gestão participativa”, explicou Marly Procópio. Ainda segundo ela, o relatório final – produzido pelos grupos de discussão formados durante a conferência – será encaminhado para a Secretaria de Estado de Saúde, Tribunal de Contas de Minas Gerais, Câmara de Vereadores de Itabira e Conselho Municipal de Saúde, em até 30 dias.

Todas as conferências são abertas ao público, que pode participar com sugestões orais. No entanto, segundo Marly Procópio, apenas os delegados titulares – eleitos em assembleia nas pré-conferências – têm direito a votarem diretrizes, bem como eleger os delegados para as conferências estaduais.

Campanha Nacional de Vacinação termina nesta sexta-feira

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza – H1N1 – que está em vigor desde o dia 18 de abril, encerra os trabalhos na próxima sexta-feira (26) e a cobertura vacinal alcançada encontra-se em pouco mais de 60%.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) a meta da campanha é imunizar 90% do público-alvo, cerca de 55 a 60 mil pessoas, mas até sexta-feira passada (19) – dia de atualização dos dados – o índice de cobertura era é de apenas 59,57%.

A superintendente de Vigilância em Saúde, Thereza Cristina Oliveira Andrade, ressaltou o baixo índice de vacinação em Itabira e reforçou o chamado à população. “A vacinação está acontecendo em todas as unidades de saúde que possuem sala de vacinas e na Policlínica e ainda estamos muito abaixo da meta. É importante se lembrar da vacina, para se proteger da gripe e das complicações que ela pode causar”.

Prioridade

De acordo com o Ministério da Saúde, os grupos prioritários são: crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes e mulheres no período até 45 dias após o parto – neste caso, mediante apresentação de certidão de nascimento do filho, cartão da gestante ou documento do hospital que comprove o parto; trabalhador da Saúde – públicos e privados; povos indígenas; indivíduos com 60 anos ou mais; adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos de idade que estejam sob medidas socioeducativas; detentos e funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade.

A população pode se vacinar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Água Fresca/Juca Batista, Amazonas/Areão, Barreiro, Campestre, Chapada, Clóvis Alvim, Eldorado, Fênix, Gabiroba de Baixo e de Cima, João XXIII/Machado, Juca Rosa, Pará, Pedreira, Santa Ruth/Santa Marta, Praia, Nossa Senhora das Oliveiras, Policlínica, além dos distritos Ipoema e Senhora do Carmo, das 9 às 16 horas.

Unidades Básicas de Saúde mudam de endereço

Nos dias 18 e 19/05, a Prefeitura de Itabira realoca as Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Juca Rosa e Centro. Por causa dos trâmites das mudanças, as unidades voltam a funcionar na próxima segunda-feira (22/05).

A UBS do Juca Rosa, anteriormente instalada na rua Marajó, no bairro Vila Santa Rosa, funcionará na UBS do bairro Praia – avenida Li Guerra, ao lado da Justiça do Trabalho. Já a UBS do bairro Centro, antes situada na rua Mestre Emílio, vai mudar para a antiga UBS do Juca Rosa. De acordo com Lauana Matosinho Silva, secretária-adjunta de Saúde, a necessidade de mudar a UBS do Centro é de ordem estrutural, segundo requerimento do Ministério Público enviado à Prefeitura ainda em 2011. “Lá é um imóvel alugado e por isso é adaptado para funcionar, sendo que não conseguimos atender a todas as exigências necessárias, tanto as do Corpo de Bombeiros como as da vigilância sanitária, por exemplo”.

O processo de mudança das unidades foi discutido com o Conselho Municipal de Saúde de Itabira e também com as respectivas comunidades. “Primeiro conversamos com o conselho, depois com a comunidade do Juca Rosa, há duas semanas, e com a do Centro, na semana passada e, por último, com as equipes. Só depois desses encontros é que começamos as mudanças. Felizmente, o pessoal do Juca Rosa concordou, mas o do Centro não teve a mesma aceitação”, afirmou Lauana Matosinho.

No entanto, segundo a secretária-adjunta, o local que a UBS do Centro será instalada – antiga UBS do Juca Rosa – é uma construção que atende aos parâmetros exigidos pela Saúde. “Estamos saindo de um imóvel alugado, que não atende a todas as necessidades, para esta UBS que é adequada, híbrida e estruturada”, disse. Assim como a UBS do Juca Rosa, que também funcionará em um local construído para este fim. “Vamos instalar a UBS do Juca Rosa no mesmo prédio da UBS do Praia, que também é uma unidade híbrida e com capacidade para duas equipes, hoje tem apenas uma. Inclusive, posso afirmar que a estrutura da UBS do Praia e do Juca Rosa é a melhor que temos hoje”, ressaltou Lauana Matosinho.

Mito

Segundo Lauana Matosinho, é um erro nomear as Unidades Básicas de Saúde com o nome dos bairros, já que elas devem atender a determinados territórios. “As unidades não atendem apenas o bairro onde estão localizadas. A do Centro, por exemplo, abrange os bairros Centro, Penha, Santo Antônio e São Pedro, assim como a do Juca Rosa, que deve receber as comunidades dos bairros Juca Rosa e Vila São Geraldo”. Ainda de acordo com ela, a instalação de uma UBS segue a determinados requisitos. “Existe a regra de territorialidade, de quanto uma família pode se deslocar e de quanta distância pode ter. Então, nós consultamos o mapa da cidade para definir o local da unidade, que é dentro da abrangência desse território”, finalizou a secretária-adjunta.

18 de maio – Prefeitura promove diversas atividades para celebrar Dia da Luta Antimanicomial

A Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promove diversas atividades para celebrar o Dia da Luta Antimanicomial. A programação teve início na quarta-feira (3) e será encerrada na quinta-feira (18) – data que marca, em todo o país, a batalha por tratamentos mais adequados e humanizados aos pacientes da saúde mental.

Confira a programação:

03/05 – Quarta-feira

Dia da Beleza em parceria com o Instituto Embelleze

Local: Centro de Convivência do bairro João XXIII

Horário: 14 horas

04/05 – Quinta-feira

Dia da Beleza em parceria com Instituto Embelleze

Local: Centro de Atenção Psicossocial (Caps) – Bairro Campestre

Horário: 13h30

08/05 – Segunda-feira

Sessão de filme: Nise – O Coração da Loucura

Local: Câmara Municipal de Itabira

Horário: 14 horas

09/05 – Terça-feira

Dia da Beleza em parceria com o Instituto Embelleze

Local: Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (Capsi) – Vila Paciência

Horário: 13h30

Exposição dos trabalhos manuais confeccionados pelos usuários da Saúde Mental de Itabira

Local: Seminário – Cultura, Meio Ambiente e Sociedade – Funcesi

Horário: 19 horas

16/05 – Terça-feira

Dia da Beleza em parceria com Instituto Embelleze

Local: Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Capsad) – Bairro Penha

Horário: 13h30

17/05 – Quarta-feira

Palestra: Atribuições da Equipe de Enfermagem na Permanência nos Caps

Palestrante: Walkíria dos Santos – Enfermeira do Conselho Regional de Enfermagem (Coren) de Minas Gerais

Local: a definir

Horário: 13 horas às 15h30

18/05 – Quinta-feira (Dia D da programação)

Ação: Um Trato Pelos Bons Tratos

Local: Praça Acrísio

Horário: a partir das 13 horas

Saiba mais

O Dia Nacional da Luta Antimanicomial foi instituído em 1987, após profissionais da saúde mental, cansados do tratamento desumano e cruel dados aos usuários do sistema de saúde mental, organizarem o primeiro manifesto público a favor da extinção dos manicômios no Brasil.

A ação aconteceu durante o II Congresso Nacional de Trabalhadores da Saúde Mental, realizado na cidade de Bauru, em São Paulo. Na manifestação, surgiu o Movimento Antimanicomial.

Sensibilização – Semana de Vacinação pelos Bons Tratos terá intensa programação

Começa na segunda-feira (15) a Semana de Vacinação pelos Bons Tratos. Promovida pela Prefeitura de Itabira, por meio das secretarias municipais de Educação (SME), Saúde (SMS) e Ação Social (SMAS), a iniciativa contará com uma programação ampla e intensa para toda a comunidade.

A Vacinação pelos Bons Tratos é uma campanha de sensibilização pública sobre situações de maus tratos contra crianças e adolescentes. Além disso, é também uma campanha de protagonismo infantojuvenil: as próprias crianças e adolescentes promovem melhores relacionamentos na sociedade, respeitando a integridade e dignidade.

Os participantes, por meio de atividades criativas, chamam a atenção dos adultos e os convidam para tomar uma “dose da vacina” contra os maus-tratos. A “vacinação” consiste em receber uma bala, por exemplo, como símbolo da doçura necessária nas relações e gestos cotidianos. Os adultos ganham também um “cartão de vacinação” que deve ser preenchido pelo vacinado. A partir disso, são solicitados a difundir a experiência em seu meio social.

Durante as atividades da semana de Vacinação pelos Bons Tratos, também será abordado o Dia da Luta Antimanicomial (18 de maio). A data foi instaurada em 1987 e busca questionar as relações de estigma e exclusão que se estabeleceram para as pessoas que vivem e convivem com os “transtornos mentais”, além de propor mudanças no cenário da Atenção à Saúde Mental.

Confira a programação:

15/05 (segunda-feira)

09h – Abertura

Local: Auditório da Prefeitura

09h – Início da vacinação nas escolas

Local: Escolas municipais do 6º ao 9º ano

16/05 (terça-feira)

Vacinação e mobilização

Locais: Escolas, Câmara Municipal, SME, SMS, Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade

17/05 (quarta-feira)

Vacinação

Locais: Escolas municipais do 6º ao 9º ano

18/05 (quinta-feira) – Dia D

a partir das 13h – Concentração da equipe, mobilização da comunidade por meio dos alunos da Unifei e da Comissão Organizadora, criação de uma fanpage abordando a temática de trabalho.

Local: Praça Acrísio

19/05 (sexta-feira)

Vacinação

Locais: Escolas municipais do 6º ao 9º ano

Prefeitura realiza mutirão contra a dengue nos bairros São Francisco e São Pedro

Neste sábado (6), das 7h30 às 12h30, a Prefeitura de Itabira convoca os moradores dos bairros São Francisco e São Pedro para o mutirão de limpeza contra o mosquito Aedes aegypti.

Segundo informação de Natália Andrade, diretora de Vigilância Epidemiológica, os mutirões serão realizados de acordo com o último Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (Liraa), onde o bairro São Francisco (13,33%) encontra-se em situação grave e o São Pedro (9,25%) notificado com risco de surto. “Estamos seguindo o Liraa de forma decrescente. No entanto, no bairro São Francisco o tratamento focal já foi concluído e, no São Pedro, vamos concluir amanhã”, explicou Natália.

O mutirão de limpeza acontecerá com 25 agentes comunitários de endemias (ACE) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que identificam e tratam os focos com larvicida; com a Empresa de Desenvolvimento de Itabira (Itaurb), que disponibiliza um caminhão para recolher os resíduos e materiais que os moradores descartarem e, também, com dois fiscais da vigilância sanitária que, segundo Natália Andrade, “acompanharão os casos problemáticos, como por exemplo, lotes muito sujos. Neste caso, os agentes fazem um trabalho educativo com os proprietários e explicam sobre a notificação, caso a limpeza não seja realizada”. Outra parte da equipe da SMS vai panfletar, orientar e tirar dúvidas da população, reforçando que o mosquito Aedes aegypti é vetor das doenças dengue, chikungunya, zika e febre amarela.

Programa Conexão Jovem atuará com pais e alunos da rede municipal de ensino

A Prefeitura de Itabira lança amanhã (20), às 9 horas, no auditório da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (SMDUMA) – Mata do Intelecto – o programa Conexão Jovem, que desenvolve ações de atenção integral ao jovem.

Em parceria com as secretarias municipais de Educação, Saúde e Assistência Social, o programa faz parte da rede de proteção à criança e ao adolescente e, em novo formato, dará continuidade aos antigos Programa de Educação Afetivo-sexual (Peas) e Vale Juventude, desenvolvidos em parceria com a mineradora Vale, entre os anos 2003 e 2012.

De acordo com a coordenadora do programa, Lucimara de Cássia Ferreira Santos, o objetivo é discutir temas inerentes ao público jovem com os alunos, os pais e com a comunidade. “Queremos melhorar as relações entre jovens e adultos nas instituições e na família”. O programa, segundo ela, ainda possibilita desenvolver ações das três secretarias envolvidas – SME, SMS e SMAS – já que aborda os temas violência doméstica, sexual e contra a mulher, álcool e drogas, bullying, saúde sexual e reprodutiva, diversidade sexual, transgêneros etc. Além da rede municipal de ensino, o Conexão Jovem atuará nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Juca Rosa, Santa Marta/Santa Ruth, Barreiro e Água Fresca e nos Centros de Referência e Assistência Social (Cras) dos bairros Gabiroba, Pedreira, Santa Marta/Santa Ruth e Jardim das Oliveiras.

Em princípio, como informou o secretário municipal de Educação, José Gonçalves Moreira, o programa será desenvolvido em cinco escolas municipais identificadas com maior número de alunos em situação de vulnerabilidade social – escolas municipais Antônio Camilo Alvim, José Gomes Vieira, Professora Antonina Moreira, Marina Bragança e Didi Andrade – para estudantes entre 10 e 16 anos.

Ações

Encontros de adolescentes, de pais, caminhadas, blitzen, visitas às entidades e reuniões dos profissionais envolvidos no desenvolvimento do programa são as ações previstas, até o final do ano, para fortalecer a rede de cuidados aos jovens e adolescentes e “promover a participação democrática de todas as pessoas interessadas nesta temática”, ressaltou Lucimara Santos.

Temas

No início do ano letivo, a Prefeitura realizou uma pesquisa com os alunos dessas escolas municipais, onde um formulário virtual foi respondido por 1.206 alunos – meninos 53,6% e meninas 46,4% – entre as perguntas, os adolescentes responderam sobre felicidade, sendo que 90,7% se consideram felizes e 9,3%, infelizes. Sobre a perspectiva para o futuro, 49,3% estão otimistas, 45,6% muito otimistas, e 5,1% se sentem pessimistas.

No entanto, com relação ao tema drogas lícitas e ilícitas, 90,8% dos participantes nunca usaram, 4,3% fazem uso de álcool e 2,6% de maconha. Também foram citados “Loló” (0,9%), cigarro (0,4%), outras drogas (0,4%) e crack (0,3%). Drogas já foram oferecidas a 22,1% dos alunos e 77,9% nunca foram abordados.

Sobre sexualidade, 84,1% dos participantes nunca tiveram relações sexuais, contra 15,5% que responderam à pesquisa terem tido. 84,3% dos alunos não utilizam nenhum método contraceptivo e de prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs); 13% usam camisinha, 1,8% outros métodos e 0,9% fazem uso da pílula anticoncepcional. Um dado preocupante, segundo Lucimara Santos, é que 83,2% dos alunos não sabem o que são DSTs e apenas 16,8% afirmaram saber.

Os adolescentes também foram questionados sobre violência e 81,1% nunca sofreram, contra 18,9% que passaram por algum tipo de agressão – 12,2% (verbal), 8,5% (física), 3,4% (emocional), 0,9% (outros), 0,7% (sexual) e 74,3% (nenhuma).

Ainda de acordo com o diagnóstico, os alunos citaram os assuntos que devem ser discutidos na escola. Bullying (68,6%), violência e abuso sexual (61,5%), álcool e outras drogas (59,3%), preconceito racial (53,3%), gravidez não planejada (43,3%), autoestima (36,5%), projeto de vida (35,6%), família (32%), relação de gênero (22,9%) e outros temas (2,6%).

Como o tema mais citado na pesquisa, segundo a coordenadora Lucimara, foi o bullying, na última segunda-feira (17/04), o grupo gestor do programa Conexão Jovem se reuniu para definir como o assunto será abordado. “Então, até 17 de maio, faremos palestras e oficinas sobre bullying nas escolas, nas unidades de saúde e nos Cras”. A coordenadora também anunciou que o primeiro encontro do programa com os pais, acontecerá no dia 27/05, na Escola Municipal Marina Bragança de Mendonça, no bairro Santa Marta. “Apresentaremos a palestra Violência Sexual e Doméstica e, em seguida, faremos uma oficina com eles”, concluiu Lucimara Santos.

Vacinação contra a gripe começou hoje

Começou hoje (18), a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, sendo 13 de maio, o dia de mobilização nacional – Dia D.

A Gerência Regional de Saúde (GRS) entregou ontem (17), três mil doses da vacina, quantidade que corresponde ao primeiro lote e, amanhã (19), novo lote será entregue à Secretaria Municipal de Saúde (SMS). “Assim como ocorre todos os anos, a GRS entrega as doses em vários lotes ao longo da campanha”, explicou Thereza Cristina Oliveira Andrade, superintendente de Vigilância em Saúde.

Até o dia 26 de maio, das 9 às 16 horas, a população pode se vacinar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Água Fresca/Juca Batista, Amazonas/Areão, Barreiro, Campestre, Chapada, Clóvis Alvim, Eldorado, Fênix, Gabiroba de Baixo e de Cima, João XXIII/Machado, Juca Rosa, Pará, Pedreira, Santa Ruth/Santa Marta, Praia, Nossa Senhora das Oliveiras, Policlínica, além dos distritos Ipoema e Senhora do Carmo.

De acordo com Thereza Andrade, neste ano a relação de público-alvo da campanha foi ampliada e professores, em sala da aula, terão prioridade para se vacinar. Para isso, é necessário apresentar declaração original da instituição em que leciona, documento de identidade com foto, contracheque recente e cartão de vacina. “Nossa expectativa é de vacinar 1.500 professores”, ressaltou a superintendente. Ainda segundo ela, o público-alvo preestabelecido pelo Ministério da Saúde é de 55 a 60 mil pessoas e o objetivo da Prefeitura é imunizar, no mínimo, 90% desse público.

Prioridade

De acordo com o Ministério da Saúde, os grupos prioritários são: crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes e mulheres no período até 45 dias após o parto – neste caso, mediante apresentação de certidão de nascimento do filho, cartão da gestante ou documento do hospital que comprove o parto; trabalhador da Saúde – públicos e privados; povos indígenas; indivíduos com 60 anos ou mais; adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos de idade que estejam sob medidas socioeducativas; detentos e funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade.

Scroll To Top