Você está aqui: Capa | Saúde

Arquivo da categoria: Saúde

Assinatura dos Feeds

Notícias relacionadas à Secretaria de Saúde

Programa Conexão Jovem atuará com pais e alunos da rede municipal de ensino

A Prefeitura de Itabira lança amanhã (20), às 9 horas, no auditório da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (SMDUMA) – Mata do Intelecto – o programa Conexão Jovem, que desenvolve ações de atenção integral ao jovem.

Em parceria com as secretarias municipais de Educação, Saúde e Assistência Social, o programa faz parte da rede de proteção à criança e ao adolescente e, em novo formato, dará continuidade aos antigos Programa de Educação Afetivo-sexual (Peas) e Vale Juventude, desenvolvidos em parceria com a mineradora Vale, entre os anos 2003 e 2012.

De acordo com a coordenadora do programa, Lucimara de Cássia Ferreira Santos, o objetivo é discutir temas inerentes ao público jovem com os alunos, os pais e com a comunidade. “Queremos melhorar as relações entre jovens e adultos nas instituições e na família”. O programa, segundo ela, ainda possibilita desenvolver ações das três secretarias envolvidas – SME, SMS e SMAS – já que aborda os temas violência doméstica, sexual e contra a mulher, álcool e drogas, bullying, saúde sexual e reprodutiva, diversidade sexual, transgêneros etc. Além da rede municipal de ensino, o Conexão Jovem atuará nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Juca Rosa, Santa Marta/Santa Ruth, Barreiro e Água Fresca e nos Centros de Referência e Assistência Social (Cras) dos bairros Gabiroba, Pedreira, Santa Marta/Santa Ruth e Jardim das Oliveiras.

Em princípio, como informou o secretário municipal de Educação, José Gonçalves Moreira, o programa será desenvolvido em cinco escolas municipais identificadas com maior número de alunos em situação de vulnerabilidade social – escolas municipais Antônio Camilo Alvim, José Gomes Vieira, Professora Antonina Moreira, Marina Bragança e Didi Andrade – para estudantes entre 10 e 16 anos.

Ações

Encontros de adolescentes, de pais, caminhadas, blitzen, visitas às entidades e reuniões dos profissionais envolvidos no desenvolvimento do programa são as ações previstas, até o final do ano, para fortalecer a rede de cuidados aos jovens e adolescentes e “promover a participação democrática de todas as pessoas interessadas nesta temática”, ressaltou Lucimara Santos.

Temas

No início do ano letivo, a Prefeitura realizou uma pesquisa com os alunos dessas escolas municipais, onde um formulário virtual foi respondido por 1.206 alunos – meninos 53,6% e meninas 46,4% – entre as perguntas, os adolescentes responderam sobre felicidade, sendo que 90,7% se consideram felizes e 9,3%, infelizes. Sobre a perspectiva para o futuro, 49,3% estão otimistas, 45,6% muito otimistas, e 5,1% se sentem pessimistas.

No entanto, com relação ao tema drogas lícitas e ilícitas, 90,8% dos participantes nunca usaram, 4,3% fazem uso de álcool e 2,6% de maconha. Também foram citados “Loló” (0,9%), cigarro (0,4%), outras drogas (0,4%) e crack (0,3%). Drogas já foram oferecidas a 22,1% dos alunos e 77,9% nunca foram abordados.

Sobre sexualidade, 84,1% dos participantes nunca tiveram relações sexuais, contra 15,5% que responderam à pesquisa terem tido. 84,3% dos alunos não utilizam nenhum método contraceptivo e de prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs); 13% usam camisinha, 1,8% outros métodos e 0,9% fazem uso da pílula anticoncepcional. Um dado preocupante, segundo Lucimara Santos, é que 83,2% dos alunos não sabem o que são DSTs e apenas 16,8% afirmaram saber.

Os adolescentes também foram questionados sobre violência e 81,1% nunca sofreram, contra 18,9% que passaram por algum tipo de agressão – 12,2% (verbal), 8,5% (física), 3,4% (emocional), 0,9% (outros), 0,7% (sexual) e 74,3% (nenhuma).

Ainda de acordo com o diagnóstico, os alunos citaram os assuntos que devem ser discutidos na escola. Bullying (68,6%), violência e abuso sexual (61,5%), álcool e outras drogas (59,3%), preconceito racial (53,3%), gravidez não planejada (43,3%), autoestima (36,5%), projeto de vida (35,6%), família (32%), relação de gênero (22,9%) e outros temas (2,6%).

Como o tema mais citado na pesquisa, segundo a coordenadora Lucimara, foi o bullying, na última segunda-feira (17/04), o grupo gestor do programa Conexão Jovem se reuniu para definir como o assunto será abordado. “Então, até 17 de maio, faremos palestras e oficinas sobre bullying nas escolas, nas unidades de saúde e nos Cras”. A coordenadora também anunciou que o primeiro encontro do programa com os pais, acontecerá no dia 27/05, na Escola Municipal Marina Bragança de Mendonça, no bairro Santa Marta. “Apresentaremos a palestra Violência Sexual e Doméstica e, em seguida, faremos uma oficina com eles”, concluiu Lucimara Santos.

Vacinação contra a gripe começou hoje

Começou hoje (18), a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, sendo 13 de maio, o dia de mobilização nacional – Dia D.

A Gerência Regional de Saúde (GRS) entregou ontem (17), três mil doses da vacina, quantidade que corresponde ao primeiro lote e, amanhã (19), novo lote será entregue à Secretaria Municipal de Saúde (SMS). “Assim como ocorre todos os anos, a GRS entrega as doses em vários lotes ao longo da campanha”, explicou Thereza Cristina Oliveira Andrade, superintendente de Vigilância em Saúde.

Até o dia 26 de maio, das 9 às 16 horas, a população pode se vacinar nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Água Fresca/Juca Batista, Amazonas/Areão, Barreiro, Campestre, Chapada, Clóvis Alvim, Eldorado, Fênix, Gabiroba de Baixo e de Cima, João XXIII/Machado, Juca Rosa, Pará, Pedreira, Santa Ruth/Santa Marta, Praia, Nossa Senhora das Oliveiras, Policlínica, além dos distritos Ipoema e Senhora do Carmo.

De acordo com Thereza Andrade, neste ano a relação de público-alvo da campanha foi ampliada e professores, em sala da aula, terão prioridade para se vacinar. Para isso, é necessário apresentar declaração original da instituição em que leciona, documento de identidade com foto, contracheque recente e cartão de vacina. “Nossa expectativa é de vacinar 1.500 professores”, ressaltou a superintendente. Ainda segundo ela, o público-alvo preestabelecido pelo Ministério da Saúde é de 55 a 60 mil pessoas e o objetivo da Prefeitura é imunizar, no mínimo, 90% desse público.

Prioridade

De acordo com o Ministério da Saúde, os grupos prioritários são: crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes e mulheres no período até 45 dias após o parto – neste caso, mediante apresentação de certidão de nascimento do filho, cartão da gestante ou documento do hospital que comprove o parto; trabalhador da Saúde – públicos e privados; povos indígenas; indivíduos com 60 anos ou mais; adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos de idade que estejam sob medidas socioeducativas; detentos e funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade.

Prefeitura realiza manhã de atividades no Dia Mundial da Saúde

No Dia Mundial da Saúde, esta sexta-feira (7), a Prefeitura de Itabira programou diversas atividades para as pessoas refletirem sobre prevenção de doenças e qualidade de vida. O evento acontece na praça Doutor Acrísio Alvarenga, das 7 às 11h30, no centro da cidade.

O objetivo, segundo Lauana Matosinho Silva, secretária-adjunta de Saúde, “é fazer com que a população pare um pouquinho e se conscientize da importância de ter qualidade de vida para prevenir doenças”. Ainda segundo Lauana Silva, a proposta das atividades que a equipe da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) organizou é incentivar a população a adotar novos hábitos para garantir uma boa saúde.

Quem passar pela praça amanhã poderá conferir pressão arterial e glicemia capilar, se informar sobre a transmissão e prevenção das doenças dengue, chikungunya, zika e febre amarela. Já as crianças, poderão celebrar o dia com pintura de rosto e animação dos mascotes Mosquitão da Dengue, Zé Gotinha e Maria Gotinha.

Além disso, às 7h30, a população poderá conhecer e praticar os exercícios preventivos e curativos do método oriental Lian Gong. A partir das 8h30, práticas esportivas com a equipe da Secretaria Municipal de Esporta, Lazer e Juventude. Apresentação do coral infantil do Centro Educacional Oficina dos Sonhos, às 9h30 e alongamento e exercício respiratório, às 10h30.

Prefeitura realiza mutirão de combate à dengue no bairro Nossa Senhora das Oliveiras

É a vez dos moradores do bairro Nossa Senhora das Oliveiras ajudarem a Prefeitura de Itabira a combater o mosquito Aedes aegypti. Neste sábado (8), das 8 às 12 horas, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em parceria com a associação de moradores, realizam um mutirão de limpeza para eliminar focos de dengue, chikungunya, zika e febre amarela.

O mutirão no bairro, segundo Thereza Cristina Oliveira Andrade, superintendente de Vigilância em Saúde, estava programado para antes do resultado do último Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (Liraa) – realizado entre os dias 13 e 17 de março – onde o índice de infestação registrado foi de 15,09%. “Após o resultado do primeiro Liraa, em janeiro, foram identificados mais focos positivos do mosquito, surgindo então, a necessidade de um mutirão. Mas, parte do trabalho de eliminação desses focos já foi feito”, informou a superintendente. Ainda de acordo com ela, “os trabalhos de prevenção do mosquito devem ressaltar que a região leste de Minas Gerais está em situação de risco para surto de chikungunya. Foram registrados mais de dois mil casos só no início do ano”.

O mutirão de limpeza conta com os agentes comunitários de endemias (ACE), que identificam e tratam os focos com larvicida e, também, com a Itaurb, para recolher os resíduos e materiais que os moradores descartarem. Outra parte da equipe da SMS vai panfletar, orientar e tirar dúvidas da população.

No entanto, os trabalhos para conter o avanço do mosquito Aedes aegypti começam amanhã (06/04), às 19h30, na associação do bairro Nossa Senhora das Oliveiras, onde Thereza Andrade se reúne com a população para explicar a situação atual do Liraa, orientar sobre as doenças que o mosquito transmite e discutir estratégias de eliminação dos focos.

Outras reuniões

Na tarde de ontem (4), no auditório da Prefeitura, o Comitê Municipal de Combate à Dengue (CMCD) realizou a primeira reunião do ano para definir calendário de encontros, estratégias de combate e posse da presidente Sandra Piedade Machado Torres, representante da Secretaria Municipal de Assistência Social. As reuniões são quinzenais, sempre às 16 horas, no auditório da Prefeitura de Itabira.

Já na noite de ontem, a equipe da Secretaria de Saúde esteve na associação do bairro Clóvis Alvim II para orientar a população sobre a prevenção de focos do mosquito Aedes aegypti. Segundo Thereza Andrade, os moradores do bairro estão mobilizados para conter o avanço das doenças transmitidas pelo mosquito e realizam, por conta própria, mutirões de limpeza.

Macaco é encontrado agonizando no Panorama e fumacê contra a febre amarela começa hoje

Dando continuidade às ações de prevenção contra a febre amarela, seguindo orientações da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG), a Prefeitura de Itabira realiza a partir de hoje (17), pulverização de inseticida – Ultra Baixo Volume (UBV) pesado – o tradicional fumacê contra os vetores (mosquitos) da febre amarela, em diversas regiões do município.

Por meio da Gerência Regional de Saúde (GRS), o Ministério da Saúde (MS) atendeu a solicitação da Prefeitura para aplicar o UBV pesado, já que, segundo Natália Franco Barbosa Andrade, diretora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), “só o Ministério da Saúde pode fazer essa pulverização e tem um protocolo para esta ação”, declarou.

De acordo com Thereza Cristina Oliveira Andrade, superintendente de Vigilância em Saúde da SMS, o UBV pesado é recomendado porque Itabira está na “Categoria 3” – municípios com casos e/ou óbitos humanos ou epizootias (macacos mortos) confirmadas para febre amarela – do protocolo da SES/MG. No entanto, segundo a diretora Natália Franco, o fumacê não é indicado para a zona rural.

Cronograma

A pulverização de inseticida contra os vetores da doença começa hoje (17), às 17 horas, no bairro Panorama, local onde um macaco foi encontrado agonizando na tarde de hoje. “Por esse fato, começamos o fumacê pelo Panorama, seguindo pelas adjacências, bairros Água Fresca e São Marcos para uma cobertura maior”, ressaltou Natália Franco. No sábado (18), a ação acontece nos bairros Hamilton, Valença e Abóboras. No domingo (19), nos bairros Conceição e Areão. Já na segunda-feira (20), o fumacê será feito no bairro Amazonas.

A superintendente Thereza Andrade ressaltou que o protocolo desta ação é do MS que, deve permanecer na cidade pelos próximos dez dias. “O ciclo do fumacê acontece normalmente a cada três dias, então, passa no bairro uma vez e retorna depois de três dias. Um agente de endemias da SMS acompanha os técnicos do Ministério por uma questão geográfica, já que não conhecem as ruas e localidades”.

A diretora Natália Franco também explicou que o UBV não pode ser feito em dias chuvosos e com ventos fortes. “Além disso, só é feito no período da manhã, bem cedo, por volta das 5 horas ou no final da tarde, às 17 horas”. Ainda segundo ela, é necessário que a população mantenha as janelas abertas, proteja alimentos, aquários, gaiolas, bebedouros e comedouros de animais.

Em tempo

Segundo informação da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG), até o momento (17/03), foram notificados 1.094 casos de febre amarela, sendo que desses, 118 foram descartados e 339 são casos confirmados. Em relação aos óbitos, foram notificados 192, desses, 117 foram confirmados para febre amarela. Nenhum no município de Itabira.

Ronaldo Magalhães busca recurso estadual para o Hospital Municipal Carlos Chagas

O prefeito Ronaldo Magalhães esteve em Belo Horizonte nesta tarde (13), na Cidade Administrativa, para uma reunião com Adriana Araújo Ramos, subsecretária de estado de Inovação e Logística em Saúde, em busca de recursos para o Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC). Em seguida, foi empossado pelo governador Fernando Pimentel como prefeito suplente integrante do Colegiado Executivo dos Fóruns Regionais de Governo.

No edifício Minas, o prefeito se reuniu com a subsecretária de estado Adriana Ramos, em companhia do chefe de gabinete, Gustavo Milânio e da secretária municipal de Saúde, Rosana Linhares para discutir a inserção do HMCC no Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais SUS/MG (Pro-Hosp).

De acordo com a secretária Rosana Linhares, o município encaminhou uma solicitação para inserir o hospital no Pro-Hosp Gestão Compartilhada, que tem como objetivo reduzir os vazios assistenciais e o déficit de leitos hospitalares. “É um programa relativamente novo do Estado para os hospitais que são 100% SUS (Sistema Único de Saúde), municipais, com mais de 50 leitos e com UTI (Unidade de Tratamento Intensivo). Enfim, que atendem a diversos critérios”.

Rosana Linhares explicou também, que o Estado pretende alterar esse modelo de financiamento no próximo mês de maio. “Nossa documentação está encaminhada e, mesmo com essa possível alteração em estudo, o prefeito já conversou com o secretário de estado de Saúde e o nosso pedido será apreciado. Estamos buscando recursos para uma unidade de saúde que não conta com nenhum recurso além do municipal”, concluiu Rosana.

Já no auditório JK, da Cidade Administrativa, o prefeito Ronaldo Magalhães e o presidente da Câmara de Itabira, vereador Neidson Freitas, tomaram posse como representantes do Território Metropolitano nos fóruns regionais. Ronaldo Magalhães como suplente do executivo e Neidson Freitas, representante do legislativo.

De acordo com o governador Fernando Pimentel, o programa tem como objetivo atender a todas as regiões de Minas Gerais. “É um modelo muito simples que só quer enxergar Minas do jeito que ela é. Cada região é de um jeito, tem sua cultura, suas peculiaridades e suas dificuldades. Portanto, temos que escutar as pessoas para conseguir levar serviços de qualidade e solucionar os problemas de cada um”, explicou o governador.

Balanço

Segundo informações do governo estadual, entre as ações realizadas, são destaques a entrega de diversos veículos para a saúde, educação e segurança pública, além de obras de saneamento, ligação de energia elétrica e asfaltamento de estradas. Mais de 25 mil pessoas já compareceram aos fóruns regionais, tendo registradas 12.689 demandas, nos 17 territórios de desenvolvimento.

Febre amarela – Prefeitura recebe 40 mil doses de vacina para imunizar população

As pessoas que precisam receber imunização contra o vírus da febre amarela devem ficar atentas. A Prefeitura de Itabira recebeu, na última sexta-feira (10), 40 mil doses da vacina e seus insumos (como seringas e agulhas), fornecidas pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG). A demanda da vacinação deve-se ao número de pessoas infectadas em todo o estado e, principalmente, por dois macacos encontrados mortos e infectados em Itabira.

De acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde, Thereza Cristina Oliveira Andrade, o Município recebeu o número de doses necessárias para cobrir toda a população. Desde janeiro deste ano, 31.500 pessoas foram imunizadas na cidade. Além disso, a vacina faz parte do calendário de crianças (aos 9 meses e aos 4 anos), adolescentes, adultos e idosos.

Temos uma grande cobertura vacinal: foram feitas intensificações da vacina em 1999, 2004 e 2008, por exemplo. O que estamos fazendo é mais uma intensificação. Tratando-se de febre amarela, não trabalhamos em formato de campanha, que é quando zera-se todas as doses anteriores e novas doses são indiscriminadas. Na situação da febre amarela, as doses anteriores são sempre válidas, ou seja, todas as doses aplicadas em momentos anteriores, independente da época, são consideradas doses de cobertura. Isso significa que a pessoa não precisa ser vacinada novamente”, disse.

Thereza Andrade também revelou que 90% da região rural do município já foi imunizada. Segundo a superintendente, quando começaram os primeiros casos de febre amarela na cidade de Ipatinga, a Prefeitura de Itabira agiu rápido para cobrir toda a área do município. “Atualmente, estamos fazendo o que chamamos de pente-fino: estamos imunizando as crianças de 6 a 8 meses, bem como aqueles trabalhadores que, por um motivo ou outro, ainda não foram vacinados. Normalmente, crianças nessa faixa etária não recebem este tipo de vacina. No entanto, como Itabira foi reclassificada para a Categoria 3 no protocolo de prevenção contra a doença, foi necessário tomar essa medida”.

Além das 40 mil doses recebidas pelo Município, outra boa notícia é que a partir desta segunda-feira (13), algumas unidades de saúde terão seu horário de atendimento estendido até as 20 horas. São elas: Unidade Básica de Saúde (UBS) Amazonas/Areão, UBS Vila santa Rosa/Juca Rosa, UBS Eldorado, UBS Pará, UBS Água Fresca/Juca Batista, UBS João XXIII/Machado, UBS Senhora do Carmo e UBS Pedreira (este até as 19 horas).

Esta extensão de horário de atendimento deve-se a uma demanda muito grande de trabalhadores com turnos diferentes em diversas empresas. Assim, em 12 horas de atendimento, independente do horário de trabalho, o funcionário tem condições de se adequar para procurar a UBS mais próxima. É imprescindível levar o cartão de vacinação. Ressaltamos que duas doses da vacina é suficiente para imunizar a pessoa por toda a vida”, pontuou Thereza Andrade.

O horário especial de atendimento nas UBS´s segue até a próxima quinta-feira (16). Caso seja necessário, algumas unidades também funcionarão aos sábados e o horário de atendimento especial continuará nas próximas semanas.

Febre amarela

Segundo a SES/MG, a febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por mosquitos, tanto em áreas urbanas e silvestres. Em áreas florestais, os principais vetores são os mosquitos Haemagogus e Sabethes. Até o momento (10/03), foram notificados 1.089 casos de febre amarela, sendo que desses 57 foram descartados e 288 são casos confirmados. Em relação aos óbitos, foram notificados 188 óbitos. Desses, 109 foram confirmados para febre amarela. Nenhum no município de Itabira.

Para o enfrentamento da doença, de acordo com a SMS, o município oferece gratuitamente a vacina por meio do Calendário Nacional de Vacinação nas unidades do Programa de Saúde da Família (PSF), principalmente para as pessoas que moram ou vão viajar em área rural, silvestre ou de mata.

Saiba mais

A Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), está intensificando as ações educativas de mobilização social para a eliminação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, “visando evitar a reurbanização da febre amarela no país”, afirmou Thereza Andrade.

Ainda segundo ela, os profissionais de saúde do município receberam treinamento e informações sobre a doença. “É importante notificar e investigar oportunamente – em 24 horas – casos suspeitos”, finalizou a superintendente.

Cobertura vacinal – ERRATA

Por solicitação da médica infectologista Andréa Cabral, a Subsecretaria de Comunicação Social divulga a seguinte nota de esclarecimento:

Venho por meio desta oficializar que não foi afirmado por mim que houve uma falha na cobertura vacinal nas cidades em que aconteceram casos em humanos. E sim que uma falha na cobertura vacinal pode ter acontecido nessas cidades.

Também não foi falado por mim que não existe reação adversa com a segunda dose da vacina. O que foi falado por mim é que na literatura médica não existe relato de evento adverso grave com a segunda dose.

É imprescindível que seja publicada a errata.

Obrigada!

Andréa Cabral”

Prefeitura de Itabira reúne funcionários da Secretaria de Saúde para novas diretrizes contra a febre amarela

No final da tarde de hoje (10), no Centro Estadual de Atenção Especializada (Ceae) – antigo Viva Vida – a Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) reuniu todos os gerentes, enfermeiros e alguns técnicos de enfermagem dos Programas de Saúde da Família (PSF) para discutir a portaria estadual que reclassificou Itabira para a “Categoria 3”, no protocolo de prevenção contra a doença.

Para esclarecer dúvidas e apresentar a estratégia traçada pela SMS, que tem como objetivo intensificar a vacinação para aumentar a cobertura vacinal no município, a médica infectologista Andréa Cabral detalhou as ações para enfrentamento da atual situação epidemiológica na região. De acordo com ela, nos locais que a doença foi confirmada em humanos, “houve uma falha na cobertura vacinal, que não é o caso de Itabira, já que as medidas preventivas começaram ainda no início de janeiro”, afirmou a médica.

Ainda segundo Andréa Cabral, “os macacos que apareceram infectados, servem de alerta para falar que o vírus está circulando na cidade e, neste caso, é racional a gente traçar uma estratégia para imunizar o máximo a população”. A superintendente de Vigilância em Saúde, Thereza Cristina Oliveira Andrade, afirmou que até o momento, a cobertura vacinal da população que vive na zona rural do município é de 90%. “Como estamos agindo desde o primeiro caso suspeito em Ipatinga, já imunizamos quase toda a população rural”.

Outro ponto da reunião foi esclarecer sobre as reações que a vacina contra a febre amarela pode causar. A infectologista afirmou que, na literatura médica, não há registros de reações graves na segunda dose em crianças acima de 4 anos e em adultos com menos de 60 anos, sendo de extrema importância vacinar a população. “A vacina é a única forma de prevenir a doença e é inconstitucional impedir que essa imunização seja feita, pois a incidência de mortalidade da doença é acima de 50%”, explicou Andréa Cabral.

Febre amarela

Segundo informação da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), a febre amarela é uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por mosquitos, tanto em áreas urbanas e silvestres. Em áreas florestais, os principais vetores são os mosquitos Haemagogus e Sabethes. Até o momento (10/03), foram notificados 1.089 casos de febre amarela, sendo que desses 57 foram descartados e 288 são casos confirmados. Em relação aos óbitos, foram notificados 188 óbitos. Desses, 109 foram confirmados para febre amarela. Nenhum no município de Itabira.

Em Minas Gerais, o último caso humano autóctone – quando a doença é contraída dentro do estado – de febre amarela silvestre havia ocorrido em 2009, no município de Ubá, e evoluiu para cura. Porém, no início de 2017, a SES-MG foi notificada sobre a ocorrência de casos suspeitos de febre hemorrágica em municípios das regiões de Teófilo Otoni, Coronel Fabriciano, Manhumirim e Governador Valadares, com a ocorrência de morte de primatas, conhecida como epizootia, também registradas em Itabira no mês passado e no mês de março.

Para o enfrentamento da doença, de acordo com a SMS, o município oferece gratuitamente a vacina por meio do Calendário Nacional de Vacinação nas unidades do Programa de Saúde da Família (PSF), principalmente para as pessoas que moram ou vão viajar em área rural, silvestre ou de mata.

Itabira terá ações de conscientização no Dia Internacional da Mulher

Este ano, o Dia Internacional da Mulher – 8 de março – será celebrado com palestras sobre a saúde da mulher e ações de combate à violência sexual e doméstica. A Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em parceria com as secretarias municipais de Educação (SME) e Ação Social (SMAS), Gerência Regional de Saúde (GRS), Conselho Tutelar de Itabira, Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Câmara de Vereadores, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/Itabira), hospitais Nossa Senhora das Dores e Municipal Carlos Chagas, poder judiciário, polícias Civil e Militar, organizou uma comissão – composta por representantes dessas instituições citadas – para divulgar o Serviço de Apoio à Mulher Vítima de Violência Sexual.

O objetivo é que as vítimas tomem atitudes corretas e o mais rápido possível através do número telefônico 180”, explicou Margarida Guerra, funcionária da SMS e membro do Comitê de Enfrentamento à Violência Sexual e Doméstica. Ainda segundo ela, o telefone 180 é um serviço gratuito, oferecido pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres – órgão federal pertencente ao Ministério da Justiça e da Cidadania – que funciona 24 horas por dia e orienta as mulheres a buscarem o apoio necessário, dentro do que existe em sua região e de acordo com as necessidades do caso.

Amanhã, às 8 horas, o comitê se reunirá no Centro Estadual de Atenção Especializada (Ceae) – antigo Viva Vida – na avenida João Pinheiro, nº 791, para participar de um programa de rádio e, às 10 horas, começará a distribuição do material educativo para a população. Este material, segundo Margarida Guerra, estará disponível em todos os Programa de Saúde à Família (PSF), nos hospitais, nas escolas municipais Marina Bragança, Antonina Moreira, José Gomes Vieira, Antônio Camilo Alvim, Didi Andrade e na Prefeitura.

Palestras

Das 10 às 11 horas, a psicóloga Janaína Ávila estará no auditório do Paço Municipal para a palestra “Saúde da Mulher” e, no período da tarde, das 14 às 15 horas, Virgilino Quintão, médico ginecologista, prosseguirá com o tema. O evento é aberto ao público.

Scroll To Top