segunda-feira , 21 janeiro 2019
Você está aqui: Capa | Ação Social

Arquivo da categoria: Ação Social

Assinatura dos Feeds

Ações Sociais promovidas pela Prefeitura de Itabira

Fique atento – Prefeitura convoca beneficiários de programas sociais para atualização cadastral

A Prefeitura de Itabira pede atenção aos beneficiários do Programa Bolsa Família, Tarifa Social de Energia Elétrica e Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC). O Governo Federal começou os processos de averiguação e revisão cadastral de 2019. As famílias que foram identificadas com inconsistências nos dados estão recebendo cartas advertindo para regularizarem a situação. Quem não o fizer terá o pagamento bloqueado e, posteriormente, o benefício cancelado.

Trata-se de uma fiscalização da União com o objetivo de identificar famílias que estão com o cadastro desatualizado ou que estão com rendas e informações incompatíveis com outros dados fornecidos em bases do Governo Federal.

Todas as famílias que fazem parte do processo de averiguação e revisão cadastral estão divididas por grupos e são convocadas de acordo com cronograma estabelecido pelo governo brasileiro.

Quem receber a carta do Ministério da Cidadania deve procurar a Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) – avenida Carlos de Paula Andrade, 135, Centro. A data limite para procurar a seção consta nas cartas enviadas.

Além disso, a lista dos que terão que realizar a atualização cadastral está disponível na SMAS.

Todos os detalhes do tema constam na Instrução Operacional nº 96, de 19 de dezembro de 2018, da Secretaria Nacional de Renda de Cidadania (Senarc). Em caso de dúvidas e para outras informações, o telefone para contato é o (31) 3839-2655.

Balanço – Ano teve marcos históricos na política de assistência social de Itabira

A garantia de direitos e a proteção dos mais vulneráveis norteiam o trabalho da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) que, em 2018, obteve avanços para a melhoria real das condições de vida da população itabirana. Exemplo disso está nos 400 apartamentos do programa Minha Casa Minha Vida, em construção nos bairros Fênix, Abóboras e Barreiro. As unidades foram sorteadas neste mês de dezembro (dia 7), em clima de comoção e ampla participação da comunidade no Ginásio Poliesportivo Maestro Silvério Faustino, no Centro. A previsão é entregar as chaves no primeiro semestre de 2019.

“A sensação é de dever cumprido. Apesar da contenção de recursos, da crise econômica que persistiu em 2018, investimos em nossas estruturas de proteção social, beneficiamos centenas de famílias e seguimos num pacto contra as violações de direitos e desigualdades sociais. O objetivo do prefeito Ronaldo Magalhães, compartilhado por todos nós, é de que façamos em Itabira justiça social”, pontuou Maria Marli de Oliveira Martins Rosa, em balanço das ações de sua pasta executadas no decorrer deste ano.

Aprendiz social

O programa Aprendiz Social está inserindo adolescentes atendidos na política de assistência social no mercado de trabalho e em cursos de aperfeiçoamento e qualificação. A iniciativa da SMAS funciona nos moldes do Jovem Aprendiz, do Governo Federal.

“Atualmente estamos com 46 jovens inseridos, sendo que o Município criou 20 vagas para aprendizes dentro da Prefeitura, outras 20 vagas para cursos profissionalizantes no Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), que posteriormente serão contratados por empresas no Distrito Industrial. Mais seis adolescentes foram encaminhados a empresas que aderiram ao programa”, detalhou Marli.

Família acolhedora

A SMAS retomou, em 2018, o programa que garante o direito à convivência familiar de crianças e adolescentes que tiveram de ser afastados de seus responsáveis. Famílias previamente avaliadas acolhem os pequenos em um ambiente cheio de amor e carinho. Elas recebem auxílio financeiro do Município para um bem cuidar dos atendidos. “O programa Família Acolhedora é uma estratégia de acolhimento que se revela mais humanizada”, enfatiza a secretária.

No assunto, inclusive, a SMAS promoveu a mudança da modalidade de abrigo institucional para Casa Lar. O Município conta hoje com duas Casas Lares, administradas em parceria com a Cáritas Diocesana de Itabira e Conselho Municipal do Bem-Estar do Menor (Combem). As instituições têm dez vagas, conforme preconiza o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), e acolhe os menores que estão afastados do convívio familiar por meio de medida protetiva de abrigo, oferecendo a eles apoio sociofamiliar, à convivência social e comunitária, oficinas e assessoria técnica.

Cras e equipe volante

Neste segundo semestre, a SMAS passou a contar com unidades do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) em quantidade suficiente para referenciar 100% de suas famílias em vulnerabilidade social. A nova unidade – CRAS Central – foi instalada no prédio da secretaria com atendimento a 28 bairros que até então não estavam cobertos.

Inauguracao do CRAS Central

Para fortalecer o atendimento dos CRAS, além disso, a SMAS fez neste ano encontros com líderes comunitários e representantes de entidades, projetos sociais e serviços para mapear uma rede de atendimento integral às famílias de cada território.

Encontro com liderancas comunitarias no Cras Santa Ruth

A SMAS implantou ainda uma equipe volante para atendimento da população nos territórios mais dispersos do Município, como as comunidades do Boa Esperança, Barreiro, Barro Branco, Candidópolís, Capoeirão, CDI, Chapada, Fundão, Morro do Chapéu, Rio de Peixe, Olhos D’Água e Baixada Grande. Maria Marli citou que a proposta para 2019 é implantar outras duas equipes volantes para atendimento aos distritos.

Para mais, conforme divulgado recentemente, a Prefeitura de Itabira tem um novo núcleo de atenção às pessoas que vivem sob risco e vulnerabilidade: o Serviço de Abordagem Social, implementado há cerca de um mês. No foco estão indivíduos em situação de rua. Uma equipe está identificando quem são e onde estão essas pessoas na cidade. A meta é encaminhar às políticas de assistência, contribuir com a construção de autonomia, fortalecimento de vínculos familiares, inserção social e proteção contra violações de direitos.

Reordenamento dos benefícios

Uma força-tarefa resolveu uma demanda reprimida para a entrega de cestas básicas, que até então tinha trâmite em torno de 90 dias e passou a ser imediata. O benefício é avaliado pelos técnicos sociais dos CRAS e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), através de cota mensal estipulada para cada equipamento.

O Creas, a propósito, ganhou casa nova, com melhor estrutura para atendimento ao público – saiu da rua Santana para a rua Dona Modestina, 706 – e teve a equipe ampliada em mais de 100%.

Creas

Pedreira

A SMAS identificou 11 moradias no bairro Pedreira que não tinham banheiro. A pasta buscou apoio para auxiliar essas famílias – suporte recebido do Rotary Club. Seis banheiros já foram construídos. “Já há mão de obra e materiais garantidos para a construção dos demais”, reiterou o departamento.

Trabalho infantil

O Município deu início, em fevereiro de 2018, ao Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), com ações estratégicas de identificação e encaminhamento dos casos de crianças e adolescentes vítimas do trabalho infantil. Foram realizadas capacitações, seminários, divulgações e até mesmo um concurso de desenho e redação sobre a temática, enquanto proposta de conscientização do tema.

Entre tantas outras iniciativas, Maria Marli destaca que o trabalho seguirá intenso na SMAS em 2019. “Tenho para mim que tivemos um ano muito bem-sucedido. Ainda há muito pela frente, reconhecemos, e continuaremos uma agenda que visa ampliar a assistência à população mais vulnerável”, encerrou.

Transparência – Prefeitura de Itabira divulga lista de sorteados do Minha Casa Minha Vida após ampla checagem de dados

Há cerca de três semanas a Prefeitura de Itabira sorteou 400 unidades do programa Minha Casa Minha Vida, em construção nos bairros Fênix, Abóboras e Barreiro, entre pessoas inscritas e habilitadas no Cadastro Habitacional de Interesse Social. De lá para cá, técnicos da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) fizeram a checagem in loco dos dados informados pelos contemplados durante o ato de inscrição no programa, para garantir a máxima transparência do processo. Foram apuradas denúncias de sorteados que porventura não atendiam requisitos definidos pelo Governo Federal.

A listagem seguirá agora à Caixa Econômica Federal, quando terá início a última etapa do processo sob responsabilidade da instituição financeira. O banco também fará a análise de toda documentação dos contemplados. As famílias enfim selecionadas irão celebrar contrato com a Caixa e pagarão parcelas conforme a renda bruta familiar (varia entre R$ 80 e R$ 200, de acordo com a SMAS) em um prazo de até 120 meses.

Sorteio

O sorteio dos candidatos suplentes e titulares ocorreu em 7 de dezembro no Ginásio Poliesportivo Maestro Silvério Faustino. Com ampla participação popular, o ato foi acompanhado por Dalma Barcelos, prefeita em exercício à época (Ronaldo Magalhães viajava à China para pleitear recursos ao Município), secretários municipais, vereadores, representantes da CEF e equipe técnica das seções de Assistência Social e Tecnologia da Informação da Prefeitura de Itabira.

Os imóveis, de 45 m² e dois quartos, são destinados às famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil. Os apartamentos são construídos pela empresa HR Domínio, sendo 128 unidades no Fênix, outras 128 no Abóboras e 144 no Barreiro. Segundo a empresa, mais de 50% das obras já foram concluídas.

Critérios

Os participantes do sorteio cumpriram critérios como morar em áreas de risco ou insalubres; famílias chefiadas por mulheres; e núcleos com pessoas com deficiência ou idosos. O Conselho Municipal de Habitação (CMH) também observou aqueles que se inscreveram ou atualizaram o cadastro habitacional até 31 de agosto deste ano; beneficiários do aluguel social e pessoas atendidas por medida protetiva, via Lei Maria da Penha.

Confira a listagem dos sorteados abaixo, em atenção aos grupos prioritários e público geral:

Titulares e suplentes sorteados para as unidades do bairro Barreiro;

Titulares e suplentes sorteados para as unidades do bairro Fênix;

Titulares e suplentes sorteados para as unidades do bairro Abóboras.

Conselho publica estudo sobre a realidade social da criança e do adolescente itabirano

Este documento faz parte de um estudo maior demandado pelo Conselho Municipal da Criança e do Adolescente do Município de Itabira (CMDCA). O foco principal deste estudo é o de conhecer a realidade da infância e juventude no município, com vistas à subsidiar o CMDCA e as instâncias governamentais e não governamentais na formulação, execução e monitoramento de suas políticas e programas, contribuindo para a melhoria e qualidade do atendimento à crianças e adolescentes.

Confira o documento clicando AQUI.

Com Serviço de Abordagem Social, Prefeitura de Itabira reforça ações voltadas à população em situação de rua

A Prefeitura de Itabira tem um novo núcleo de atenção às pessoas que vivem sob risco e vulnerabilidade: o Serviço de Abordagem Social, implementado há cerca de um mês. No foco estão indivíduos em situação de rua. Uma equipe está identificando quem são e onde estão essas pessoas na cidade. A meta é encaminhar às políticas de assistência, contribuir com a construção de autonomia, fortalecimento de vínculos familiares, inserção social e proteção contra violações de direitos.

O programa está vinculado ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) – seção mantida pela Prefeitura na rua Dona Modestina, no Centro. A referência do serviço de abordagem é a assistente social Renata Lilian Caetano, quem lidera a equipe formada também pelos estagiários Luiz Fernando Figueiredo (assistência social) e Andrielle Aparecida Leão (psicologia). A ação é acompanhada ainda por Sara Fernandes, coordenadora do Creas.

Segundo Renata, o trabalho ocorrerá de forma continuada e programada. Neste primeiro momento, a equipe realiza a busca ativa das pessoas em situação de rua, isto é, aqueles que estão dormindo em praças, calçadas, viadutos e demais equipamentos urbanos.

Paralelo ao levantamento, é feita a análise das demandas dos atendidos, orientação e encaminhamentos a serviços de saúde, socioassistenciais e de geração de emprego e renda. A população em situação de rua, conforme explica a equipe, é heterogênea, sendo que pode haver pessoas desabrigadas, usuários de álcool e outras drogas, pessoas com sofrimento mental e também migrantes, que vão de uma região a outra em busca de trabalho. Ainda não há uma estimativa de quantas pessoas vivam nessas condições em Itabira.

O serviço foi instituído para dar suporte, direcionar e buscar a melhoria das condições de vida das pessoas em situação de rua”, enfatizou Renata Caetano. Outras realidades também serão observadas pelo serviço de abordagem, como a incidência de trabalho infantil e a exploração sexual de crianças e adolescentes.

Maria Marli de Oliveira, secretária Municipal de Assistência Social, avalia que o Município avança em passos largos nas políticas públicas contra violações de direitos e proteção aos mais vulneráveis. “Já realizávamos o atendimento ao migrante e à pessoa em situação de rua. Agora, no entanto, um serviço especializado foi instituído. Está referenciado conforme a Política Nacional de Assistência Social (PNAS)”.

A assistente Renata Caetano, a coordenadora do Creas Sara Fernandes, e a estagiaria de Assistencia Social Andrielle Leao

A assistente social Renata Caetano, a coordenadora do Creas Sara Fernandes e a estagiária de Assistência Social Andrielle Leão

Para onde encaminhar?

Para atender o público-alvo o Município dispõe, por exemplo, de Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CRAS), Creas, Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e outros instituídos no âmbito da PNAS. Tem, também, programas de qualificação profissional desenvolvidos junto ao Sistema Nacional de Emprego (Sine) e Universidade Aberta e Integrada de Minas Gerais (Uaitec).

Parcerias

O grupo de trabalho estuda a instalação de um ponto de apoio com fácil localização para o Serviço de Abordagem Social. Um local pleiteado é o Terminal Rodoviário Genaro Mafra. Além disso, articula a formação de uma rede de parceiros que pode contribuir à ação – Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar, universidades, entidades e ONGs atuantes em cursos, cultura, esporte, arte, música e outros.

Desafio

A população em situação de rua sofre com a violência em diversas formas. Um desafio no assunto, entende a assistente social Renata Caetano, está no estigma e nos estereótipos que a sociedade atribui às pessoas que pernoitam em vias públicas.

Nosso desafio está na visão estigmatizada e higienista daqueles que veem a pessoa em situação de rua como quem somente precisa ser retirado de um local, que está tornando feio o ambiente onde está, que deixa praças e calçadas sujas. A mudança de olhar da sociedade para com essas pessoas é um grande desafio. Essa uma questão que precisa ser abraçada por toda a sociedade. Cada cidadão pode ajudar, e não excluir ainda mais as pessoas em situação de rua”.

Uma campanha de conscientização com uma cartilha informativa é alinhada para chegar à comunidade.

Quer saber mais?

Para se informar a respeito do tema, o cidadão pode procurar o Serviço de Abordagem Social nos telefones (31) 3839-2822, 3839-2537, 3839-2599 e 3839-2045. O Creas está na rua Dona Modestina, nº 70, Centro.

Creas

Foto de capa: Pixabay

LOCAL DE PROVAS – COMUNICADO – PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO – EDITAL 07/2018

Senhor Candidato! Atenção!

Conforme previsto no Edital 07/2018 – Processo Seletivo Simplificado, no item 10 – Das Provas, as provas objetivas serão realizadas no dia 16 de dezembro de 2018, em turno único, no Município de Itabira. Segue abaixo as informações complementares:

LOCAIS DE PROVAS: As provas serão realizadas na Escola Estadual Mestre Zeca Amâncio e na Funcesi. O candidato deverá acessar a área do candidato para verificar a situação de sua inscrição e para a retirada do Cartão Definitivo de Inscrição. O acesso a prova somente será autorizado mediante apresentação de documento de identidade com foto.

HORÁRIO DE ABERTURA DOS PORTÕES: 8 horas

FECHAMENTO DOS PORTÕES: IMPRETERIVELMENTE ÀS 8 horas e 45 minutos

O candidato que chegar após o fechamento dos portões não poderá entrar, ficando, automaticamente, eliminado do Processo Seletivo.

INÍCIO DAS PROVAS: 9 horas

TÉRMINO DAS PROVAS: 12 horas e 30 minutos

Segue abaixo a relação dos candidatos e locais das provas.

Lista com os locais de prova

Para acessar a área do candidato, click no link abaixo:

http://www.ibgpconcursos.com.br/concursos/DetalheConcurso.aspx?id=94

Minha Casa Minha Vida – Prefeitura sorteia 400 apartamentos nesta sexta

A partir das 13 horas, desta sexta-feira (7), no Ginásio Poliesportivo Maestro Silvério Faustino (rua Irmãos D’Caux, no Centro), em cumprimento às portarias nº 163/2016 e 412 do Ministério das Cidades, a Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) sorteará 400 apartamentos do programa federal Minha Casa Minha Vida. As moradias populares estão distribuídas em três empreendimentos – com 50% da construção concluída – nos bairros Fênix (128), Abóboras (128) e Barreiro (144).

Participarão deste sorteio as 820 famílias que se cadastraram ou atualizaram o cadastro entre os dias 1º e 31 de agosto deste ano. O sorteio é a segunda etapa, depois do Cadastro Habitacional, estabelecida pelo Governo Federal. “É importante registrar que a pessoa sorteada comporá uma lista de titulares e os sorteados somente terão a propriedade do imóvel após aprovação da Caixa Econômica Federal, que é a gestora do programa”, explicou Sandra Torres, superintendente de Assistência Social.

Foram selecionadas as inscrições que cumpriram os critérios nacionais e adicionais: famílias residentes em áreas de risco ou insalubres que tenham sido desabrigadas (comprovado por declaração do ente público); famílias com mulheres responsáveis pela unidade familiar (comprovado por autodeclaração) e famílias que tenham pessoas com deficiência (atestado médico com número da Classificação Internacional de Doenças (CID) e descrição da deficiência conforme o decreto nº 5.296/2004). “Estes são os critérios nacionais para priorizar os beneficiários, de acordo com a Portaria nº 412 do Ministério das Cidades”, declarou a superintendente.

Mas, além desses, o Conselho Municipal de Habitação (CMH) aprovou mais três critérios, os adicionais, que também constam no documento federal: famílias que se inscreveram ou atualizaram o cadastro habitacional até 31/8 deste ano; famílias em atendimento de aluguel social (comprovado pelo ente público) e famílias com pessoas atendidas por medida protetiva – Lei Maria da Penha (comprovado por cópia da petição inicial do Ministério Público).

No regulamento do Minha Casa Minha Vida, cada critério adotado vale um ponto no processo de hierarquização. Entretanto, no caso dos idosos titulares do cadastro e deficientes ou famílias com deficientes, isso é feito em uma lista a parte, por empreendimento. “E esse grupo específico é sorteado primeiramente pelas cotas, dentro da legislação vigente”, ressaltou Sandra. Os demais candidatos formam três grupos: I, famílias que somem de quatro a seis pontos; II, de dois a três pontos e III, um ponto ou nenhum.

Na prática

No dia do sorteio, para facilitar o processo, os cadastrados serão distribuídos em cinco urnas – idosos titulares, deficiente ou famílias com deficientes, grupos I, II e III Os primeiros sorteados serão idosos a partir de 60 anos e deficientes, ambos cotistas, onde, em cada empreendimento, 3% dos apartamentos são reservados, ou seja, oito imóveis de cada residencial – Fênix e Abóboras – e 10 do Barreiro. “Caso o número de idosos e deficientes seja maior que a quantidade de apartamentos disponíveis, eles concorrerão também entre os candidatos com a mesma pontuação dentro dos respectivos grupos”, explicou Sandra Torres.

Em seguida, as demais unidades serão sorteadas para o restante dos inscritos aprovados, sendo 60% para o grupo I (72 moradias do Fênix e Abóboras e 80 do Barreiro); 25% para o grupo II (Fênix e Abóboras 30 unidades e Barreiro, 34) e 15% destinados ao grupo III (18 apartamentos Fênix e Abóboras e 20 do Barreiro). “Dentro das referidas portarias, o Município tem a liberdade de analisar e determinar a melhor maneira de realizar o sorteio em menor tempo possível sem ferir o regulamento. Organizamos esse processo de forma transparente, começando pelo programa habitacional de cadastro desenvolvido pela Superintendência de Informática da Prefeitura”. De acordo com a superintendente, com este novo sistema, a SMAS cadastra, atualiza e calcula a pontuação dos titulares do cadastro, além de separar automaticamente os idosos e deficientes. “Inclusive, este programa oferece filtros que agilizam a análise da Caixa, excluindo, por exemplo, pessoas com renda superior a R$ 1,8 mil ou que já tenham recebido algum imóvel ou material de construção pelo Pamfis (Programa de Auxílio à Moradia para Fins Sociais) nos últimos seis anos”.

Também será realizado na sexta-feira, o sorteio de suplentes, que corresponde a 30% dos cotistas e dos candidatos de cada grupo. Esta lista reserva servirá para as vagas dos candidatos titulares desistentes ou excluídos após análise da Caixa Econômica Federal. “É importante lembrar que os sorteados como suplentes continuarão no cadastro habitacional para os próximos empreendimentos”. Sandra Torres ressaltou ainda que a partir da próxima segunda-feira (10/12), a Superintendência de Habitação Popular estará à disposição para informações e esclarecimentos sobre os processos de inscrição, sorteio e habilitação de financiamento do Minha Casa Minha Vida.

Convocação – Quem recebe o BPC deve cadastrar ou regularizar CadÚnico até 20 de dezembro

A Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), alerta que idosos e pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) têm até o dia 20 de dezembro para se inscreverem ou atualizarem o Cadastro Único (CadÚnico). Quem não o fizer poderá perder o benefício em 2019.

O governo federal passou a exigir o CadÚnico para quem recebe o BPC. Vale lembrar que o cadastro, além de manter o benefício, permite o acesso a outros programas sociais.

O cadastramento ou a atualização devem ser realizados na SMAS – avenida Carlos de Paula Andrade, 135, Centro. O atendimento ocorre entre 12h e 17h, com liberação de senhas no início do expediente.

O usuário deve estar munido de RG, CPF, comprovante de residência e todos os documentos dos componentes da família que moram na mesma residência. Inclusive, é obrigatório o CPF de todos os moradores.

Em caso de dúvidas, o telefone da seção de cadastro é o 3839-2865.

 

Em tempo

O Benefício de Prestação Continuada garante o pagamento mensal de um salário mínimo à pessoa idosa com 65 anos ou mais e à pessoa com deficiência de qualquer idade, mesmo que não tenha contribuído para a Previdência Social.

Feito histórico – Prefeitura de Itabira implanta novo CRAS e passa a cobrir 100% dos territórios do Município

Já está em funcionamento um novo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) em Itabira. Chamado de CRAS Central, a unidade é a quinta implantada pela Prefeitura. Com o novo equipamento, Itabira tem unidades do CRAS em quantidade suficiente para referenciar 100% de suas famílias em vulnerabilidade social.

O novo CRAS foi instalado no prédio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) – ao lado do edifício sede do Executivo, no Centro. A seção atende a 23 bairros e localidades.

Predio Assistencia Social

Ronaldo Magalhães, prefeito de Itabira, destacou que políticas de assistência social compõem prioridades de seu governo.

“A implantação do CRAS Central representa mais um marco histórico de nossa gestão, haja vista que agora as unidades do CRAS alcançam 100% de cobertura municipal, isto é, todos os territórios de Itabira possuem um serviço de referência. Considerando as vulnerabilidades e riscos sociais de tantas famílias e indivíduos, assumimos um compromisso de implementar e aprimorar programas, projetos e ações que vão de encontro às necessidades da população”.

 

Encontro com lideranças

A SMAS reuniu na quarta-feira (28), líderes comunitários e representantes de outros grupos sociais que atuam na área de abrangência do CRAS Central. O encontro serviu para identificar os serviços oferecidos, projetos sociais e voluntariado, a fim de mapear uma rede de referência.

“O objetivo é oferecer um atendimento melhor às famílias atendidas”, ressaltou Maria Marli de Oliveira, secretária de Assistência Social. Os dirigentes discutiram também uma agenda de encontros no intuito de difundir e fortalecer as ações do CRAS e seus parceiros.

Secretária-administrativa do Grêmio Esporte Clube, Aline Rejane da Silva classificou o encontro como proveitoso. “Eu não sabia a fundo o que fazia o centro de referência. Tudo que tem por finalidade a melhoria social e a assistência ao ser humano é viável e deve ser fortalecido”, defendeu.

Reuniao CRAS Central1

Porta de entrada

O CRAS possibilita o acesso da população aos serviços, benefícios e projetos de assistência social. “É uma porta de entrada para uma rede socioassistencial”, explica Marli Oliveira.

O equipamento é destinado à população que vive em situação de vulnerabilidade, acesso precário aos serviços públicos, bem como fragilização de vínculos afetivos. Por exemplo, o espaço recebe famílias que começam a ser acompanhadas pelo Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), de forma particularizada ou coletiva.

 

Veja onde estão localizadas as unidades do CRAS de Itabira:

 

CRAS SANTA RUTH

Rua José Luiz Gonzaga, 1005, Santa Ruth.

Telefone: (31) 3839-2533

E-mail: cras1itabira@hotmail.com

 

CRAS JARDIM DAS OLIVEIRAS

Rua Diamantina, 47, Jardim das Oliveiras

Telefone: (31) 3839-2534

E-mail: cras2itabira@gmail.com

 

CRAS PEDREIRA

Rua Pintassilgo,264, Pedreira

Telefone: (31) 3839-2535

E-mail: craspedreira2011@yahoo.com.br

 

CRAS Gabiroba

Rua dos Engraxates, 330, Gabiroba

Telefone: (31) 3839-2886

E-mail: crasgabiroba@yahoo.com.br

 

CRAS Central

Avenida Carlos de Paula Andrade, 135, Centro

Telefone: (031) 3839-2078

E-mail: crascentralitabira@yahoo.com

 

Horário de funcionamento

Segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

16 dias de ativismo – Dia D trabalha autoestima de mulheres no Creas de Itabira

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) de Itabira realizou um Dia D de combate à violência contra a mulher durante manhã e tarde desta quarta-feira (28). O serviço da Prefeitura de Itabira ofereceu palestras, meditação, atendimento individual e orientação, além de um mutirão de ações de beleza, com parceiros da esfera privada.

O Dia D fez parte da programação da campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher. O evento teve participação também da Polícia Militar, por meio da Patrulha de Prevenção à Violência Domestica.

O CREAS atua na proteção social a indivíduos ou famílias que se encontram em situações de violação de direitos e de violência. No tocante às mulheres, o serviço local tem profissionais especializados e exclusivos para atendimento. O CREAS está localizado à rua Dona Modestina, 706, na região Central da cidade.

 

Scroll To Top