domingo , 17 dezembro 2017
Você está aqui: Capa | Turismo

Arquivo da categoria: Turismo

Assinatura dos Feeds

Desenvolvimento econômico – Parque Estadual Mata do Limoeiro será destaque nas agências de turismo do estado

A Prefeitura de Itabira recebe nesta quinta-feira (21), às 10 horas, no Museu do Tropeiro, em Ipoema, representantes da Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur) e proprietários de agências de turismo do estado para uma visitação aos diversos atrativos turísticos da região, além do Parque Estadual Mata do Limoeiro.

A proposta, segundo José Don Carlos Alves Santos, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Inovação e Turismo, é criar roteiros de passeios na região, já que o Parque Estadual Mata do Limoeiro foi um dos quatro selecionados pelo governo estadual para estimular o desenvolvimento turístico de Minas Gerais. “Foram escolhidas 16 unidades de conservação e desse total, quatro serão pilotos. O nosso parque estadual é um destaque neste projeto devido a infraestrutura que oferece”. O secretário ressaltou ainda, que um dos itens necessários era a internet, instalada nas dependências do parque na sexta-feira da semana passada. “Porque além da visitação, teremos cursos e treinamentos no local. A falta da internet no parque era um quesito limitador na avaliação da Setur”.

O secretário Don Carlos acredita que este trabalho da Setur vai de encontro a um dos principais objetivos da atual gestão municipal, “que é a diversificação econômica e acreditamos que o turismo seja um desses meios para diversificar”.

Roteiro

Antes de explorar o parque, Don Carlos e a equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Inovação e Turismo (SMDECTIT) irão acompanhar a equipe da Setur e dez empresários do turismo em vários pontos de visitação do município. Depois de conhecerem o Museu do Tropeiro e as atrações culturais do distrito – Lavadeiras, Estaladores de Chicote e Sons da Tropa – os visitantes irão para Senhora do Carmo, Serra dos Alves, Cachoeira do Patrocínio, Morro Redondo e Cachoeira Alta. “Nosso objetivo é mostrar a vivência e receptividade dos distritos, já que estamos tendo uma grande oportunidade de potencializar o nosso turismo”, avaliou o secretário.

O trabalho na Mata do Limoeiro, de acordo com o roteiro da SMDECTIT, começa na sexta-feira (22), quando os donos das agências poderão explorar o parque por meio de trilhas. “Com os roteiros elaborados por eles, é a nossa chance de potencializar o turismo na região e, com isso, profissionalizar e ter maior visibilidade”, afirmou Don Carlos. Ainda segundo ele, com o possível aumento da procura pelas atrações turísticas do município, “consequentemente vamos gerar empregos, renda e melhor qualidade de vida, pois quando o turista vem, não é só o hotel que ele utiliza, é o posto de gasolina, a farmácia e o supermercado, por exemplo”.

Confira o funcionamento da Prefeitura na semana santa

Devido ao recesso da semana santa, que começa nesta quinta-feira (13/04 – ponto facultativo) na Prefeitura de Itabira – Unidades Básicas de Saúde (UBS), setor administrativo do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) e escritório central da Empresa de Desenvolvimento de Itabira (Itaurb) – retornam às atividades normais, na próxima segunda-feira (17/04).

No caso da Itaurb, o setor de limpeza urbana funciona normalmente, com exceção da sexta-feira (14/04), feriado Paixão de Cristo. O cronograma das coletas orgânica, seletiva, animais mortos e de apoio, bem como o serviço de varrição, retornam às rotas normais, no sábado (15/04). Já o Saae, durante o recesso, mantém sistema de plantão e funcionamento normal do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), pelo número 115.

Turismo

O Centro de Atendimento ao Turista (CAT) – próximo à rodoviária – fecha na sexta-feira da Paixão, mas funciona normalmente amanhã (13), sábado e domingo, das 8 às 18 horas. O Museu do Tropeiro, localizado no centro do distrito Ipoema, só não funcionará na sexta-feira. Estará aberto ao público quinta-feira, sábado e domingo, das 10 às 17 horas, horário normal de funcionamento.

Roteiro turístico nº 8

Com área de 21,6 hectares, o Parque Natural Municipal da Mata do Intelecto possui nascentes e espécies remanescentes da Mata Atlântica. Nele funciona o orquidário municipal e a sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Trabalhos de conscientização ambiental são desenvolvidos frequentemente nesse espaço.

Também estão situados na área do parque a Concha Acústica, onde são realizados grandes shows e eventos culturais, principalmente durante o Festival de Inverno no mês de julho (o evento é um dos principais do estado, sendo o único em atividade ininterrupta durante quatro décadas). Há também o Pico do Amor e o Memorial Carlos Drummond de Andrade: projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, o local reúne documentos, fotografias e livros do poeta itabirano. Estes dois espaços fazem parte do Museu de Território Caminhos Drummondianos. Em vários pontos da cidade, há placas contendo poemas que se referem a fatos, personagens e locais que fizeram parte da vida do poeta e constam nas obras escritas por ele. Alguns locais do Museu de Território são: Praça do Areão, Rua Santana (Penha), Casa de Drummond (Centro), Casa do Brás (Centro), Fazenda do Pontal (Campestre), Museu de Itabira (Centro), Igreja Nossa Senhora do Rosário (Penha), Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (Centro), entre outros.

Roteiro turístico nº 7

A Serra dos Doze possui 1.080m de altura e nela está instalada a rampa de voo livre: o local possui ótimas condições de voo e pouso, além de clima agradável e visão de uma bela paisagem. É possível fazer escalada, trekking, mountain bike ou apenas curtir a natureza, o nascer e o pôr do sol.

Roteiro turístico nº 6

No distrito de Ipoema, fica a Matriz de Nossa Senhora da Conceição. Construída entre 1915 e 1934, a igreja é eclética, concebida como capela de nave única e sacristia transversal ao fundo. A nave abre-se em arco sob tribunas para os corredores laterais e as tribunas são ornadas com balaustrada de madeira e lambrequins. Compõe-se de duas torres cobertas por telhado em quatro águas, telhas cerâmicas e coroamento em pináculo.

Matriz Nossa Senhora da Conceição

Matriz Nossa Senhora da Conceição

O visitante também pode conhecer as cachoeiras que ficam próximas a Ipoema: a do Patrocínio Amaro, com águas cristalinas e duas quedas d’água de aproximadamente 20 metros cada; e a Cachoeira Alta, uma das maiores de Minas Gerais (com 110 metros de altura). As duas formam poços próprios para banho.

Cachoeira Alta

Cachoeira Alta

Cachoeira do Patrocinio (960x1280)

Cachoeira do Patrocínio – Crédito Roneijober Andrade

Outro ponto turístico é o Morro Redondo, que possui 1.221 metros de altitude. De seu mirante, é possível contemplar a bela paisagem ao redor e avistar várias localidades da região, como Serra dos Alves, Senhora do Carmo, Ipoema, Itabira e Bom Jesus do Amparo. No alto do morro, fica a Capela do Senhor do Bonfim, que possui arquitetura contemporânea e belos monumentos em seu interior. Lá acontecem tradicionais festas religiosas que reúnem peregrinos da região, como a de Santa Cruz (realizada no mês de maio).

 

Roteiro turístico nº 5

Na área central do distrito de Senhora do Carmo, fica a Igreja Matriz, que reúne romeiros e visitantes de várias localidades durante a festa da padroeira no mês de julho. Ela foi construída por volta de 1870 pelo fazendeiro Manuel Ferreira da Costa Passos, na Fazenda das Cobras, e após 13 anos foi transferida para o atual distrito.

Igreja Senhora do Carmo (2) (1280x852)

Outro atrativo é o Centro de Tradições de Senhora do Carmo, que recebe exposições e apresentações culturais. O local também promove oficinas para moradores e estudantes da região, principalmente durante o Festival de Inverno (julho), nos aniversários da cidade (outubro) e do próprio ponto turístico (maio). O centro de eventos foi criado em 2007 e possui um pavilhão de exposições, salas de administração e anfiteatro com palco e camarins.

O distrito conta ainda com a Cachoeira da Conquista: ela possui 20 metros de altura e diversas corredeiras em seu curso.

Roteiro turístico nº 4

O Museu do Tropeiro está na área central de Ipoema e visa resgatar a memória dos tropeiros viajantes que tanto contribuíram para o crescimento de Minas Gerais. O acervo é formado por mais de 700 itens, como documentos, certidões de casamentos, objetos usados nas viagens, livros de compra e venda e ferramentas utilizadas por eles. A casa que abriga o museu é do século XVIII e pertenceu a um tropeiro conhecido como Sô Neco. O imóvel também já foi rancho de tropeiros (local para parada e descanso) e casa paroquial.

Em março, o distrito comemora o aniversário do museu com shows, cavalgada com comitivas da região, bênção dos cavaleiros, ritual do fogo e apresentações culturais. A festividade conta ainda com barraquinhas de artesanato local, comidas e bebidas típicas da região.

Com o intuito de valorizar e preservar antigas tradições e costumes da cultura tropeira, também acontece no distrito a tradicional “Roda de Viola” nas noites de lua cheia. A festa conta com a participação de grupos regionais (como Sons da Tropa, Lavadeiras de Ipoema, Estaladores de Chicote, Trança-Fitas, entre outros) e artistas de renome estadual e nacional (já se apresentaram Almir Sater, Chico Lobo, Sarau Tropeiro, Quincas da Viola, Wilson Dias, Renato Caetano e Chico Almeida, por exemplo).

Também fica no distrito o Parque Estadual Mata do Limoeiro: com cerca de 2 mil hectares de área, é a mais expressiva porção remanescente de Mata Atlântica na região e está inserida na Área de Proteção Ambiental (APA) Ribeirão Aliança. Administrado pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF), o espaço abriga espécies ameaçadas de extinção, como o Bugio e o Jacarandá Caviúna. Alguns dos atrativos do parque são Cachoeira do Paredão, Cascata do Limoeiro, Cachoeira do Derrubado e Gruta do Limoeiro.

Roteiro turístico nº 3

A 10 km do distrito de Senhora do Carmo, está a Cachoeira da Boa Vista: ela impressiona os visitantes pelo grande volume de água e pelo desenho que o Rio Tanque faz em seu curso, entre as formações rochosas. Há várias quedas d’água que totalizam 60 metros de altura e piscinas naturais apropriadas para banho. O local está em propriedade particular e o acesso ao atrativo é feito na companhia de um guia local.

Cachoeira da Boa Vista - Crédito Roneijober Andrade

Cachoeira da Boa Vista – Crédito Roneijober Andrade

Já no distrito de Ipoema, há a Serra do Bicudo, localizada a 1.530 metros de altitude. Do seu alto, é possível ver Nova União, Povoado de Serra dos Alves, Serra do Caraça, Serra da Mutuca, Belo Horizonte, Pico do Cauê (em Itabira) e toda a cadeia do Espinhaço. A vegetação é composta basicamente por campos rupestres: afloramentos rochosos, sempre-vivas, canelas-de-ema gigantes e flores diversas compõem a paisagem. Para ir ao local, também é necessária a companhia de um guia.

Roteiro turístico nº 2

Após passar pelo distrito de Senhora do Carmo, o turista pode seguir para a Serra dos Alves, lugar para quem deseja tranquilidade e também para os interessados em esportes radicais. O povoado surgiu por volta de 1850 com a exploração de pedras preciosas pelos bandeirantes. Lá está localizada a Capela de São José, que possui características coloniais.

O visitante também poderá refrescar-se nas cachoeiras do Campinho e dos Marques – esta fica a 3km da sede do povoado. Outro ponto a ser visitado é o Canyon dos Marques, que possui aproximadamente 600 metros de extensão. Os paredões têm até 40 metros de altura e, no seu interior, correm as águas dos rios Tanque e Santana. O local é propício para a prática de rapel, canyoning, escalada, rafting, trekking, moutain bike e passeio a cavalo. Há também as piscinas naturais que são apropriadas para banho.

 

Roteiro turístico nº 1

Localizado na área rural do município, o distrito de Senhora do Carmo recebeu essa denominação em 1948. No passado, o local foi chamado de Fazenda das Cobras, Andaime, Onça, Carmo de Itabira e Nossa Senhora do Carmo. O distrito é cortado pelo rio Tanque, afluente do rio Santo Antônio na Bacia do Rio Doce. No início do século XVIII, extraía-se ouro na sede de Senhora do Carmo e cristais na localidade de Serra dos Alves.

A Capela de São José fica nessa localidade e possui características coloniais: estrutura autônoma de madeira, vedação em adobe e pau-a-pique sobre embasamento em pedra, retábulo (altar) em madeira e imagens de grande valor histórico. A população local organiza festas religiosas como as de São José, Divino Espírito Santo e Nossa Senhora do Rosário. Os visitantes podem ir ao Mirante da Serra dos Alves e, depois, conhecer a Cachoeira do Bongue, que possui aproximadamente 50 metros de altura. As águas descem entre pedras, formando corredeiras e piscinas naturais.

Scroll To Top