terça-feira , 23 julho 2019

Arquivo da categoria: Vagas de emprego – SINE

Assinatura dos Feeds

Aplicativo para Android e IOS – Sine Fácil facilita busca por emprego em Itabira

Com o objetivo de facilitar a busca por emprego e facilitar a comunicação entre empregado e empregador, o Ministério do Trabalho lançou, em 2017, o aplicativo Sine Fácil. Disponível para os sistemas Android e IOS, o programa permite ao trabalhador encontrar, de forma rápida e prática, vagas para seu perfil profissional, acompanhar a situação do benefício seguro-desemprego, acessar informações sobre abono salarial e outros serviços. Além disso, por meio do aplicativo, é possível candidatar-se a vagas, marcar entrevistas e manifestar interesse em participar de processos seletivos.

De acordo com a agência do Sistema Nacional de Emprego (Sine) em Itabira, o Sine Fácil também oferece vantagens ao empregador como, por exemplo, a possibilidade de encontrar mais rapidamente o profissional com o perfil desejado. No entanto, mesmo com tantas vantagens na utilização do aplicativo, as filas em frente ao Sine Itabira costumam ficar grandes.

O Sine Fácil leva ao cidadão os serviços do Sine a partir dos dispositivos conectados à internet, como smartphones e tablets. Ou seja, pode ser acessado em qualquer lugar ou horário pelos dados móveis do aparelho ou rede Wi-Fi. Além de ser pequeno, com apenas 9,5 MB, também apresenta baixo consumo de dados e maior facilidade de acesso”, explicou a gerente de serviços do Sine Itabira, Cristina de Carvalho Borges.

Ainda segundo a responsável pela agência no município, por meio do aplicativo o trabalhador pode agendar entrevistas com empregadores, tendo em mãos o endereço do local programado para o encontro e consultar vínculos empregatícios. O Sine Fácil ainda tem outras funcionalidades, como o envio de notificações: o usuário recebe pelo celular, por exemplo, notificações sobre o andamento e liberação do seguro-desemprego.

Ressalto que um diferencial importante é que o aplicativo permite inúmeras consultas a vagas de emprego, sem a necessidade de o trabalhador se deslocar até um posto de atendimento ou gastar tempo em filas de espera”, disse Cristina Borges.

Dados do Ministério do Trabalho mostram que, desde seu lançamento, o Sine Fácil já encaminhou mais de 840 mil trabalhadores em todo o país, além de ter ultrapassado a marca de dois milhões de instalações até o final de 2018.

Como acessar?

O aplicativo gratuito é fácil de usar, mesmo para quem tem pouco conhecimento em tecnologia. Após baixar o Sine Fácil pelo Play Store ou App Store, basta seguir os seguintes passos:

1) Entrar como cidadão.br – nessa opção o cadastro será feito pelo smartphone. O trabalhador é direcionado para um cadastro dos dados pessoais que serão validados pelo Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS). Caso os dados estejam corretos, será preciso acertar quatro das cinco perguntas sobre seu histórico laboral.

2) Entrar com o QR Code – o QR Code pode ser obtido nas unidades de atendimento do Sine ou no portal Emprega Brasil (emprebrasil.mte.gov.br). Após instalar o aplicativo, o trabalhador deve digitalizar o código utilizando a câmera fotográfica do aparelho celular. Em seguida é necessário preencher os dados pessoais principais e as informações de contato.

Concluindo esse processo, será gerada uma senha provisória que poderá ser alterada no primeiro acesso. É muito importante manter os dados, contatos e objetivos profissionais sempre atualizados para uma melhor experiência com o aplicativo.

Qualificação profissional – Central de autônomos do Sine é referência para empregadores itabiranos

Em abril deste ano, a Prefeitura, por meio do Sistema Nacional de Emprego (Sine) de Itabira, promoveu um curso de qualificação profissional para diaristas e criou um banco de referência para quem precisa deste serviço.

Com o objetivo de ampliar as oportunidades de trabalho para a categoria, o curso, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) de Minas Gerais, abordou temas como marketing pessoal, ética, relacionamento interpessoal e qualidade, saúde e higiene, além dos deveres e direitos do trabalhador, previdência social e Microempreendedor Individual. Foram três dias de aulas, totalizando nove horas de carga horária e certificado para as diaristas.

Em seguida, de acordo com Cristiano Menezes, coordenador do treinamento, as profissionais foram cadastradas na Central de Autônomos do Sine, “que serve para intermediar a mão de obra de diversos profissionais. No caso do Sine Itabira, das diaristas que atuam como faxineiras”. Neste banco, segundo ele, constam as 20 diaristas certificadas pelo programa. “Desse total, três já prestam serviços contínuos a partir do nosso encaminhamento”, destacou o coordenador.

As profissionais cadastradas nesta central são escolhidas de acordo com a região do empregador e o valor da diária foi estabelecido em R$ 80 para apartamento e R$ 100 casa, acrescentando ainda o valor do transporte público. O período da diária é das 8 às 17 horas. “Nós enviamos um prestador que mora próximo ao local de quem solicitou o serviço. Lembrando que todas as profissionais apresentam a carta de referência do Sine. Além disso, elas usam material de segurança para trabalhar, como por exemplo, botas e luvas”, explicou Cristiano Menezes.

Depois do serviço prestado, segundo ele, a equipe do Sine entra em contato com o empregador para realizar uma pesquisa de satisfação e, também, efetivar seu castrado no banco de dados da agência. “Ligamos no dia seguinte para saber como foi a diária, se aconteceu alguma coisa errada, se tem elogios etc. Porque precisamos colocar todas essas referências no sistema e, caso, a profissional não corresponda às exigências, ela tem que ser excluída do cadastro”, ressaltou o coordenador. Cristiano Menezes explicou ainda que as profissionais ficam cadastradas no Sine durante um ano, já que a intenção da Sedese é a de garantir que nesse período elas possam fazer a sua própria clientela, dando assim oportunidade para que novos autônomos possam ingressar no banco de dados da agência.

Saiba mais

No mês de maio, a Central de Autônomos do Sine recebeu 19 solicitações de faxina tanto para empresas, como domicílios. Quem também precisar de diarista pode solicitar ao Sine, por meio do telefone: 3831-5188.

Minas Fácil de Itabira sobe para 8º no ranking estadual

O processo para abertura de empresas em Itabira, realizado pelo Minas Fácil, é concluído em poucos dias e supera o prazo de outras unidades do Estado. Os empresários e trabalhadores itabiranos têm acesso a diversos serviços na avenida das Rosas, nº 1.115, no bairro São Pedro – local de funcionamento do Sine e do Minas Fácil – de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Os empreendedores que procuram o Minas Fácil de Itabira para formalizar o próprio negócio encontram mais agilidade no serviço. Prova disso, segundo Danielli Teixeira Gomes, diretora de Plantas Industriais da Prefeitura, é a evolução de Itabira no ranking da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg), que hoje está em 8º lugar. “No começo do ano estávamos em 67º lugar, passamos para o 34º quando percebi a existência desse ranking. Hoje, estamos em 8º por causa do nosso trabalho, já que abrimos uma empresa em seis dias”.

Ainda segundo ela, o prazo máximo estipulado pela Jucemg é de nove dias para que os empresários tenham acesso ao contrato social registrado, CNPJ, inscrições municipal e estadual e, alvará de localização. “Então, quando a gente consegue atingir ou diminuir o prazo para essas formalizações, vamos subindo na classificação”, explicou Danielli Gomes. O ranking é divulgado mensalmente pela Jucemg e, de acordo com a diretora, o esforço é contínuo para manter a unidade de Itabira no topo. “Por exemplo, mês passado ficamos em 10º lugar. Então, o trabalho não pode parar”.

O Minas Fácil é um serviço prestado pela Jucemg, em parceria com as Receita Federal; secretarias de Estado de Fazenda (SEF), Planejamento e Gestão (SEPG) e Meio Ambiente (SEMAD); Vigilância Sanitária (Visa) e Corpo de Bombeiros, além da Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Inovação e Turismo (SMDECTIT).

Funciona também, no mesmo endereço, a unidade Itabira do Sistema Nacional de Empregos (Sine), destinada aos trabalhadores que, além das oportunidades de emprego, oferece a confecção de currículo, a emissão da Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) e o suporte para o trabalhador dar entrada no seguro-desemprego. As empresas que anunciam as vagas de trabalho no Sine também são auxiliadas pela equipe no momento de selecionar os trabalhadores. Além disso, contam com uma sala para realizar as entrevistas e dar início ao processo de contratação.

A CTPS é confeccionada gratuitamente na agência de Itabira e o trabalhador sai com o documento no mesmo dia. “Somos a única unidade em Minas Gerais que tem a impressora de produção da carteira e, por isso, conseguimos entregá-la em poucas horas”, justificou Danielli Gomes que, ressaltou também a crescente demanda pelo serviço. “Muitos moradores de outras cidades, como Belo Horizonte e Ipatinga por exemplo, utilizam o Sine Itabira para fazer a CTPS”.

Emprego

Desde o mês de julho, as vagas de emprego disponíveis na agência são divulgadas no dia anterior ao início do processo seletivo. A partir das 16 horas, de segunda a sexta-feira, as oportunidades são afixadas na parte externa do Sine e, também, distribuídas para todos os veículos de comunicação da cidade.

Esta decisão foi tomada, segundo Danielli Gomes, para diminuir as filas no local. “Nosso objetivo é acabar com as filas desnecessárias e promover mais comodidade pra os usuários. Como as vagas já foram antecipadas no dia anterior, com os seus respectivos requisitos, as pessoas não precisam mais amanhecer na porta da agência”. A diretora lembrou ainda, que os requisitos para preencher as vagas são definidos pelas empresas. “Com relação às exigências de escolaridade, experiência e qualificação são determinações dos contratantes. O Sine apenas acata, faz a triagem das pessoas e as encaminha para as empresas com a carta de entrevista”.

Indicadores

De acordo com dados da SMDECTIT, registrados em junho deste ano, estão formalizados e em atividade 7.302 negócios. Desse total, 3.709 são empresas – 1.572 do comércio, 323 do segmento indústria e 1.814 de serviço – e 3.593 são microempreendedores individuais (MEI). Desde o início do ano, 58 novas empresas foram constituídas e 44 extintas. O prazo médio para abertura de empresas é de seis dias, no entanto, em fevereiro, girava em torno de 14 dias.

O Sine emitiu até junho, 1.495 carteiras de trabalho para pessoas de outras 15 cidades, além de Itabira e, produziu ainda, 755 currículos. Em janeiro a quantidade de desempregados registrada foi de 788 pessoas. Em junho, esse número caiu para 591. Em contrapartida, a quantidade de pessoas empregadas em janeiro era de 808 e, em junho, de 584. No último balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, referente ao mês de junho, foram admitidos em Itabira, 627 pessoas, contra 617 demissões.

Vagas de emprego – SINE

Scroll To Top