segunda-feira , 1 junho 2020
Você está aqui: Capa | Arquivos de Tag: doença (Página 3)

Arquivos de Tag: doença

Itabira se une contra o câncer de próstata: caminhada e fanfarra chamam atenção para a prevenção

Entre as várias atividades do Novembro Azul, no sábado (8), houve a Caminhada e a Mobilização pela Saúde. A concentração foi as 9h na praça Laércio Brandão (ao lado da rodoviária). Animados pela fanfarra do projeto Vida Ativa, os participantes percorreram a avenida João Pinheiro rumo à Praça Acrísio Alvarenga, distribuindo aos pedestres e comerciantes material informativo sobre a importância da prevenção do câncer de próstata. A vereadora Marcela Cristina Lopes da Silva participou do evento que foi promovido pela Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com  o Rotary Club Itabira Estrada Real e o Comitê em Defesa da Vida.

A campanha Novembro Azul com o tema “Itabira se une contra o câncer de próstata” foi aberta na quinta-feira (6) pelo prefeito Damon Lázaro de Sena no Centro Integrado Viva Vida e Hiperdia.

Outras atividades
No dia 27, às 19 horas, acontecerá a mesa redonda sobre a importância da identificação precoce da doença. O encontro na Câmara Municipal terá a presença do secretário municipal de Saúde Reynaldo Damasceno, da superintendente do Centro Integrado Viva Vida Hiperdia Vanessa Maimone, do médico urologista Fernando Roberto Bicalho Fonseca e da vereadora Marcela Cristina Lopes da Silva. Durante todo o mês, haverá atividades sobre a prevenção do câncer de próstata nas unidades do Programa Saúde da Família (PSF), Centro de Referência e Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Centro Integrado Viva Vida Hiperdia.

Saiba mais
De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), o câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais frequente em homens – o primeiro são os tumores de pele. Os fatores de risco para desenvolvimento da doença são: idade (cerca de 62% dos casos são registrados acima de 65 anos), histórico familiar, raça (maior incidência entre os negros), alimentação inadequada e obesidade. A instituição alerta que o câncer de próstata pode demorar a se manifestar, exigindo exames preventivos constantes. Geralmente, não apresenta sintomas na fase inicial: quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em estágio avançado.

Os principais sintomas são: dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina e/ou no sêmen. O tratamento da doença é definido conforme a fase do tumor e as características do paciente. Mesmo com a falta de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir anualmente ao urologista para fazer o exame de toque retal (método indolor e rápido, que permite ao médico avaliar alterações da próstata), além do exame de sangue relacionado ao Antígeno Prostático Específico (PSA).

Novembro Azul – Itabira inicia campanha sobre prevenção do câncer de próstata

Na tarde de quinta-feira (6), a Prefeitura de Itabira iniciou a campanha Novembro Azul. A ação busca alertar sobre o câncer de próstata e a importância dos exames preventivos, que podem identificar a doença no estágio inicial e aumentar a possibilidade de cura. O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que 68.800 novos casos sejam identificados no país, ou seja, 7,8 casos por hora.

A solenidade aconteceu no Centro Integrado Viva Vida Hiperdia Dr. Sad com a presença do prefeito Damon Lázaro de Sena, do secretário municipal de Saúde Reynaldo Damasceno Gonçalves, da coordenadora do Centro Viva Vida Hiperdia Vanessa Cristina Maimone, do presidente do Comitê Municipal em Defesa da Vida Giovane Mesquita de Pinho, dos vereadores Marcela Cristina Lopes da Silva e Ilton Araújo Magalhães, além de servidores públicos municipais.

Como vivemos em uma sociedade onde o homem não tem a cultura de prevenção, é importante mobilizá-los para que busquem mais a saúde, que é sempre melhor do que remediar”, afirmou Vanessa Maimone. Já Reynaldo Damasceno comentou que “é importante ver o nível de organização das equipes de saúde e o alinhamento com as políticas públicas do Estado e do Ministério da Saúde. Isso é importante para avançar e promover, cada vez mais, a saúde preventiva”.

Damon Lázaro de Sena afirmou que “os homens ainda estão presos a questões culturais, ao machismo, e não procuram o caminho adequado para cuidar de sua saúde. O câncer de próstata é silencioso: se diagnosticado no momento adequado, pode-se ter até 95% de chance de cura. Prevenção é a ação adequada para se ter uma vida mais longa”.

Ele acrescentou que o trabalho de conscientização deve ser perene em todos os setores da saúde e que os próprios profissionais também devem se submeter aos exames, para que sejam exemplos às demais pessoas.

Programação
No próximo sábado (8), às 9 horas, haverá a Caminhada e a Mobilização pela Saúde: a concentração será na praça Laércio Brandão (ao lado da rodoviária). Os participantes vão percorrer a avenida João Pinheiro e distribuir materiais informativos sobre o câncer de próstata aos pedestres e comerciantes.

No dia 27, às 19 horas, acontecerá a mesa redonda sobre a importância da identificação precoce da doença. O encontro na Câmara Municipal terá a presença do secretário municipal de Saúde Reynaldo Damasceno, da superintendente do Centro Integrado Viva Vida Hiperdia Vanessa Maimone, do médico urologista Fernando Roberto Bicalho Fonseca e da vereadora Marcela Cristina Lopes da Silva.

Durante todo o mês, haverá atividades sobre a prevenção do câncer de próstata nas unidades do Programa Saúde da Família (PSF), Centro de Referência e Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Centro Integrado Viva Vida Hiperdia.

Saiba mais
De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), o câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais frequente em homens – o primeiro são os tumores de pele. Os fatores de risco para desenvolvimento da doença são: idade (cerca de 62% dos casos são registrados acima de 65 anos), histórico familiar, raça (maior incidência entre os negros), alimentação inadequada e obesidade.

A instituição alerta que o câncer de próstata pode demorar a se manifestar, exigindo exames preventivos constantes. Geralmente, não apresenta sintomas na fase inicial: quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em estágio avançado. Os principais sintomas são: dor óssea, dores ao urinar, vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina e/ou no sêmen. O tratamento da doença é definido conforme a fase do tumor e as características do paciente.

Mesmo com a falta de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir anualmente ao urologista para fazer o exame de toque retal (método indolor e rápido, que permite ao médico avaliar alterações da próstata), além do exame de sangue relacionado ao Antígeno Prostático Específico (PSA).

Outubro Rosa – Caminhada e mesa redonda encerram programação em Itabira

Na próxima sexta-feira (24), o Programa Saúde da Família (PSF) do Campestre, em parceria com a Associação de Moradores do bairro, realizará uma caminhada da saúde, com o objetivo de mobilizar a comunidade contra o câncer de mama. A concentração será às 14 horas, na praça José Máximo Rezende Filho. Durante a caminhada, profissionais da saúde explicarão sobre a prevenção à doença. Também haverá distribuição de panfletos informativos para promover a conscientização das pessoas com relação à patologia.

Já às 19h30, haverá uma mesa redonda na Câmara Municipal. Participarão das discussões o médico oncologista e mastologista Leandro Ramires, o secretário municipal de Saúde Reynaldo Damasceno Gonçalves, a professora e escritora Myriam Becho Mota e a psicóloga do Centro de Referência Integrado Viva Vida Hiperdia Renata Cecília dos Santos Gonçalves.

As duas ações encerram a programação do Outubro Rosa no município. Desde o dia 2, a Prefeitura de Itabira desenvolve diversas atividades com o objetivo de esclarecer a população sobre a importância da realizar periodicamente o autoexame e a mamografia. Neste mês, 12 espaços públicos receberam iluminação especial: refletores de luz rosa foram instalados em alusão à campanha.

Saiba mais
O nome Outubro Rosa é uma referência à cor do laço que simboliza, mundialmente, a prevenção do câncer de mama. O Ministério da Saúde orienta que mulheres com mais de 40 anos devem fazer o exame clínico das mamas com um profissional da saúde uma vez ao ano. Deve-se ter atenção quanto ao surgimento de nódulos nas mamas e axilas, mudanças no tamanho e formato das mamas e do bico dos seios. É necessário procurar um médico caso as alterações sejam percebidas.

A detecção precoce aumenta a chance de cura do câncer de mama que acomete principalmente as mulheres. No entanto, os homens devem ficar atentos, pois há possibilidade de desenvolverem o problema. Segundo informações da Sociedade Brasileira de Mastologia, em cada 100 casos registrados em mulheres existe pelo menos um homem com o diagnóstico da doença.

Força-tarefa recolhe 49 caminhões de inservíveis em Itabira

A força-tarefa montada pela Prefeitura de Itabira, em parceria com o governo do Estado de Minas Gerais, apresentou resultados positivos. Por um período de duas semanas, 49 Agentes de Combate a Endemias (ACE) da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG) permaneceram na cidade. Os profissionais do Estado fizeram visitas em dez bairros, sendo: Praia, Bethânia, Barreiro, Machado, Jardim Gabiroba, Pedreira, Bálsamos, Alto Boa Vista, Nossa Senhora das Oliveiras e Madre Maria de Jesus. As demais localidades (Parque de Exposições, Conceição, Vila Piedade, Vargem, Santa Marta, Clóvis Alvim I e II) foram trabalhadas pela equipe de ACE do município, formada por 44 profissionais. Foram eliminados 391 focos do mosquito e retirados 49 caminhões de inservíveis das localidades citadas.

Na sexta-feira e no sábado (14 e 15/02) a SES enviou à Itabira o Dengômetro e o Dengue Móvel. O Dengômetro é um ambiente de convivência e de acesso às informações sobre a dengue. Uma equipe da SES/MG esteve no local para orientar a população sobre a importância da participação de toda a comunidade na prevenção e controle da doença e distribuição de material informativo, pois o maior número dos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, encontra-se nas residências. Já o Dengue Móvel é um caminhão destinado à troca de lixo reciclável (latas, garrafas PET e pneus) por óleo de cozinha. O objetivo de estimular a população a retirar de casa itens que poderiam acumular água e virar possíveis criadouros do mosquito foi alcançado: foram trocados cerca de 3.800 litros de óleo, 300 cadernos, 1.000 borrachas e 2.280 lápis por lixos recicláveis, sendo 340 kg de garrafas PET, 350 kg de latinhas e aproximadamente 1.500 pneus que lotaram dois caminhões.

2 Dengometro em Itabira1 Dengometro em Itabira

Esta etapa da força-tarefa de combate à dengue contou com o trabalho de servidores da Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria de Estado da Saúde, Itaurb, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, Secretaria Municipal de Obras, Secretaria Municipal de Governo/Assessoria de Comunicação Social, Gerência Regional de Saúde e com o apoio da imprensa itabirana por meio de divulgação gratuita.

Dengômetro e Dengue Móvel chegam a Itabira

A Secretaria de Estado de Saúde (SES), em parceria com a Prefeitura de Itabira, traz ao município o Dengue Móvel e o Dengômetro nos dias 14 e 15 de fevereiro. Esta é mais uma atividade da Força-Tarefa realizada em Itabira desde o último dia 03.

Para o prefeito Damon Lázaro de Sena esta é mais uma importante ação no combate a dengue em Itabira. “A dengue é uma doença que pode matar. Em Itabira, tivemos alto índice de infestação. Por isso, é necessário que todos participem para que não haja casos efetivos da doença”, disse o prefeito.

O Dengômetro é um ambiente de convivência e de acesso às informações sobre a dengue. Uma equipe da SES/MG estará no local para orientar a população sobre a importância da participação de toda a comunidade na prevenção e controle da doença. No espaço, haverá ainda a distribuição de material informativo, pois o maior número dos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença, encontra-se nas residências.

Já o Dengue Móvel é um caminhão destinado à troca de lixo reciclável (latas, garrafas PET e pneus) por óleo de cozinha. O objetivo é estimular a população a retirar de casa as peças que possam acumular água e virar possíveis criadouros do mosquito. Os objetos recicláveis serão enviados para o Ecoponto, no bairro Água Fresca, e para a reciclagem da Itaurb.

O sistema de troca será da seguinte maneira:

Óleo de cozinha:
– 20 latas por um litro;
– 20 pets por um litro;
– um pneu por um litro.

De acordo com informações da SES, o material reciclável será trocado enquanto durar o estoque. Quando acabar o óleo de cozinha, haverá troca por material escolar.

Material escolar:
– 15 latas por um caderno;
– 15 pets por um caderno;
– um pneu por dois cadernos;
– três latas por uma borracha;
– três pets por uma borracha.

Para estimular a comunidade a participar da ação, uma equipe da SES está realizando um trabalho de mobilização nas escolas e creches do município.

O Dengômetro e o Dengue Móvel serão instalados na praça Acrísio Alvarenga, no Centro. O atendimento será das 09h às 15h.

Prefeitura apresenta plano de mobilização para controle da dengue em Itabira

Autoridades municipais, Agentes de Combate a Endemias (ACEs) e profissionais ligados à saúde participaram de um encontro promovido pela Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), na tarde de quinta-feira (05). O evento aconteceu no auditório do Itec, no bairro Amazonas, e teve o objetivo de divulgar o plano de mobilização social para controle da dengue na cidade.

3 - Auditorio do Itec ficou cheio durante o encontro

O prefeito Damon Lázaro de Sena falou sobre a força-tarefa iniciada para prevenir a doença.  “Vocês estão em contato direto com a população, mostrando que a doença existe e pode atingir qualquer um, fazendo com que vidas sejam perdidas”, disse. Também agradeceu aos ACEs pelo empenho e acrescentou que eles “estão trabalhando para as famílias de todos nós. Quando a dengue é adquirida pela segunda vez, aumenta-se a chance de desenvolver o quadro hemorrágico e também o risco de morte”.

O secretário municipal de Saúde, Reynaldo Damasceno Gonçalves, apresentou dados sobre a situação dos registros de dengue no município, no estado e no país. O secretário também mostrou as ações implantadas ao longo de 2013 para a prevenção da dengue e as medidas previstas para o próximo ano.

2 - Apresentacao dos dados feita por Reynaldo Damasceno

No Brasil, houve aumento de 175% dos casos de dengue comparando-se os anos de 2012/2013. Também houve aumento de 87% do número de óbitos em consequência da doença: em 2012, foram 283 mortes; em 2013, já foram registradas 530. Em Minas Gerais, 109 óbitos foram registrados em 57 municípios.

Levantamentos realizados em Itabira neste ano
O primeiro Levantamento Rápido do Índice de Infestação de Aedes aegypti (Liraa) foi feito em janeiro e apresentou o índice de 4,4%. O segundo, em março, apresentou aumento: 4,9%. O último levantamento foi feito em outubro e apresentou índice de 0,6% – número menor que o registrado em outubro de 2012, quando o Liraa apontou 0,81%. Reynaldo Damasceno destacou que 80% dos focos do mosquito Aedes aegypti (transmissor da dengue) estão nas residências.

O secretário de Saúde alertou que os trabalhos de prevenção devem permanecer para evitar ocorrências de mortes por causa da dengue. Em Itabira, foram registradas 1.379 notificações: 334 casos confirmados, um paciente em estado grave e uma morte sob suspeita em decorrência da doença.

A morte suspeita aconteceu em 14 de novembro: trata-se de um homem de 34 anos que morava no estado do Pará e trabalhava em uma empreiteira da Vale em Itabira. Ele estava na cidade há cinco meses, residia no bairro Juca Rosa e havia viajado dias antes de ser internado. O material coletado está em análise na Fundação Ezequiel Dias (Funed).

“É necessário maior número de pessoas conscientizadas para não deixar a dengue se espalhar pelo município”, afirmou o secretário.

Ações a serem implantadas
Algumas das medidas a serem implantadas pela SMS são: campanhas educativas nas escolas e empresas, estabelecer parcerias com entidades de classe, promover ações integradas junto às entidades médicas e planos de saúde, reforço na capacitação dos profissionais, implementação da força-tarefa intersetorial (Campanha Cidade Limpa, em parceria com Itaurb), finalizar contratação de novos agentes e capacitá-los para exercer a função, compra de materiais/insumos a serem utilizados em 2014 e ações de comunicação integrada. Para 2014, estão previstas a realização de novo Liraa, campanhas específicas (volta às aulas e durante o Carnaval), instalação das tendas de hidratação, entre outras ações.

Prefeitura de Itabira realiza campanha de prevenção à Aids

Acontece no município a campanha “Quem se ama, se cuida”, realizada pela Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). A campanha promove ações que irão marcar o dia 1º de dezembro – Dia Mundial de Combate à Aids.

Cartaz Combate Aids atualizado

Desde o último dia 20, a população conta com uma campanha de incentivo à testagem sorológica anti-HIV, ou seja, o teste para a detecção da infecção pelo vírus. Os testes são realizados na Policlínica municipal e nas unidades de PSF´s de Itabira até o dia 2 de dezembro.

Já no próximo domingo, dia 1º, das 9h às 12h, equipes da SMS e da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SMEL) estarão reunidas em frente ao Mercado Municipal Caio Martins da Costa – avenida João Pinheiro, 535 – disponibilizando à população serviços de saúde e orientações sobre a prevenção à Aids, o vírus, o preconceito  e tudo aquilo que envolve a doença. No local, serão instalados brinquedos infláveis. Para os interessados em atividade física, haverá um passeio ciclístico com sorteio de brindes para os participantes. O percurso será de sete quilômetros. Para este passeio é necessário fazer as inscrições pelo telefone 3839-2287, das 8h às 18h, até sexta-feira (29).

Para a coordenadora do Serviço de Atenção Especializada em DST/Aids em Itabira, Janaina Ávila, a mobilização no dia 1º de dezembro é com foco na saúde da família. “A nossa ideia é fazer uma manhã da família focada na saúde. É um dia de fundamental importância, pois a Aids não escolhe faixa etária, classe econômica ou local. Já fizemos várias campanhas para públicos específicos: adolescentes, idosos, mulheres. Este ano, pensamos que o foco deve ser a comunidade em geral, pois temos muitas pessoas vulneráveis em todas as faixas etárias e a prevenção interessa a todo mundo”, disse.

Sobre a Aids, Janaína Ávila foi categórica ao afirmar que o trabalho de prevenção deve acontecer sempre, uma vez que é uma doença grave e não tem cura. “Muitos falam que a Aids só é lembrada no dia 1º de dezembro e no carnaval. Não é isso: ela é lembrada todos os dias. A doença existe, não tem cura e ainda assusta, apesar de todo o aparato medicamentoso que temos hoje em dia. Precisamos trabalhar sempre para reduzir os índices da doença e também todo o preconceito que existe em torno dela”, ressaltou Janaína.

Saiba Mais
O 1º de dezembro foi instituído como Dia Mundial de Luta Contra a Aids por uma decisão da Assembleia Mundial de Saúde, com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), em outubro de 1987. No entanto, o Brasil só adotou a data em 1988.

A ideia da criação de um dia específico para a luta contra a doença é reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo vírus HIV.

Mesmo com o avanço das tecnologias e as novas descobertas sobre a doença, o preconceito e a discriminação contra as pessoas infectadas continuam o que dificulta o combate à endemia, o apoio adequado, a assistência ao soropositivo, o tratamento da doença e ainda, o diagnóstico.

O Brasil é referência mundial na luta contra o HIV/ Aids. Há 17 anos, o Sistema Único de Saúde (SUS) garante à população os medicamentos necessários para o combate ao vírus HIV, além de exames e acompanhamento médico.

Scroll To Top