quinta-feira , 20 junho 2019
Você está aqui: Capa | Arquivos de Tag: educação infantil

Arquivos de Tag: educação infantil

84% concluído – Ronaldo Magalhães vistoria construção do Cemei Fênix

O prefeito Ronaldo Magalhães acompanhou nesta segunda-feira (6) os trabalhos de construção do Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) do bairro Fênix. A nova creche será inaugurada em até dois meses.

De acordo com o secretário municipal de Obras, Transportes e Trânsito, Ronaldo Lott Pires, cerca de 84% da obra está concluída. “Agora estamos fazendo os acabamentos e a expectativa é de entregar ainda no mês de junho. A Secretaria Municipal de Educação, que é proprietária do prédio, deve programar a abertura oficial para o segundo semestre. Mas, os serviços serão finalizados em, no máximo, 40 dias”.

A construção deste Cemei, segundo o prefeito Ronaldo Magalhães, passou por períodos de inatividade por questões pendentes com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). “É uma obra que vem se arrastando ao longo do tempo porque tiveram acertos para fazer com o FNDE. Mas, agora, já está com um ritmo bom. Daqui a pouco iniciaremos a compra dos móveis e vamos atender a 120 crianças dessa região”.

Ainda segundo o prefeito, o empreendimento atende às duas fundamentais esferas da população. “Além do desenvolvimento educacional, a creche é importante porque dá condição para muitas mães que não têm onde deixar o filho, trabalharem. Então, é uma ação importante dentro da educação e no contexto social também”, avaliou Ronaldo Magalhães.

Obra

O recurso para a construção do Cemei no bairro Fênix é 90% federal – proveniente do Programa Pró-Infância e do FNDE – e 10% municipal. “Até a conclusão, o investimento ficará em torno de R$ 2,2 milhões, sendo R$ 300 mil participação da Prefeitura”, ressaltou Ronaldo Lott, que explicou ainda onde foi aplicado o dinheiro itabirano. “Em função da urbanização externa a obra teve esse acréscimo que não é contemplado na verba do Governo Federal, pois ela é repassada em um pacote fechado apenas para o prédio. Mas, precisávamos resolver taludes com problemas, o próprio passeio externo e cercamento do prédio. Por isso o motivo dos aditivos que aumentaram a contrapartida do Município”, salientou o secretário.

Para Ronaldo Magalhães, o resultado será positivo para a cidade e, principalmente, para o bairro, “que é uma região em expansão, para onde a cidade está crescendo muito. Além disso, Itabira está carente de creches. Nós já instalamos duas, com essa (Fênix) três e precisamos ampliar cada vez mais”, analisou o prefeito.

Sobre os outros centros de educação infantil em construção – bairros Gabiroba, Boa Esperança e Barreiro – Ronaldo Magalhães afirmou que estarão concluídos até o ano que vem. “Com isso, nosso objetivo é criar cerca de 500 novas vagas para esta faixa etária (0 a 3 anos)”.

Atualmente, Itabira tem 18 centros infantis em funcionamento. As instituições atenderam, em 2018, 1.148 crianças.

WhatsApp Image 2019-05-06 at 15.55.55

Novas 200 vagas – Ronaldo Magalhães anuncia mais vagas na educação infantil

Durante a inauguração das novas instalações do Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) Stella Lage Rosa (rua Estrela, nº 55, bairro Água Fresca), no final da tarde desta quarta-feira (8), o prefeito Ronaldo Magalhães afirmou que outras creches também serão ampliadas.

Desde 2017, como informou José Gonçalves Moreira, secretário municipal de Educação, o Governo Municipal aumentou cerca de 20% a oferta de vagas na Educação Infantil. “A rede infantil municipal ficou parada por quatro anos e, desde o ano passado, já abrimos mais 200 novas vagas, 50 aqui (Stella Lage) e as demais nos centros dos bairros Nova Vista, Boa Esperança e Bethânia”.

Para o prefeito Ronaldo Magalhães, esta ampliação se tornou realidade devido ao planejamento nas áreas consideradas prioritárias em sua gestão. “Elaboramos um plano dentro da educação, saúde, assistência social e, apesar de não ser função municipal, da segurança pública. Eu entendo que a educação é uma das principais ferramentas para o melhor desenvolvimento da nossa juventude. A escola não vai transformar, mas pode contribuir com a mudança e a cidadania, que começam nos primeiros anos de vida”. O prefeito anunciou ainda a retomada das obras em quatro centros: Boa Esperança, Fênix, Barreiro e Gabiroba. Esta última, segundo ele, irá oferecer mais 150 vagas.

Aumentar mais 50 vagas, segundo Ester Prado, coordenadora do Cemei Stella Lage, além de beneficiar a comunidade aliviando a lista de espera, ofereceu mais conforto aos alunos. “De três turmas, passamos para sete, os cômodos são mais espaçosos e o número de funcionários também cresceu. Os moradores têm muitos motivos para comemorar”, afirmou a coordenadora.

cemei_stella3

Educação Infantil

Para readequar o Cemei Stella Lage foram investidos aproximadamente R$ 15 mil dos cofres públicos. O aluguel da antiga Casa Paroquial, transformada em anexo da creche, é R$ 1,8 mil.

Cerca de 22 funcionários são necessários para desenvolver as atividades no Cemei, que abrangem alimentação e projeto pedagógico. De acordo com Ester Prado, uma vez por semana a creche recebe a visita de uma nutricionista, que define o cardápio dos alunos. “A rotina das crianças começa às 7 horas com o café da manhã, antes do almoço oferecemos frutas e mamadeira com suplemento alimentar. No período da tarde, elas têm mais duas refeições, tomam banho e ficam prontas para os pais às 16 horas”. Ao longo do dia também são realizadas as atividades pedagógicas como as cantigas que atuam no desenvolvimento da linguagem oral; desenhos livres e trabalhos com “massinha” de modelar para contribuir na evolução motora; atividades lúdicas, cinema e contação de histórias. “Existe um protocolo de desenvolvimento infantil para cada aluno e, no final do período, os pais recebem um boletim com todas essas informações referentes à evolução da criança nas diversas áreas”, explicou a coordenadora.

Até o momento, o Município conta com 18 centros de Educação Infantil e 260 funcionários para atender crianças entre seis meses e três anos de idade. São oito creches municipais com 448 alunos e dez conveniadas atendendo a 573 crianças, totalizando então, 1.021 alunos.

cemei_stella2

Mais atendimento – Ronaldo Magalhães confere ampliação do Cemei Stella Lage

Nesta quarta-feira (8), às 15 horas, o prefeito Ronaldo Magalhães irá conferir a ampliação e reforma do Centro Municipal de Educação Infantil (Cemei) Stella Lage Rosa, no bairro Água Fresca, concluída em julho deste ano.

Alugando a antiga Casa Paroquial, situada ao lado do centro – rua Estrela, nº 55 –, a Prefeitura passou a atender 100 crianças. “Hoje, nós temos sete turmas e 86 alunos matriculados. Ainda faltam preencher 14 vagas”, explicou Ester Prado, coordenadora do Cemei Stella Lage. Ainda segundo ela, a reforma neste novo imóvel foi realizada para adaptação dos cômodos. “Transformamos os ambientes em cinco salas de aula. Para isso, foram trocadas portas, janelas e pintura. Colocamos grades e tela de proteção, recuperamos o piso e refizemos os banheiros”.

Para José Gonçalves Moreira, secretário municipal de Educação, a ampliação era “muito importante” para atender a demanda da região do Água Fresca. “Depois de quatro anos sem novas vagas nos Cemeis, retomamos essas ampliações. Desde o ano passado já abrimos mais 200 novas vagas, incluindo também os centros dos bairros Nova Vista, Boa Esperança e Bethânia”. O secretário afirmou ainda que o processo de ampliação na rede infantil municipal continuará ao longo da gestão Ronaldo Magalhães. “Itabira tem essa necessidade, já que o crescimento vegetativo da cidade é bom. Quanto mais crianças precisarem de creche ou de pré-escola, é sinal que a população está crescendo. Tanto é, que já chegamos ao índice de 90 mil eleitores”, avaliou José Gonçalves.

Educação infantil

Para readequar o Cemei Stella Lage foram investidos aproximadamente R$ 15 mil dos cofres públicos. O aluguel da antiga Casa Paroquial, transformada em anexo da creche, é R$ 1,8 mil.

Até o momento, o Município conta com 18 centros de Educação Infantil para atender crianças entre seis meses e três anos de idade. São oito creches municipais com 448 alunos e dez conveniadas atendendo a 573 crianças, que totaliza então, 1.021 alunos.

Educação básica – Cadastramento escolar infantil começa em agosto na rede pública de Itabira

Pais e responsáveis devem ficar atentos aos prazos e documentos necessários para conseguir uma vaga no próximo ano letivo da rede municipal de ensino. A Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), realizará entre 6 e 17 de agosto o cadastramento escolar da Educação Infantil – a primeira etapa da educação básica.

Os candidatos à Educação Infantil são crianças que irão completar quatro ou cinco anos de idade até 30 de junho de 2019. Com até quatro anos, a criança ingressa no 1º período; com até cinco entra, por sua vez, no 2º período.

Mas, atenção: meninos e meninas que fazem o 1º período em 2018 não precisam ser cadastrados.

A SME esclarece que o cadastramento será feito somente na forma presencial. Os tutores da criança devem procurar a Secretaria Municipal de Educação – rua Jacutinga, 15, bairro Campestre – ou a escola municipal mais próxima de onde moram, independente se a instituição oferta, ou não, a modalidade de Educação Infantil. O horário de atendimento será das 8 às 16 horas.

Documentos necessários

Para realizar o cadastramento, os pais ou responsáveis devem levar certidão de nascimento ou documento de identidade da criança (original e cópia), e comprovante de residência em nome dos responsáveis (conta recente de energia). Vale ressaltar que o responsável também deve apresentar documento de identificação.

A SME alerta que quem deixar de realizar o cadastro não terá vaga assegurada em uma escola próxima de sua residência.

Outras informações podem ser obtidas nos telefones (31) 3839-2670, ou nos finais 2602, 2634 e 2804.

II Encontro da Educação Infantil apresenta projeto Contos de Encantamento

Nesta terça-feira (13), acontece o II Encontro da Educação Infantil de Itabira. O evento, promovido pela Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), conta com a presença do secretário municipal de Educação, José Gonçalves Moreira, de professores, coordenadores, especialistas, pedagogos e diretores da rede municipal para apresentação do projeto didático Contos de Encantamento e discussão dos aspectos destacados (impressões gerais, possibilidades, práticas pedagógicas).

De acordo com a superintendente técnico-pedagógica Maria Auxiliadora de Almeida, as atividades promovidas durante o encontro capacitarão os educadores para desenvolver experiências com a língua, que contribuem para a formação das crianças como leitores autônomos e críticos.

O Contos de Encantamento explora o campo de experiência da linguagem, fala, escuta e pensamento, como forma de organização de atividades a serem propostas às crianças e que contribuem para a reflexão sobre o sistema de leitura e escrita. De acordo com a SME, a escolha pela narrativa literária “Contos de Encantamento” para este projeto tem busca alimentar a fantasia e o imaginário da criança, para que ela se familiarize com as histórias e, ao final do percurso, aconteça o reconto e reescrita pelos alunos. Assim, em sala de aula o projeto trabalhará com práticas de leitura, de escrita e comunicação oral, nas seguintes etapas: 1ª) leitura pelo professor, 2ª) escrita pelo professor, 3ª) leitura pela criança, 4ª) escrita pela criança, e 5ª) atividades de arte.

O projeto constitui-se numa sequência de ações organizadas por determinados objetivos que culminam na elaboração de um produto final. Sabemos que as crianças são curiosas: elas brincam, imaginam, fantasiam e questionam. Gostam de brincar de faz de contas, de desenhar, de contar e ouvir histórias. As histórias funcionam como alimento para sua fantasia, sua imaginação se expressa e desenvolve; elas são um passaporte de entrada da criança no mundo da escrita, iniciando sua formação como leitora”, explicou a superintendente técnico-pedagógica Maria Auxiliadora de Almeida.

O encontro acontece em dois turnos na Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA). De manhã, a reunião aconteceu com os profissionais que atuam nas escolas no período matutino. À tarde, o encontro será realizado com os profissionais que trabalham no turno vespertino.

Participam do evento equipes das seguintes escolas municipais, das regiões urbana e rural: E.M. Água Fresca, E.M. Alice Martins Fontes, E.M. Américo Gianetti, E.M. Atônio Camilo Alvim, E.M. Coronel José Batista, E.M. Dona Inês Torres, E.M. Efigênia Alves Pereira, E.M. Ester Pereira Guerra, E.M. Filomena Jardim, E.M. Marina Bragança de Mendonça, E.M. Matilde Menezes, E.M. Nico Andrade, E.M. Prefeito Virgílio Gazire, E.M. Bom Jardim, E.M. Coronel João Lage, E.M. Dona Maria Elias, E.M. Manoel Tomás Figueiredo, E.M. Professor Alfredo Sampaio, e os centro municipais de educação infantil (Cemei) Dona Batistina Pereira, Cemei Maria Tôrres Horta, Cemei Dinorah Alvarenga, Cemei Nonato de Azevedo Campos, e Cemei Odília de Oliveira Costa.

Vagas para 2018 – Cadastro da Educação Infantil começa na segunda-feira

A Prefeitura de Itabira realizará, a partir da segunda-feira (7) até o dia 18 deste mês, o cadastramento escolar da Educação Infantil. A ação é voltada para alunos que pretendem ingressar nas instituições da rede municipal de ensino. O cadastramento é realizado anualmente e busca garantir uma vaga na escola municipal mais próxima da residência da criança.

Devem ser cadastradas nos 1º e 2º períodos da Educação Infantil todas as crianças que completarem 4 e 5 anos até o dia 30 de junho de 2018. A inscrição é gratuita e deve ser feita por pais ou responsáveis pelos candidatos em qualquer escola municipal de Itabira, das 8h às 17h, mesmo que a instituição não ofereça o nível de escolaridade do aluno. Para o cadastro, é necessário apresentar a certidão de nascimento ou carteira de identidade do candidato, comprovante de endereço (uma conta de luz recente em nome dos pais ou responsáveis) e documento de identidade do responsável pelo candidato. Será exigida a apresentação dos documentos originais e cópias correspondentes.

A Secretaria Municipal de Educação (SME), pasta responsável pelo cadastramento, ressalta que o aluno que não for cadastrado não terá vaga garantida em uma escola próxima de sua residência.

Prefeitura apresenta equipe pedagógica da Educação Infantil Municipal

Na próxima segunda-feira (19), no auditório da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (SMDUMA) – Parque Natural Municipal do Intelecto – a Prefeitura de Itabira promove o 3º Encontro Pedagógico de Educação Infantil, das 13h30 às 16h30.

O objetivo, de acordo com informações da Secretaria Municipal de Educação (SME), é apresentar a nova equipe de coordenação da Educação Infantil, composta pelas professoras Márcia Vitório, Nilvânia Torquato e Sandra Duarte e, compartilhar a nova proposta de trabalho em rede conforme as diretrizes curriculares nacionais. “O rumo da Educação Infantil em Itabira vai mudar a partir desse encontro. Vamos apresentar uma nova proposta de trabalho, já que não existia um plano sólido, em consonância com a base nacional comum curricular”, explicou Renata Fraga, diretora de Acompanhamento Pedagógico da SME. Além disso, segundo a diretora, também será discutida a relevância das experiências artísticas na Educação Infantil.

Programação

As coordenadoras municipais da Educação Infantil apresentarão a nova proposta educacional para o ensino infantil – com base nas diretrizes curriculares nacionais – pedagogia para a infância; relação da criança com as concepções de ensino e de aprendizagem e Arte na Educação Infantil. No momento cultural do evento, apresentações dos Drummonzinhos, dos alunos de educação infantil da Escola Municipal Virgílio José Gazire e dos alunos Bruno Serrano e Luana Reis.

Coabitação – Prefeitura propõe utilização de espaço desocupado em escola estadual

De tempos em tempos, o encerramento gradativo das séries iniciais nas escolas da rede estadual é tema das rodas de conversa e noticiários de Itabira. Desta vez, o foco da população está voltado para a Escola Estadual Doutor José de Grisolia. Localizada no bairro Amazonas, a escola está com o turno da tarde vazio.

Assim, a Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), propôs à Superintendência Regional de Ensino (SRE) a utilização do espaço ocioso da escola. Dessa forma, o prédio seria coabitado por instituições do Estado e do Município. Localizada no bairro Amazonas, há alguns anos a E. E. Doutor José de Grisolia não matricula alunos no Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) devido a uma decisão do Governo de Minas Gerais.

Esta deliberação atende à Constituição Federal que prevê que o Ensino Fundamental é responsabilidade dos municípios; Ensino Médio, dos Estados; e Ensino Superior, da União. A consequência dessa decisão para a E. E. Doutor José de Grisolia foi o fechamento progressivo do Ensino Fundamental. Com isso, o turno da tarde está vazio.

De acordo com o secretário municipal de Educação, José Gonçalves Moreira, o objetivo da Prefeitura é utilizar as salas de aula da escola para atender aos alunos da Educação Infantil daquela região. Segundo ele, as escolas municipais Água Fresca, Filomena Jardim e Américo Gianetti estão superlotadas. Todas elas possuem um anexo para receber os alunos.

Ao assumir a gestão da SME, nos deparamos com a falta de creches na cidade. Como estamos em crise financeira, devemos fazer mais com menos. Por isso, solicitamos o empréstimo das salas de aula da escola Doutor José de Grisolia no turno da tarde, o que foi prontamente aceito pela SRE. Precisamos atender a demanda da Educação Infantil e não temos tempo hábil para construir escolas, nem dinheiro para alugar casas”, declarou o secretário.

José Gonçalves explicou que toda a infraestrutura para atender os alunos da Educação Infantil no prédio da escola estadual será fornecida pela Prefeitura, como merenda escolar, professores e auxiliar de serviços gerais, por exemplo. O Município também disponibilizará um laboratório de informática (que será utilizado inclusive pelos alunos do segundo grau), uma sala de recursos para atender alunos com deficiências (auditiva, visual, mental, entre outras) e vigilantes. Este é um custo muito menor para a Prefeitura que o aluguel de várias casas para abrigar instituições de ensino municipais.

Gostaríamos de deixar bem claro que não vai haver fechamento de nenhuma escola. Ela continua pertencendo ao Estado de Minas Gerais e recebendo alunos para o segundo grau. Esta é uma resolução do próprio Governo de Minas. O que estamos propondo é uma parceria entre o Estado e o Município em prol da educação em nossa cidade. Temos convicção de que esta parceria será benéfica para todos”, declarou.

Sobre os alunos que serão encaminhados para lá, José Gonçalves enfatizou: “Quem usufruirá daquele espaço são os alunos da própria região. Muitas crianças que estudarão lá são parentes dos alunos do turno da manhã. Isso é trazer a comunidade para dentro da escola. No entanto, não queremos criar ansiedade na população. Ainda estamos no começo das negociações. As mudanças só ocorrerão após o sinal verde do Estado”.

Boa notícia

Todo o processo para continuar as obras dos Centros Municipais de Educação Infantil nos bairros Gabiroba, Fênix e Boa Esperança já está concluído. Quem garantiu foi o secretário municipal de Educação, José Gonçalves Moreira.

Como em toda mudança de governo, tivemos que fazer o recadastramento junto ao Governo Federal. Uma vez feito esse cadastro, uma senha é enviada ao prefeito para que ele possa acessar o sistema do Ministério da Educação (MEC) para que ele possa solicitar e apresentar a prestação de contas das obras”, explicou.

O secretário informou ainda que a senha solicitada foi recebida pelo prefeito Ronaldo Lage Magalhães na última semana e que as obras serão retomadas nos próximos meses. “Acreditamos que ainda este ano inauguraremos algumas delas”, concluiu.

Plano Municipal de Educação – Prefeitura conclui entrega de brinquedos para Educação Infantil na rede municipal de ensino

A Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), concluiu neste mês mais uma entrega de brinquedos para as escolas que possuem turmas de Educação Infantil, e brinquedos em módulos de espumas para todas as creches municipais. Foram adquiridos 891 brinquedos, em um investimento de R$ 66.790,00.

Em junho deste ano, a SME já havia distribuído 710 brinquedos para todos os Centros Municipais de Educação Infantil. Na ocasião, foram aplicados R$ 27.824,40. O investimento em brinquedos trata-se de uma política adotada pela SME, que visa captar recursos para subsidiar ações voltadas à implementação das políticas educacionais. Os recursos foram obtidos junto ao Governo Federal, por meio dos programas Brasil Carinhoso e Manutenção da Educação Infantil.

Tendo em visto que o brinquedo e a brincadeira são características da infância e estão garantidos em lei, a SME levou em consideração alguns critérios para a aquisição. São eles: diversidade e qualidade dos materiais, estética e funcionalidade, leveza para o manuseio, atendimento às faixas etárias, brinquedos que priorizam o uso coletivo, atóxicos e com selo do Inmetro.

Brincar é fundamental para o desenvolvimento integral do ser humano. Ao brincar, as crianças exercitam e melhoram suas capacidades emocionais, intelectuais, motoras e sociais. O brinquedo é um convite à ludicidade. Ele funciona como uma ponte entre aquilo que é desconhecido para o que é conhecido no universo infantil”, disse a secretária municipal de Educação, Luciane Maria Ribeiro da Cruz Santos.

Vagas para 2017 – Prefeitura realiza I Cadastro da Educação Infantil

Começou nesta terça-feira (17), e segue até o dia 03 de junho, o I Cadastramento da Educação Infantil de Itabira. Realizado pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), é voltado para os alunos da Educação Infantil do município.

Devem ser cadastradas no 1º e 2º período da educação infantil crianças que completam 4 e 5 anos até o dia 30 de junho de 2017. O cadastro atende a Meta 1 do Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005/2014) e a Meta 1 do Plano Municipal de Educação (Lei nº 4.813/2015), que garantem a universalização da educação infantil de 4 e 5 anos até 2016. A ação tem o objetivo de garantir vagas nas escolas públicas municipais para todos os alunos registrados.

O cadastramento escolar deve ser feito pelos pais ou responsáveis pelos alunos na escola municipal mais próxima à residência, mesmo que esta não ofereça o segmento da educação infantil. É necessário apresentar a certidão de nascimento do aluno, uma conta de luz recente (comprovante de endereço) e documento de identidade do responsável pelo candidato. Será exigida a apresentação dos documentos originais e cópias correspondentes.

Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3839-2602.

cadastro escolar-itabira

Scroll To Top