terça-feira , 21 maio 2019
Você está aqui: Capa | Arquivos de Tag: inclusão

Arquivos de Tag: inclusão

Capacitação – Curso de Libras é oferecido a servidores municipais

Em mais uma ação que busca valorizar o servidor municipal, a Prefeitura de Itabira oferece ao funcionalismo o curso de Língua Brasileira de Sinais (Libras), nível básico. A iniciativa atende ainda um dos princípios do Governo Municipal: a inclusão. O curso vai abranger 30 servidores, de diversos setores, que fazem atendimento ao público.

Com uma carga horária de 40 horas, as aulas serão ministradas pela professora da rede pública municipal Simone de Oliveira e Silva, às quintas-feiras, das 14 às 17 horas, no auditório da Prefeitura. A capacitação terá início na tarde de hoje.

Em tempo

A capacitação faz parte das políticas de valorização da Superintendência de Recursos Humanos da Prefeitura. Por meio dessas políticas, o Município busca proporcionar ao funcionalismo o aprimoramento do trabalho e do desempenho profissional.

A instrutora Simone Silva, além de professora, faz atendimentos a surdos no Centro Municipal de Apoio Educacional (Cemae) de Itabira. Ela faz parte do programa Instrutor Interno de Treinamento e Desenvolvimento, da Secretaria Municipal de Administração (SMA). O projeto é mais uma atividade de valorização do servidor municipal e é coordenado pela Diretoria de Recursos Humanos.

Educação – Prefeitura promove I Simpósio sobre Autismo de Itabira

Com o objetivo de debater e ampliar as perspectivas sobre o autismo, o Governo Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME)/ Centro Municipal de Apoio Educacional (Cemae), promoverá o I Simpósio sobre Autismo de Itabira. O encontro será no próximo dia 28, a partir das 8 horas, na Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA).

De acordo com o secretário municipal de Educação, José Gonçalves Moreira, abril é o mês da Conscientização sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA) e, em Itabira, muitos alunos portadores do transtorno estão matriculados nas escolas da rede municipal de ensino. Daí, a importância de se debater, cada vez mais, o assunto e a educação inclusiva no município.

Precisamos despertar um novo olhar, não apenas para o autismo, mas para todos os outros tipos de deficiências, especialmente porque temos muitos alunos que precisam de um atendimento diferenciado. As escolas municipais trabalham diariamente pela inclusão desses alunos – principalmente o Cemae que atua no fortalecimento da educação inclusiva em Itabira -, e o compartilhamento de experiências é extremamente importante para todos nós”, disse o secretário.

Todos os profissionais da educação e prestadores de serviços da área, principalmente aqueles que atuam com alunos portadores de TEA, estão convidados a participar do evento. O simpósio também é aberto às pessoas interessadas no tema, além dos pais dos alunos acompanhados pelo Cemae. Para participar é necessário preencher um formulário. As vagas são limitadas. Outras informações podem ser adquiridas pelo telefone 3839-2640.

Confira a programação do simpósio:

8h às 8h40 – Credenciamento

8h40 às 9h – Abertura

9h – Palestra “Diagnóstico e Tratamento do Transtorno do Espectro Autista”, com o neurologista infantil, dr. Marcone de Souza Oliveira.

10h – Palestra “Alfabetização da Criança com Transtorno Autista”, com a psicóloga especialista em Neuropsicologia, Luciana Freitas Silva Magalhães.

11 – Palestra “O Autismo e o Brincar”, com a psicóloga especialista em Terapia Cognitivo Comportamental e em Transtorno do Espectro Autista, Gleice de Castro Nogueira.

Autismo

O autismo é um transtorno de desenvolvimento que geralmente aparece nos três primeiros anos de vida e compromete as habilidades de comunicação e interação social. O azul foi definido como a cor que simboliza o autismo, porque a síndrome é mais comum nos meninos, na proporção de aproximadamente quatro meninos para uma menina.

Este transtorno não possui cura e suas causas ainda são incertas, porém ele pode ser trabalhado, reabilitado, modificado e tratado para que, assim, o paciente possa se adequar ao convívio social e às atividades acadêmicas o melhor possível. Quanto antes o autismo for diagnosticado melhor, pois o transtorno não atinge apenas a saúde do indivíduo, mas também de seus cuidadores, que, em muitos casos, acabam se sentindo incapazes de encararem a situação.

Os principais sintomas são:

- dificuldade em juntar-se com outras pessoas;

- falar pouco ou não falar;

- insistência com gestos idênticos, resistência a mudar de rotina;

- pouco contato visual;

- pequena resposta aos métodos normais de ensino;

- aparente insensibilidade à dor;

- repetição de palavras ou frases;

- preferência por estar só; conduta reservada;

- pode não querer abraços de carinho ou pode aconchegar-se carinhosamente;

- aparenta angústia sem razão aparente;

- não responde às ordens verbais;

- apego inapropriado a objetos;

- dificuldade em expressar suas necessidades.

18ª edição – Prefeitura e Apae lançam mais uma edição do projeto SOS Natureza

A Prefeitura de Itabira e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Itabira lançaram na tarde desta terça-feira (1º) a 18ª edição do SOS Natureza. A solenidade aconteceu no auditório da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA) e contou com a presença de alunos, professores e representantes de entidades.

Em Itabira, a Prefeitura é gestora do projeto de educação ambiental idealizado pela Apae. Este ano, o SOS Natureza traz como tema o Ano Internacional das Leguminosas. Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), o ano de 2016 tem como objetivo aumentar a consciência pública para os benefícios nutricionais das leguminosas como parte da produção sustentável de alimentos voltados para a segurança alimentar e nutrição.

Durante a solenidade, a representante da SMMA Simone Magalhães parabenizou a Apae pelo projeto e ressaltou a importância do mesmo para o município. “O SOS Natureza tem dado resultados efetivos. Duas coisas são muito interessantes no projeto. A primeira é a interação entre os alunos da Apae e das redes de ensino municipal e estadual. A segunda é a linha de ação junto
à ONU. Assim, conseguimos trabalhar todos os anos com assuntos diferentes que, ao mesmo tempo, se convergem para o meio ambiente. Essa parceria sólida que a Prefeitura tem com a Apae nos dá muito alegria.”

Já a presidente da Apae, Emídia Tércia dos Santos Figueiredo lembrou que o momento é de comemorar a maioridade do projeto. Ela agradeceu aos parceiros pelo apoio na busca pela preservação ambiental e inclusão social. “Agradeço a todos os parceiros que levam a conscientização ambiental e buscam a inclusão social que é tão importante para a nossa entidade. É uma grande satisfação nos reunirmos hoje para o lançamento do SOS Natureza, neste ano em que ele completa 18 anos”.

O projeto está dividido em cinco etapas. São realizadas abordagens como a convivência amiga, o processo de inclusão da pessoa com deficiência e propostas de sensibilização e conscientização a respeito de questões fundamentais da educação ambiental. São parceiros a SMMA, a Itaurb, o Instituto Estadual de Florestas (IEF) e Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira. Neste ano, o SOS Natureza ganhou uma nova parceira: a Epamig. De acordo com a Apae, a parceria proporcionará novas experiências durante a 4ª etapa.

Além de dez turmas de alunos da Apae, também participam alunos de 12 escolas itabiranas: escolas municipais Prefeito Virgílio Gazire, Américo Gianetti, Professora Antonina Moreira, Ester Moreira Guerra, Dona Inês Torres, Coronel José Batista; escolas estaduais Dona Eleonora Nunes Pereira, Professora Marciana Magalhães, Professora Maricas Magalhães, Professora Palmira Moraes, Major Lage e José Ricardo Martins Fonseca.

Inclusão de Itabira no Colar Metropolitano facilitará implantação de serviços que beneficiam a comunidade

No início deste mês, foi aprovado em segundo turno o Projeto de Lei Complementar (PLC) que inclui Itabira no Colar Metropolitano de Belo Horizonte. O documento que altera a Lei Complementar 89/2006 foi votado na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Após passar pela redação final, o projeto será enviado ao governador Fernando Pimentel para ser sancionado.

Além da proximidade geográfica com Belo Horizonte, Itabira possui limites territoriais e forte integração com cidades que já fazem parte do Colar Metropolitano, como Bom Jesus do Amparo e São Gonçalo do Rio Abaixo. A inclusão do município foi proposta pelos deputados Carlos Henrique Alves da Silva (licenciado do cargo para ocupar a Secretaria de Estado de Esportes) e Raimundo Nonato de Barcelos.

O prefeito Damon Lázaro de Sena explicou que essa mudança vai facilitar a execução de serviços relacionados à habitação, saúde, educação e segurança pública, entre outros segmentos. “A inclusão no Colar Metropolitano é uma importante conquista para a comunidade itabirana. No programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, por exemplo, haverá mudança quanto ao valor repassado pelo Governo Federal ao município. Antes, era transferido o valor de R$ 60 mil para construção das moradias. Agora, o repasse deve girar em torno de R$ 75 mil. Ou seja, vai melhorar a participação do Governo Federal em programas sociais, diminuindo a contrapartida da Prefeitura”, afirmou.

Na votação, também foi aprovada a inclusão das cidades de João Monlevade, Jequitibá, Santana do Riacho e Catas Altas. Já fazem parte os municípios de Barão de Cocais, Belo Vale, Bom Jesus do Amparo, Bonfim, Fortuna de Minas, Funilândia, Inhaúma, Itabirito, Itaúna, Moeda, Pará de Minas, Prudente de Morais, Santa Bárbara, São Gonçalo do Rio Abaixo, São José da Varginha e Sete Lagoas.

Dia D cadastra pessoas com deficiência e reabilitados do INSS para inclusão no mercado de trabalho

Itabira é um dos municípios brasileiros participantes do Dia D – Dia de inclusão social e profissional das pessoas com deficiência e dos beneficiários reabilitados do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). O evento acontecerá nesta sexta-feira (25), das 9h às 16h, no Ginásio Poliesportivo Maestro Silvério Faustino – rua Irmãos D’Caux, s/nº, Centro. Será a oportunidade para aqueles que fazem parte do público-alvo candidatarem-se a uma vaga no mercado de trabalho.

A ação promovida pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) conta com a parceria da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) e apoio da Prefeitura de Itabira. Em Minas Gerais, 26 cidades foram selecionadas para participar da iniciativa.

O cadastramento abrangerá pessoas incapacitadas parcial ou totalmente para o exercício da atividade laboral que cumpriram o Programa de Reabilitação Profissional do INSS. Também serão atendidas pessoas com deficiência, a partir dos 18 anos, que tenham potencial para o mercado de trabalho.

“Criaremos um banco de dados que será disponibilizado aos empresários que vão abrir as vagas para pessoas com deficiência e reabilitados do INSS. Há empresas em Itabira que não estão cumprindo a cota e já foram notificadas pelo MTE. Futuramente, elas deverão oferecer postos de trabalho para cumprir a Lei Federal 8.213/91 e poderão acessar o banco de dados para entrar em contato com os candidatos”, explicou a superintendente de Promoção Humana da SMAS, Noeme Rodrigues Gonçalves.

Para efetuar o cadastramento, a pessoa com deficiência deve apresentar a carteira de trabalho, carteira de identidade ou de habilitação, CPF, Cartão Cidadão ou número do PIS e comprovante de endereço com CEP. Já o beneficiário reabilitado deve levar os documentos citados anteriormente e o certificado emitido pelo INSS. As empresas do município também poderão comparecer ao Ginásio Poliesportivo e cadastrar as vagas disponíveis para o público-alvo.

dia d - cartaz

Apresentações e entrega de homenagens marcam encerramento do SOS Natureza 2014

A edição 2014 do programa SOS Natureza foi encerrada na tarde de quinta-feira (11), durante solenidade no teatro da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA). Idealizado pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Itabira, o projeto é gerido pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA). Neste ano, o tema foi “16 anos semeando o futuro”.

Estiveram presentes o prefeito Damon Lázaro de Sena, a presidente da Apae Itabira Emídia Tércia dos Santos Figueiredo, o vereador José Luiz Ferreira dos Santos, o representante do Instituto Estadual de Florestas (IEF) Alex Luiz Amaral Oliveira, a coordenadora do programa Atitude Ambiental/Vale Cibele Alvarenga, o representante da Polícia Militar de Meio Ambiente e Trânsito sargento Adão Assis, a gestora do Museu do Tropeiro Aparecida Leite Madureira, além de secretários municipais, alunos e professores das escolas participantes.

Houve apresentação dos estudantes e entrega de homenagens às instituições parceiras: elas receberam troféus de participação, álbuns com registro das atividades desenvolvidas e diplomas de Cidadão Ecológico.

“Faltam palavras para expressar o que representa o SOS Natureza. Dezesseis anos de ganhos importantes e objetivos alcançados. Neste momento, agradeço a Deus, aos nossos parceiros e a todos que contribuíram para que os objetivos de conscientização e inclusão para um mundo mais justo e humano fossem alcançados”, comentou Emídia Figueiredo.

“Toda instituição que tem credibilidade e projetos nos quais acreditamos constroem boas parcerias. A Apae está de parabéns por ter essa credibilidade dentro da sociedade. Cabe a nós ter bom comportamento para com a natureza na qual estamos inseridos. Falar de meio ambiente é falar de todos, pois estamos integrados nele. Significa também falar de qualidade de vida. O projeto SOS Natureza é um exemplo importante: há 16 anos, trabalha a conscientização das pessoas para que se preocupem cada dia mais com o meio ambiente. Nossas atitudes podem transformar este mundo”, ressaltou Damon Lázaro de Sena.

O prefeito citou algumas ações desenvolvidas pelo governo ligadas à área ambiental, como os projetos para captação de água e cessão da estrutura do Ipocarmo que foi transformada na sede do Parque Estadual Mata do Limoeiro, onde são desenvolvidas atividades de conscientização ambiental.

Saiba mais

Realizado entre março e dezembro, o projeto SOS Natureza foi desenvolvido em cinco etapas: “Meio Ambiente Inteiro”, “O Poeta, o Caminho e a Pedra”, “Território Itabirano”, “Resíduos sólidos – compromisso de todos” e “Mostra Ecológica”, além da participação na campanha de distribuição de sacolas retornáveis.

Participaram alunos da Apae e das escolas municipais Antônio Camilo Alvim, Coronel José Batista, Dona Inês Torres, Ester Pereira Guerra, José Gomes Vieira e Professora Antonina Moreira; escolas estaduais Antônio Linhares Guerra, Dona Eleonora Nunes Pereira, Major Lage, Mestre Zeca Amâncio, Professora Marciana Magalhães e Professora Maricas Magalhães.

O projeto conta com os seguintes parceiros: Secretaria Municipal de Educação (SME), Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), Empresa de Desenvolvimento de Itabira (Itaurb), Polícia Militar de Meio Ambiente e Trânsito Rodoviário, Memorial Carlos Drummond de Andrade, Museu do Tropeiro, Programa Atitude Ambiental – Vale, Instituto Estadual de Florestas (IEF) e Instituto Tecendo Itabira.

Aoadi recebe cheque referente ao lucro da 32ª Expoita

A Prefeitura de Itabira e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) realizaram na tarde de sexta-feira (5), no Paço Municipal, a entrega de um cheque no valor de R$ 42.926,58 à Associação Ocupacional e Assistencial dos Deficientes de Itabira (Aoadi). O recurso é proveniente do lucro obtido na 32ª Exposição Agropecuária e Industrial de Itabira (Expoita), realizada entre os dias 30 de julho e 3 de agosto deste ano.

O presidente da entidade beneficiada, Juliano Gualberto de Souza, agradeceu o auxílio e disse que o repasse será de grande utilidade para desenvolver os projetos da Aoadi. “É muita alegria para a Aoadi ser lembrada nos eventos da cidade, tendo em vista que o trabalho desenvolvido pela entidade é de grande relevância e a entrega deste cheque é uma forma de reconhecimento disso”.

De acordo com o presidente da CDL, Gil César Lopes, com a venda de ingressos para os shows dos dias 1º de julho e 2 de agosto foram apurados R$ 125.450,00. Este valor foi somado aos recursos obtidos com estacionamento, venda de barracas (praça de alimentação), espaços publicitários/ patrocinadores, espaço para camarote, patrocínio de cervejarias, repasse de recurso da Prefeitura de Itabira e rendimento de aplicação financeira, totalizando R$ 519.319,73. As despesas da festa somaram R$ 476.393,15 e a diferença resultou no lucro repassado para a Aoadi.

“Relembramos o prazer do convite feito pelo prefeito Damon Lázaro de Sena para que a CDL, mais uma vez, ficasse à frente de uma das melhores festas que Itabira realiza. Neste ano, o desafio foi ainda maior. Era necessário dar retorno em dois dias de cobrança de ingressos a preço popular e lembramos que, nesses dois dias, foram realizados dois shows por noite, ou seja, maior investimento em estrutura. Conseguimos realizar esta festa com o apoio da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento. Os servidores não mediram esforços para nos ajudar. Agradecemos à população que participou da Expoita: foram mais de 12 mil toneladas de alimentos arrecadados” disse Gil César.

O prefeito Damon Lázaro de Sena agradeceu à CDL pela organização e ressaltou o trabalho sério e transparente da entidade na administração da 32ª Expoita. “Agradeço a presença dos membros da Aoadi neste evento. Eles são, para todos, exemplos de superação de obstáculos. Agradeço também a parceria construída com a CDL. A entidade conseguiu resgatar a credibilidade da Expoita junto às entidades beneficiadas. A sociedade acredita naqueles que trabalham com seriedade e transparência, gerando resultados positivos. Lembramos que não construímos sozinhos, por isso, é tão importante a parceria da Prefeitura de Itabira com as entidades”.

Acessibilidade

Durante o evento, o Conselho Municipal de Direitos da Pessoa com Deficiência de Itabira (CMDPD) fez o lançamento da Cartilha do Portador de Deficiência. Com a ação, o CMDPD busca conscientizar a população sobre a inclusão dos deficientes na sociedade e o respeito a seus direitos. O lançamento também faz parte das comemorações ao dia 3 de dezembro, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) como Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

De acordo com o presidente do CMDPD, Joaquim Teodorino Olímpio, posteriormente será lançado o selo “Aqui tem acessibilidade” que será afixado em estabelecimentos comerciais do município que proporcionam este direito aos deficientes físicos. Na ocasião, houve distribuição de alfabetos em braile e Libras. Fonoaudióloga, terapeuta ocupacional e professores estiveram presentes para esclarecer dúvidas sobre a utilização dos alfabetos e outras questões relacionadas à comunicação com o deficiente. Também foram distribuídos cartões com dados do CMDPD. O evento contou ainda com uma apresentação dos alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Itabira (Apae) e da fanfarra do projeto Vida Ativa.

Itabira pleiteia inclusão no Colar Metropolitano de BH

O prefeito Damon Lázaro de Sena participou de uma reunião com o atual secretário de Estado de Saúde, Alexandre Silveira, na tarde de quarta-feira (05). O encontro aconteceu na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte. Na oportunidade, o prefeito parabenizou o secretário pela posse na nova pasta, ocupada anteriormente por Antônio Jorge de Souza Marques.

1 - Credito da foto Henrique Chendes - SES MG

Crédito da foto: Henrique Chendes / SES MG

Antes de assumir a Secretaria de Estado de Saúde, Alexandre Silveira foi secretário de Estado de Gestão Metropolitana. Por isso, Damon Lázaro de Sena solicitou que o secretário faça a intermediação junto ao governador para que Itabira seja inserida no Colar Metropolitano de Belo Horizonte, devido à proximidade geográfica com a capital mineira. Além disso, o município possui forte integração com as cidades que já fazem parte do Colar Metropolitano e limites territoriais com Bom Jesus do Amparo e São Gonçalo do Rio Abaixo, que foram inseridas nesse agrupamento em 2012.

“Com essa inclusão, Itabira será beneficiada com programas de desenvolvimento regional nas áreas de habitação, saúde e educação, por exemplo, que vão impulsionar, ainda mais, seu crescimento”, disse o prefeito. Alexandre Silveira se comprometeu a acompanhar o pedido. “Estarei nos próximos dias com o governador e tratarei, pessoalmente, desta demanda para que possamos inserir o município no Colar Metropolitano de BH”, afirmou.

Minas Gerais possui as regiões metropolitanas de Belo Horizonte (constituída por 34 municípios) e do Vale do Aço (formada por quatro municípios). Já o Colar Metropolitano é formado por municípios que estão próximos à Região Metropolitana, mas não fazem parte desta extensão.

O Colar Metropolitano de BH é composto atualmente pelas cidades de Barão de Cocais, Belo Vale, Bom Jesus do Amparo, Bonfim, Fortuna de Minas, Funilândia, Inhaúma, Itabirito, Itaúna, Moeda, Pará de Minas, Prudente de Morais, Santa Bárbara, São Gonçalo do Rio Abaixo, São José da Varginha e Sete Lagoas.

Scroll To Top