quinta-feira , 4 junho 2020
Você está aqui: Capa | Arquivos de Tag: prevenção (Página 4)

Arquivos de Tag: prevenção

Mais de 7 mil alunos vão participar do Programa Saúde na Escola

Até o dia 15 de agosto, alunos da Escola Municipal Américo Giannetti (Emag) participarão da semana Saúde na Escola. Equipes das secretarias municipais de Educação e Saúde vão ministrar palestras, propor exercícios físicos, orientar sobre saúde bucal e alimentação saudável. A abertura das atividades aconteceu na manhã de segunda-feira (11) e também marcou o início do Programa Saúde na Escola (PSE) 2014/2015, que vai orientar e atender mais de 7 mil alunos da rede municipal.

Saude na Escola (2)

Na abertura, estiveram presentes o prefeito Damon Lázaro de Sena, a secretária Municipal de Educação Luciane Maria Ribeiro da Cruz Santos, a secretária-adjunta de Saúde Miriam Lage Fernandes, a diretora da Emag Rita de Cássia Fontes Santana, professores, funcionários e pais de alunos. Os estudantes cantaram música de boas-vindas e também apresentaram uma dança relacionada à cultura da paz nas escolas.

Saude na Escola (4) Saude na Escola (5)

Rita Santana comentou sobre a responsabilidade dos educadores na formação das crianças. “Temos o dever de trabalhar o desenvolvimento do pensamento crítico do aluno, além de contribuir para que as crianças adotem comportamentos favoráveis à saúde, estimulando a conscientização em relação aos cuidados com seu próprio corpo, alimentação saudável, importância da atividade física, respeito ao outro, solidariedade, a cultura da paz, equidade e cidadania”.

Estamos aqui porque temos ternura por vocês e achamos importante que cresçam saudáveis, mas cada um tem que fazer a sua parte. Alimentaram-se direitinho? Estão respeitando as orientações dos pais?”, perguntou Luciane Santos aos alunos. Posteriormente, ela agradeceu aos profissionais envolvidos nas ações voltadas à saúde na escola e afirmou que a educação oferecida na infância é importante para haver adultos mais comprometidos com a saúde no futuro.

Damon Lázaro de Sena deu alguns conselhos às crianças: seguir as recomendações dos pais e professores, comer frutas e verduras, beber a quantidade de água necessária e participar de atividades físicas, por exemplo. “Queremos saúde boa para todo mundo. Vocês, crianças, serão responsáveis pelo mundo no futuro e é importante que tenham essa consciência de que saúde é prioridade. As informações que forem passadas a vocês devem ser levadas para casa. Os professores e profissionais da área da saúde estão aí para orientá-los”, comentou.

Saude na Escola (3)

Sobre o PSE
Promovido pelos ministérios da Educação e da Saúde, o Programa Saúde na Escola (PSE) promove a formação integral dos estudantes da rede pública de educação básica por meio de ações de prevenção, promoção e atenção à saúde. A Prefeitura de Itabira aderiu ao programa que, na edição 2014/2015, vai abranger 7.263 estudantes de 39 escolas da rede municipal. Equipes dos PSFs, Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf) e profissionais que trabalham na SME vão oferecer o suporte necessário aos trabalhos desenvolvidos nas escolas.

Profissionais vão abordar sobre saúde bucal e promover a escovação supervisionada. Alunos da educação infantil e ensino fundamental serão submetidos à avaliação antropométrica: por meio do peso e da estatura, os profissionais acompanharão a situação nutricional das crianças para verificar se há obesidade ou desnutrição. Estudantes entre 6 e 14 anos também farão exames oftalmológicos: caso algum problema visual seja identificado, o aluno será encaminhado ao médico oftalmologista para receber o tratamento necessário. Os estudantes também participarão de palestras com temáticas relacionadas à saúde, como prevenção do uso de drogas, sexualidade, alimentação saudável, entre outras.

Saude na Escola (6)

Postos de saúde atualizam cartões de vacinas e orientam sobre saúde bucal das crianças

Duas ações voltadas à saúde infantil acontecem simultaneamente em Itabira: a Semana de Saúde Bucal da Criança e a Semana de Atualização do Cartão de Vacinas. Elas foram iniciadas nesta segunda-feira (4) em todas as unidades do Programa de Saúde da Família (PSF) do município. A mobilização é promovida pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Orientações sobre cuidados com a saúde bucal da criança, atividades lúdicas, exibição de vídeos, distribuição de escovas dentais, verificação e aplicação de vacinas em atraso são algumas ações desenvolvidas nos PSFs. Segundo a SMS, o trabalho conjunto visa garantir a imunização das crianças em dia e estimular hábitos voltados à prevenção de doenças bucais, como a cárie e a gengivite. Nessa faixa etária, tal atenção é considerada essencial, por se tratar do período em que nascem os dentes permanentes.

Os pais e/ou responsáveis devem levar as crianças menores de cinco anos à unidade de saúde mais próxima de sua residência e apresentar o cartão de vacinas. Os atendimentos acontecem das 8h às 16h até a próxima sexta-feira (8).

Cartaz - Saude Bucal e Atualizacao do Cartao de Vacinas

Dia de Prevenção às Drogas – Palestras e apresentações acontecem no Centro e bairros de Itabira

Com o tema: “Seja um Craque. Não use Drogas”, o Conselho Municipal de Políticas Públicas sobre Drogas (Comppud) e a Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) promoveram na quinta-feira (26) atividades nas ruas onde estão localizados os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) dos bairros Pedreira, Gabiroba, Santa Marta e Jardim das Oliveiras. Elas fazem parte do Dia de Prevenção às Drogas e têm como objetivo principal conscientizar crianças, adolescentes e pais sobre a necessidade de prevenção e combate ao uso de drogas.

A campanha tem o apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), 52ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira (Funcesi) e Belmont. Além das ruas dos Cras, os eventos também aconteceram, no período da tarde, no estacionamento do Mercado Municipal Caio Martins da Costa, na avenida João Pinheiro.

Dentro da programação da manhã, em ruas dos quatro bairros, houve apresentações culturais, palestras e orientação sobre a dependência química ministradas por profissionais da saúde, além de rodas de conversa sobre o tema e medição de pressão arterial. Houve ainda atrações para crianças e adolescentes, como cama elástica, oficinas de arte (desenho livre, pintura e veda saquinho) e distribuição de brindes.   

De acordo com o presidente do Comppud, Rangel Sá de Oliveira, a prevenção ao uso de drogas tem que acontecer todos os dias, dentro e fora de casa e com a participação de todos. “O Dia de Prevenção às Drogas é uma questão simbólica e onde buscamos trabalhar a prevenção, conscientização e orientação aos pais para que tenham um relacionamento aberto e de diálogo com os filhos. Na realidade, essa conscientização quanto aos riscos e implicações do uso de drogas tem que acontecer todos os dias”, afirmou.

Na opinião de Rita da Conceição Santos Silva (49), mãe de quatro filhos e cozinheira na Escola Municipal Nico Andrade há mais de 20 anos, educar os filhos não é tarefa fácil, principalmente quando o assunto é o consumo de drogas, seja lícita ou ilícita.

É muito difícil. A gente direciona, instrui e orienta os filhos, mas eles sempre querem ter suas próprias experiências na vida, até mesmo para que amadureçam. Temos que estar atentos e conversar abertamente com nossos filhos, pois a responsabilidade em educar cabe primeiramente a nós, pais. Nos meus anos de escola vi muitos jovens perderem a vida por envolvimento com o tráfico, mas a esperança é este tipo de trabalho feito aqui hoje, de direcionamento e instrução contra o uso de drogas”, ressaltou. 

Até as 19 horas as atividades continuaram em frente ao Mercado Municipal, com telão e transmissão dos jogos da Copa do Mundo, blitz educativa, orientação psicossocial e apresentação do coral da Fazenda Esperança, entre outras atrações.

Programação – Dia de Prevenção às Drogas

Cartaz Comppudi

Campanha de vacinação contra gripe

A campanha nacional de vacinação contra a gripe foi iniciada em todo o país na manhã de terça-feira (22). Em Itabira, ela é realizada por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). As doses serão aplicadas até o dia 9 de maio nas 18 unidades de saúde do município que possuem sala de vacinação. O atendimento é feito das 8h às 16h30.

Houve ampliação do público infantil que será abrangido pela campanha: agora, serão imunizadas crianças de seis meses a cinco anos de idade. Também serão vacinadas pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), povos indígenas, detentos, funcionários do sistema prisional e da área de saúde. Os portadores de doenças crônicas ou com condições clínicas especiais podem receber a vacina, mas devem apresentar prescrição médica.

De acordo com a chefe da seção de Vigilância Epidemiológica, Lumênia Souza Duarte, as vacinas garantem proteção por, aproximadamente, um ano. “Elas são reformuladas anualmente contra novos vírus e, a partir da segunda semana após recebimento da dose, a pessoa adquire proteção contra o vírus da gripe”, afirmou.

Ela acrescentou que todos aqueles que se enquadram nos grupos prioritários devem ser vacinados, exceto quem tiver alergia a ovo ou estiver com febre no dia da vacinação. Após a aplicação, raramente pode ocorrer dor no local da injeção ou mal-estar: os efeitos passam, na maioria das vezes, em até 48 horas.

Para receber a dose, é necessário apresentar o cartão de vacinação. A mobilização nacional, conhecido como “Dia D”, acontecerá no próximo sábado (26). Neste dia, todas as unidades de saúde estarão abertas das 8h às 17h.

Segundo o Ministério da Saúde, a vacina protege contra três subtipos de vírus da gripe: A/H1N1, A/H3N2 e influenza B. São priorizados grupos mais vulneráveis ao agravamento de doenças respiratórias. Com a imunização, reduz-se o risco de complicações relacionadas à gripe que podem levar a internações ou até a óbitos. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

Outras medidas preventivas
O vírus influenza é transmitido por meio do contato com secreções das vias respiratórias que são eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). O período de maior circulação do vírus da gripe ocorre, principalmente, de junho a agosto.

Por isso, o Ministério da Saúde orienta que a população em geral adote algumas medidas para evitar a doença, como lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar, evitar tocar o rosto, não compartilhar objetos de uso pessoal e manter os ambientes arejados.

Prefeitura realiza campanha de prevenção do câncer de boca

A Prefeitura de Itabira realiza a partir dessa segunda-feira (07) a campanha de prevenção do câncer de boca. Com o objetivo de aumentar os índices de diagnóstico precoce da doença e de lesões potencialmente malignas, a ação será executada por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

A campanha vai envolver dois níveis de prevenção. Na primária, serão divulgadas informações sobre o câncer bucal, o autoexame, os fatores de risco e a prevenção. Na secundária, haverá exames preventivos que serão realizados pelas equipes de saúde bucal da SMS.

No primeiro dia da campanha, dentistas da rede municipal participam de uma capacitação com o tema “Diagnóstico e cuidados odontológicos durante e após a terapia oncológica”. De terça-feira (08) até a sexta-feira (11), haverá avaliação bucal e orientações dos pacientes de riscos nas unidades de saúde municipais. A campanha conta ainda com orientações sobre prevenção da doença, feita pelas equipes de saúde bucal, na próxima quinta-feira (10), na avenida João Pinheiro, em frente ao Mercado Municipal. No final deste mês (26), será oferecida avaliação bucal para os idosos que participarem da campanha de vacinação contra a gripe.

“Por meio da campanha, além de identificar as lesões iniciais compatíveis com a doença, pretendemos ainda ampliar a educação e a percepção da população sobre a saúde bucal e a importância do diagnóstico precoce”, disse o secretário municipal de Saúde Reynaldo Damasceno.

Saiba Mais
O câncer bucal é uma doença grave. Se o diagnóstico é tardio, o prognóstico é desfavorável, com tratamentos mutilantes, caros e somente paliativos. Os principais fatores de risco para o câncer de boca são o fumo, a ingestão crônica de bebidas alcoólicas e a exposição prolongada à radiação solar. “Por isso a campanha é tão importante. Os dentistas da rede pública municipal estão empenhados nesta ação por acreditarem nos benefícios que ela pode trazer para a comunidade”, afirmou a chefe do Departamento de Ações em Saúde da SMS Vânia Maria Maimone Ribeiro.

prevencao cancer de boca

Secretaria de Saúde orienta sobre animais que se proliferam nessa época do ano

Com a chegada do verão, eleva-se a proliferação de animais que são consideradas pragas urbanas, como baratas, ratos, formigas, aranhas, escorpiões e mosquitos (Aedes aegypti, transmissor da dengue, e Culex, conhecido como pernilongo comum). O calor, o aumento da umidade e o crescimento da vegetação criam condições para a reprodução dessas espécies. Por isso, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) orienta sobre as medidas que a população deve adotar para minimizar o aparecimento deles.

O coordenador do Controle de Vetores da Seção de Vigilância Epidemiológica, César Augusto Nunes, alerta que o veneno do escorpião pode ser fatal em crianças e idosos. “O aracnídeo pode estar presente em locais como condomínios, principalmente aqueles que possuem galerias subterrâneas, ou imóveis próximos a entulhos ou obras”, disse, acrescentando que o escorpião alimenta-se principalmente de baratas.

Já os ratos, que fazem parte da dieta das serpentes, podem transmitir leptospirose. César Nunes explica que há meios de controlá-los, mas a forma mais eficaz é o morador cuidar de suas propriedades e descartar o lixo corretamente. “Sinto que as pessoas estão despreocupadas, mas isto deve ser tratado com seriedade, porque é um problema de saúde pública. Deve-se separar o lixo corretamente e não deixá-lo exposto com restos de comida, pois isso favorece o aparecimento desses animais”.

Ações preventivas
Segundo César Nunes, a SMS realiza as pulverizações e desratização em redes de esgotos dos bairros de Itabira.  Ele acrescenta que as baratas, escorpiões e lacraias podem ser eliminados com a dedetização, utilizando-se produtos específicos para cada tipo de animal. Entretanto, há medidas que podem contribuir para que esses animais mantenham-se afastados das residências e acidentes sejam evitados:

- Evite o acúmulo de água parada;

- Mantenha o interior da casa e a área ao redor da residência limpos. Pulverize jardins e limpe terrenos baldios;

- Aranhas e escorpiões preferem ambientes escuros e úmidos. Por isso, faça a limpeza dos armários. Examine calçados e roupas antes de usá-los;

- Faça a vedação de frestas e buracos em paredes, assoalhos, forros e rodapés. Utilize telas, vedantes ou sacos de areia em portas, janelas e ralos;

- Em locais ou situações de risco de acidentes por animais peçonhentos, como matas, telhas, áreas com acúmulo de lixo, serviços de jardinagem, atividade de lazer e limpeza e deslocamento de móveis, sempre utilize equipamentos de proteção individual (EPI’s), como luvas de couro, botas de cano alto e perneira;

- Caso encontre um animal peçonhento, afaste-se com cuidado e evite assustá-lo ou atacá-lo, mesmo que pareça morto. Não tente removê-lo sem ajuda de um profissional qualificado.

Mais orientações podem ser obtidas na Seção de Vigilância Epidemiológica pelo telefone (31) 3839-2600.

Como agir em caso de acidente
Os animais peçonhentos possuem glândulas produtoras da peçonha, uma substância tóxica que é liberada quando eles atacam ou se defendem. A vítima pode sofrer diversas reações, como a destruição de células e tecidos da área atingida, hemorragias internas, paralisias e até morte.

Caso a pessoa seja atacada, deve-se procurar atendimento médico imediatamente. Se possível, o local da lesão deve ser lavado com água e sabão e a vítima deve ser mantida em repouso até a chegada ao pronto-socorro. Informe ao profissional de saúde as características do animal que causou o acidente.

Não amarre o membro acidentado, nem tente sugar o ferimento com a boca. Embora quando ingerida, geralmente, a peçonha se torne inativada (devido à ação das enzimas digestivas presentes na saliva), a peçonha penetra na mucosa bucal, fazendo com que o socorrista também sofra o efeito do veneno. A aplicação de qualquer tipo de substância (pó de café, álcool, entre outros) na lesão não é indicada. Também não se deve cortar ou furar o local da picada para tentar extrair o veneno.

Prefeitura apresenta plano de mobilização para controle da dengue em Itabira

Autoridades municipais, Agentes de Combate a Endemias (ACEs) e profissionais ligados à saúde participaram de um encontro promovido pela Prefeitura de Itabira, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), na tarde de quinta-feira (05). O evento aconteceu no auditório do Itec, no bairro Amazonas, e teve o objetivo de divulgar o plano de mobilização social para controle da dengue na cidade.

3 - Auditorio do Itec ficou cheio durante o encontro

O prefeito Damon Lázaro de Sena falou sobre a força-tarefa iniciada para prevenir a doença.  “Vocês estão em contato direto com a população, mostrando que a doença existe e pode atingir qualquer um, fazendo com que vidas sejam perdidas”, disse. Também agradeceu aos ACEs pelo empenho e acrescentou que eles “estão trabalhando para as famílias de todos nós. Quando a dengue é adquirida pela segunda vez, aumenta-se a chance de desenvolver o quadro hemorrágico e também o risco de morte”.

O secretário municipal de Saúde, Reynaldo Damasceno Gonçalves, apresentou dados sobre a situação dos registros de dengue no município, no estado e no país. O secretário também mostrou as ações implantadas ao longo de 2013 para a prevenção da dengue e as medidas previstas para o próximo ano.

2 - Apresentacao dos dados feita por Reynaldo Damasceno

No Brasil, houve aumento de 175% dos casos de dengue comparando-se os anos de 2012/2013. Também houve aumento de 87% do número de óbitos em consequência da doença: em 2012, foram 283 mortes; em 2013, já foram registradas 530. Em Minas Gerais, 109 óbitos foram registrados em 57 municípios.

Levantamentos realizados em Itabira neste ano
O primeiro Levantamento Rápido do Índice de Infestação de Aedes aegypti (Liraa) foi feito em janeiro e apresentou o índice de 4,4%. O segundo, em março, apresentou aumento: 4,9%. O último levantamento foi feito em outubro e apresentou índice de 0,6% – número menor que o registrado em outubro de 2012, quando o Liraa apontou 0,81%. Reynaldo Damasceno destacou que 80% dos focos do mosquito Aedes aegypti (transmissor da dengue) estão nas residências.

O secretário de Saúde alertou que os trabalhos de prevenção devem permanecer para evitar ocorrências de mortes por causa da dengue. Em Itabira, foram registradas 1.379 notificações: 334 casos confirmados, um paciente em estado grave e uma morte sob suspeita em decorrência da doença.

A morte suspeita aconteceu em 14 de novembro: trata-se de um homem de 34 anos que morava no estado do Pará e trabalhava em uma empreiteira da Vale em Itabira. Ele estava na cidade há cinco meses, residia no bairro Juca Rosa e havia viajado dias antes de ser internado. O material coletado está em análise na Fundação Ezequiel Dias (Funed).

“É necessário maior número de pessoas conscientizadas para não deixar a dengue se espalhar pelo município”, afirmou o secretário.

Ações a serem implantadas
Algumas das medidas a serem implantadas pela SMS são: campanhas educativas nas escolas e empresas, estabelecer parcerias com entidades de classe, promover ações integradas junto às entidades médicas e planos de saúde, reforço na capacitação dos profissionais, implementação da força-tarefa intersetorial (Campanha Cidade Limpa, em parceria com Itaurb), finalizar contratação de novos agentes e capacitá-los para exercer a função, compra de materiais/insumos a serem utilizados em 2014 e ações de comunicação integrada. Para 2014, estão previstas a realização de novo Liraa, campanhas específicas (volta às aulas e durante o Carnaval), instalação das tendas de hidratação, entre outras ações.

Scroll To Top